Alternar o combustível no flex pode dificultar a partida?

Às vezes a central eletrônica pode demorar a reconhecer a mudança de combustível e pode haver dificuldades na hora de dar a partida

01 volks total flex 22 03
Por Boris Feldman
05 de outubro de 2018 20:00

Alternar o combustível no flex, da gasolina para o etanol, em alguns casos dificulta que o automóvel de a partida nas manhãs mais frias. Por quê?

[TRANSCRIÇÃO]

Toda hora tem aí uma advertência para quando você alternar o combustível no flex, do etanol para a gasolina, ou vice-versa. E a dica é de que o carro tem que rodar vários quilômetros até que a central eletrônica reconheça a mudança de combustível. Pois é, ouvir o galo cantar sem saber aonde.

O que acontece é que se você tinha gasolina e, a noite antes de chegar em casa, você substituiu pelo etanol, no caso de manhãs mais frias em carros mais antigos, pode haver uma dificuldade do motor funcionar. Isso porque a central não foi informada ainda da presença do etanol e não comandou a injeção de gasolina da partida a frio.

Em resumo, alternar o combustível é um problema que só acontece quando se muda da gasolina para o etanol, e não vice-versa. E só em carros mais antigos, e só na época de manhãs mais frias. Ou seja, só com muito azar para conjugar todos esses fatores.

Alternar o combustível no flex
(Fabiano Azevedo/AutoPapo)

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Jose 26 de maio de 2019

Tá aí o logal do canto do galo!!!!!
MUDANÇA DE COMBUSTÍVEL
Após um abastecimento com mudança de combustível, de
gasolina para etanol ou vice-versa, dirija seu carro por uma
distância de 7 a 10 km, equivalente a 10 minutos. O sistema
de injeção vai identificar e se adaptar ao novo combustível.
Sem esse procedimento, poderão ocorrer falhas na
próxima partida do motor. Manual da renault!!!!
se quiser mando por email

Avatar
Denilson 20 de janeiro de 2019

Boris tenho um Fox 2010 Geracao II QUE O TANQUINHO DEPOIS QUE COMECEI A USAR ETANOL FICA ZERADO SEM GASOLINA NENHUMA, TENHO ABASTECIDO E NO OUTRO DIA QUANDO VOU NO POSTO TA SEM GASOLINA DE NOVO, TODO DE UM DIA PARA OUTRO COLOCO A GASOLINA NO TANQUINHO. MAS ANTES NAO ERA ASSIM. O QUE PODE SER ?

Avatar
Humberto 7 de janeiro de 2019

Boris, respeito você como profissional, mas não procede sua informação. Hoje os veículos flex necessitam sim rodar alguns quilômetros para reconhecer o combustível quando trocado, a central de injeção em conjunto com as sondas necessitam avaliar os gases para identificarem a troca; quando você não roda o suficiente o veículo não funciona. Trabalho em um montadora grande e te falo com propriedade.

Avatar
Humberto Ambrogi Neto 6 de outubro de 2018

Tenho 1 Traker 2018 ,e ontem tive problema ao dar partida de manhã depois de substituir etanol por gasolina … depois de várias tentativas consegui fazer o carro pegar , já havia acionado o guincho para levar a concessionária ???

Avatar
Deixe um comentário