Carga milionária é roubada por ‘vacilo’ com chave presencial

Chave caiu do bolso do dono e ladrão aproveitou a ocasião para levar o carro - junto com um violino de R$ 4,6 milhões

Por AutoPapo 31/12/20 às 13h28
tesla model y 3
Tesla tinha uma carga valiosa no porta-malas (Foto: Tesla | Divulgação)

Rowland Weinstein é um colecionador de artes dono de um Tesla que, entre outros itens de conveniência, é equipado com chave presencial. Mas um pequeno vacilo com esse componente provocou um enorme prejuízo: o carro foi roubado, mas isso foi o de menos.

O que preocupa Weinstein era a carga no porta-malas: um raro violino cujo preço pode ser de até 900 mil dólares (cerca de R$ 4,6 milhões em conversão direta). O caso aconteceu em Los Feliz (EUA).

VEJA TAMBÉM:

O colecionador contou ao FBI, que investiga o caso, que parou rapidamente em casa, mas a chave presencial caiu de seu bolso no banco do carro – assim, quando ele se afastou do Tesla, ele não se trancou automaticamente.

O FBI acredita que a “ocasião fez o ladrão” e que a ação criminosa não foi planejada.

“É possível que a pessoa que o roubou não saiba o valor e o tenha descoberto [mais tarde] e possa tentar penhorá-lo ou vendê-lo no exterior. Portanto, é fundamental levar as informações ao público para que, com sorte, alguém que as recebeu, ou lhes é oferecido, possa identificá-las e devolvê-las ao seu legítimo proprietário”, disse Laura Eimiller, porta-voz do FBI, ao jornal Los Angeles Times

A ironia é que o violino estava sendo transportado para um lugar considerado mais seguro, quando o crime ocorreu.

A chave presencial ficou sem bateria? Veja o que fazer!

Violino de 310 anos

O violino roubado é um Amati de 1710, feito por um dos mais importantes fabricantes da história do instrumento musical, Hieronymus Amati II. Weinstein adquiriu o seu violino num leilão online realizado em Londres, em 2013, tendo pago 507.436 dólares, mas, hoje, o instrumento está avaliado entre 700 mil e 900 mil dólares.

O violino estava sob seguro, mas, mesmo assim, Weinstein ofereceu uma recompensa de 25 mil dólares (R$ 130 mil)  por informações que levem ao retorno seguro do violino

“Sou responsável por um pedaço da história e esse pedaço da história fugiu de mim”, disse Weinstein. “É tão frágil. Meu maior medo é que alguém que não sabe o que tem o coloque no ambiente errado e ele seja danificado ou destruído”.

violino amati
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário