Hidrogênio: crise com Toyota e nova proposta

Rede de distribuição e dificuldades logísticas estão dificultando a vida dos donos do Mirai nos EUA, mas GWM quer usar combustível em caminhões

CARRO MOVIDO A HIDROGÊNIO TOYOTA
Mais de 15 mil proprietários de carros movidos a hidrogênio estão tendo problemas nos EUA pela falta de abastecimento (Fotomontagem: Amanda Borges | AutoPapo)
Por Boris Feldman
Publicado em 08/07/2024 às 18h02

Os automóveis Toyota Mirai funcionam com célula a combustível, alimentadas por hidrogênio. O grande problema é que essas células estão deixando os mais de 15 mil proprietários, quase todos na Califórnia nos Estados Unidos, de cabelo em pé pela falta do hidrogênio.

VEJA TAMBÉM:

E este é o principal defeito do carro movido a hidrogênio, que apesar de ser uma excepcional fonte de energia, tem problemas no armazenamento e na distribuição. Mas, a chinesa GWM está trazendo seus caminhões com Fuel Cell, ou seja, com hidrogênio, de forma experimental para o Brasil no segundo semestre deste ano.

Nesse tipo de veículo, essa fonte tem muito mais chance de funcionar, porque o caminhão tem uma rota definida, sai do ponto A, vai ao ponto B e depois volta. Dessa forma, o abastecimento do veículo movido a hidrogênio é bem mais simples, pois basta implantar os postos de abastecimento nesses dois pontos.

Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify YouTube PodCasts YouTube PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário