Caminhoneiro estava assistindo Netflix pelo celular e causa acidente fatal

O caminhoneiro alega que estava apenas escutando a série pelo sistema de som do veículo, as vítimas são um casal de aposentados

caminhao com motorista vendo netflix bete em carro
O motorista prensou um carro com um casal recém aposentado (Foto: Polícia Estadual do Maine | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
29 de março de 2022 14:02

No trânsito exista a máxima de que o maior protege o menor. Caminhões são grandes e pesados, por isso os caminhoneiros precisam ficar atentos para não acertar carros pequenos. Além disse eles possuem visão privilegiada do tráfego, podendo antecipar imprevistos. Um caminhoneiro no Maine, estado dos EUA, fez exatamente o oposto e ficou assistindo Netflix ao volante.

O resultado da imprudência não poderia ser outro: causou um acidente que matou um casal de aposentados. O caminhoneiro David E. Herring admitiu estar assistindo Netflix pelo celular, mas alegou estar acompanhando apenas pelo áudio reproduzido no sistema de som do caminhão.

VEJA TAMBÉM:

As vitimas foram Geoff e Elizabeth “Betsy” Gattis, ambos com 68 anos. Geoff aposentou em 2018 como vice-presidente executivo de uma instituição financeiras, Betsy aposentou no mesmo ano após trabalhar como editora e diagramadora nos jornais Portland Press Herald e Maine Sunday Telegram.

O caminhoneiro alega que o celular não estava visível

O advogado de defesa Robert Andrews disse que o caminhoneiro não foi distraído pelo celular e sim por um veículo que freou de forma abrupta na sua frente para sair da rodovia. Com isso outros veículos reduziram a velocidade e ele não conseguiu frear a tempo.

Segundo o jornal Portland Press Herald, o motorista estava assistindo uma série sobre magos adolescentes. A perícia confirmou que o celular estava reproduzindo o aplicativo de streaming, mas o motorista garante que estava em um suporte na altura de seu joelho com a visão obstruída.

Ele possui uma multa de 2019 por usar o celular enquanto dirige, além de várias outras de excesso de velocidade em vários estados dos EUA. O advogado da família Gattis, Robert Kelley, que também é amigo do casal, não aceita o acordo proposto pela defesa de indenizar com US$ 1 milhão (R$ 4,74 milhões). Ele diz que isso é apenas dinheiro. Kelley diz que ele e sua esposa haviam planos de viajar com os Gattis pelos próximos 20 anos para curtir a aposentadoria.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário