Planos da Ford para o Brasil: mais SUVs, picapes, comerciais e até um esportivo

O que virá para o Brasil em 2021 é apenas uma síntese dos planos que a Ford deverá fazer valer em âmbito mundial no futuro

placa ford sao paulo brasil
Planos da Ford para o Brasil é um reflexo do que a marca vai aplicar no mercado no futuro (Foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
16 de dezembro de 2020 21:31

Lyle Watters, presidente da Ford no Brasil, anunciou seus planos para o mercado brasileiro em 2021. E disse que virá o Bronco, um SUV produzido pela Ford nos Estados Unidos e que ficou muitos anos fora do mercado.

Foi relançado com um sucesso que nem a Ford imaginava.

Virá também uma versão especial da picape Ranger, produzida na Argentina. E do Uruguai, a linha Transit, de comerciais. Finalmente, uma série especial de um dos esportivos mais famosos do mundo: o Mustang Mach 1.

O que virá para o Brasil em 2021 é uma síntese dos planos da própria Ford para o futuro. Ela vai se concentrar em utilitários esportivos, picapes, comerciais e no Mustang. Exatamente o que anunciou Mr Watters anunciou para o Brasil no próximo ano.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
moises ribeiro 17 de dezembro de 2020

A Ford demora muita a decedir, empurra carros que aqui não querem ,exemplo clinica de escolha do maverick que naverdade não foi o escolhido

Avatar
Roger 16 de dezembro de 2020

Desde o fechamento da sua fábrica pioneira no Brasil em São Bernardo do Campo, demissão em massa de milhares de trabalhadores (a maioria deles desempregados até hoje), retirada de 3 modelos de linha de fabricação numa tacada só, e uma parceria pra lá de suspeita com a montadora Volks (em que só a marca alemã se beneficia); nunca mais vou entrar dentro de um carro da Ford (depois de mais de 22 anos como cliente e consumidor da marca Ford).

Avatar
Diego 17 de dezembro de 2020

A Ford também foi beneficiada. Os custos de desenvolvimento da Ranger são compartilhados, e a venda da Transit também é prova disso. O Volkswagen não lançará concorrente para utilitários leves.

Avatar
Rodrigo 16 de dezembro de 2020

Só o povo da matriz não vê q só tomam decisões erradas por aqui. O Puma com mecânica de Ecosport seria sucesso. Base é a mesma, simples fazer no Brasil. Mas não, querem trazer carro q vende um por mês como esse Mach1. Uma pena q vai ser cada vez menor, pq os carros Ford são melhores do que a concorrência!

Avatar
Diego 17 de dezembro de 2020

Todo o resto do Puma é mais caro que o Ecosport, infelizmente. Eu também iria preferir. Mas como ele está muito acima do Nivus em qualidade, por exemplo, o preço, provavelmente, acompanharia essa escalada. A desvalorização do real foi um balde de água fria pra gente, inviabilizou muita coisa, independente de qual montadora for. Menos para o mercado do Mustang, pois quem compra tá sobrando pra isso. Imagem e pouco volume.

Avatar
Eduardo Teixeira Kull 16 de dezembro de 2020

Qual Bronco virá? O Sport apenas ou o “full” também? Aliás, CADÊ O KUGA/ESCAPE HÍBRIDO? E enquanto isso, a produção no Brasil vai continuar morrendo, com apenas dois modelos, EcoSport e Ka (hatch e sedan), sem renovação?????

Avatar
Deixe um comentário