Escapamento barulhento em carros são preferência de sádicos, diz estudo

Os pesquisadores realizaram um teste de personalidade em pessoas que gostam de modificar seus carros para descobrir traços de psicopatia e sadismo

ram 1500 rebel vermelho flame 2022 traseira detalhe parachoque ponteiras de escapamento
A pesquisa foi feita por uma universidade canadense (Foto: Eduardo Rodrigues | AutoPapo)
Por Eduardo Rodrigues
Publicado em 17/06/2024 às 19h02

Existem motoristas que são inimigos do silêncio nas cidades brasileiras, que modificam o escapamento de seus veículos. Um estudo da Western University, em Ontário (Canadá), aponta que donos de carros barulhentos podem ter traços de psicopatia e sadismo.

Os pesquisadores consultaram 529 universitários, 289 homens, 234 mulheres e 6 identificados como outros. Três perguntas foram feitas: se eles viam seus carros como uma extensão de si mesmos, até que ponto eles achavam que carros barulhentos eram “legais” e se eles modificariam seus carros para serem mais barulhentos.

VEJA TAMBÉM:

Maior partes das pessoas que gostam de carros com escapamentos barulhentos eram do sexo masculino. Eles passaram por um teste de personalidade (SD4) que detecta traços de sadismo, psicopatia, narcisismo e maquiavelismo.

Uma surpresa foi que os resultados não apontaram para o narcisismo, que poderia ser esperado de jovens com carros modificados. Os testes indicaram mais traços de sadismo e psicopatia, similares aos encontrados em pessoas que provocam incêndios intencionalmente.

Segundo os autores da pesquisa, os amantes de carros com escapamentos barulhentos desprezam completamento os sentimentos de outras pessoas e se divertem ao verem terceiros se assustando com o som. O teste SD4 diz que a psicopatia envolve a crueldade próxima, enquanto o sadismo é sobre ver o mal a distância.

Na América do Norte já está em um um novo tipo de radar que detecta o som emitido pelo escapamento dos carros. Ele emite a multa caso ultrapasse o limite estabelecido por lei.

Esse equipamento estava em testes no Brasil pela prefeitura de Curitiba (PR) em 2022. Ele registrou 1.138 ocorrências em uma avenida da cidade durante o período de testes, que foi de um mês.

Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify YouTube PodCasts YouTube PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Observador 18 de junho de 2024

Então,os motoqueiros são os campeões da psicopatia,pois é raro ver uma moto rodando com o escapamento original. Quanto mais barulhento,mais eles gostam.

Avatar
Dionathas 18 de junho de 2024

As pessoas fazem de tudo para se alto intitular certo, somos seres humanos diferentes uns dos outros, aceitar as diferenças dos indivíduos está cada dia mais difícil, pois cada um arruma uma desculpa para ter razão, parem de julgar as diferenças, se vc não gosta de algo e gostaria que fosse diferente, fale com o seu deputado para fazer uma lei do teu agrado, daí o teu julgamento será realizado por um juíz.

Avatar
Carlos Teodoro 18 de junho de 2024

Devem ser mesmos, pois uma pessoal normal não faz esses papéis idiotas…

Avatar
José Everaldo 18 de junho de 2024

Só uma dúvida em relação ao radar que estava em testes em Curitiba, ele identifica um carro antigo original que talvez faça barulho acima do permitido nos carros atuais ou ele teoricamente multaria carros antigos por não ser adequarem às normas atuais, mesmo estando dentro das normas da época de sua venda?

Avatar
Deixe um comentário