Land Rover Freelander voltará como elétrico que usa base chinesa

Nome que foi usado em SUV de entrada será usado em uma divisão que fabricará carros elétricos na China com plataforma da Chery

land rover freelander 2006 laranja frente
O SUV já usou base da Volvo e da Rover, agora será da Chery (Foto: Land Rover | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
Publicado em 21/06/2024 às 09h02

A parceria entre a Land Rover e a Chery sairá do papel com a volta do Freelander. O nome que estava sem uso desde 2015 será usado em uma marca nova de carros elétricos feitos com o público chinês em mente.

Apesar desse foco, os carros da Freelander também serão exportados para outros mercados. Eles usarão as plataformas mais avançadas da Chery para elétricos e híbridos plug-in.

VEJA TAMBÉM:

No anúncio dizem que os carros elétricos serão generalistas, o que dá uma pista sobre um posicionamento abaixo dos Land Rover. A produção será na fábrica da Chery em Changshu, na China.

Também foi anunciado que a Freelander terá sua própria rede de concessionárias na China, independente das lojas de Chery e Land Rover. Existem planos globais para o futuro, mas sem aprofundar muito em detalhes.

A escolha do nome Freelander é curiosa por ser o carro da Land Rover que sempre usou plataforma e mecânica compartilhada com outras marcas. O primeiro compartilhava muito com os carros de passeio com tração dianteira da Rover.

land rover freelander primeira geracao
A primeira geração foi o primeiro carro da marca com motor transversal (Foto: Land Rover | Divulgação)

O SUV trazia motores a gasolina da Rover e oferecia um turbodiesel da BMW. As opções de carroceria eram de duas ou quatro portas, com a primeira podendo ter teto removível.

Na segunda geração o Freelander cresceu e ficou mais moderno. A Ford já era a dona da Land Rover e colocou essa marca em uma divisão de luxo chamada Premier Automotive Group, junto de Volvo, Jaguar, Aston Martin e Lincoln.

O Freelander migrou para uma plataforma da Volvo, a mesma do XC60 e que a Ford europeia usou no Mondeo. O motor de seis cilindros em linha também era da marca sueca, enquanto o 2.2 turbodiesel tinha origem na Peugeot — e hoje é usado pela Fiat Titano no Brasil, por sinal.

Esse nome foi aposentado em 2015 quando o Discovery Sport tomou o lugar de SUV familiar de entrada da marca. Esse sucessor usa plataforma e motores projetados pela própria Jaguar Land Rover. O nome Freelander parece que virou exclusivo para carros com base compartilhada mesmo.

Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify YouTube PodCasts YouTube PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário