Geely desenvolve baterias para carros elétricos que duram 1 milhão de km

Essa nova tecnologia é mais compacta, tem longevidade de 1 milhão de km e permite também realizar cargas mais rápidas

bateria blade geely celulas
É uma versão reduzida das Blade (Foto: Geely | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
Publicado em 03/07/2024 às 11h02

A Geely, montadora chinesa que é dona da Volvo, revelou sua nova tecnologia de baterias para carros elétricos. Ela promete ser mais compacta, mais segura contra incêndios, ter maior durabilidade, poder receber maior ciclo de cargas e ser mais eficiente em baixas temperaturas que as tecnologias atuais.

Sua composição é de lítio ferro fosfato, assim como a Blade da BYD. Sua construção também é em lâminas, porém a Geely desenvolveu um diafragma melhorado que melhora a densidade energética e a segurança.

VEJA TAMBÉM:

Essa bateria para carros elétricos também usa material do eletrodo dopado com múltiplos elementos, para reduzir as reações químicas em seu interior. A Geely diz que isso é o segredo para a longevidade, essas reações são consideradas por ela como o maior inimigo das baterias atuais.

Os dados divulgados impressionam: é capaz de receber 3.500 cargas em seu ciclo de vidas, o que é equivalente a 1 milhão de quilômetros rodados. A Geely diz que isso irá aumentar a durabilidade dos carros e evitar a depreciação dos usados no mercados.

bateria blade geely construcao cell to body
O porte compacto permite usar mais baterias e, com isso, ampliar a autonomia (Foto: Geely | Divulgação)

Outra informação relevante aos consumidores é o tempo de recarga. A tradicional carga rápida de 10 a 80% caiu de 26 minutos para 17 minutos e 4 segundos quando comparada com a Blade tradicional.

O tamanho compacto desse pacote de baterias permite o melhor aproveitamento de espaço em um carro. Ou então ter autonomia maior com a instalação de mais células.

A Geely testou suas baterias de forma extrema para provar a segurança: furou com oito pregos de 5 mm, atirou um projétil de 5,8 mm, passou por cima delas com um rolo-compressor de 26 toneladas e a colocou em um forno com temperatura de 1.000°C. Elas sobreviveram.

A segurança contra furos é garantida por uma camada de papel alumínio que se funde automaticamente com o diafragma para criar uma camada isolante. Com isso, é prevenido o curto circuito que pode gerar um incêndio.

O mais importante não foi dito ainda pela Geely. A montadora não deu previsão de quando irá implementar essa baterias em seus carros elétrico ou quando irá começar a produção.

Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify YouTube PodCasts YouTube PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário