Ex-funcionário alega que Cruise ainda não está preparada para trabalhar com serviço de táxi autônomo

A Cruise recebeu a liberação para cobrar pelo serviço de Táxi autônomo, mas ex-funcionário acredita que a decisão foi tomada de forma precipitada

gm cruise serviço carro autônomo chevy bolt são francisco
Cruise pode operar em locais específicos de São Francisco (Foto: Cruise | Divulgação)
Por Bernardo Castro
18 de julho de 2022 10:25

A Cruise se tornou a primeira empresa a cobrar tarifas por serviços de táxi autônomo nos Estados Unidos, depois que a Comissão de Serviços Públicos da Califórnia emitiu uma licença que permitia esse tipo de serviço. No entanto, os serviços da empresa têm apresentado alguns problemas e, ao que tudo indica, eles ainda estão longe de acabar.

De acordo com o Wall Street Journal um suposto ex-funcionário denunciou a Cruise através de uma carta alegando que a entidade não estaria apta a receber a licença. Segundo o relato, os funcionários estavam preocupados com o fato de os veículos ainda estarem parando nos cruzamentos, bloqueando o tráfego e causando transtornos.

VEJA TAMBÉM:

O autor da carta ainda teria dito que os funcionários não acreditavam que o serviço podia ser lançado, mas tinham medo de admitir isso “por causa das expectativas da liderança e dos investidores.”

Segundo o ex-funcionário algumas informações sobre colisões foram ocultadas das pessoas que trabalhavam em sistemas críticos de segurança. Além disso, os episódios em que os veículos da Cruise teriam ficado parados nas vias bloqueando o trânsito teria sido mais frequente do que o divulgado.

Esses contratempos são chamados de Eventos de Recuperação de Veículos (VRE), onde os sistemas de fallback supostamente falharam e exigiram intervenção manual para resolver.

“Quando isso ocorre, um veículo fica encalhado, geralmente em faixas onde estão bloqueando o tráfego e potencialmente bloqueando veículos de emergência. Às vezes, é possível ajudar remotamente o veículo a parar com segurança, mas houve alguns casos em que os sistemas de fallback também falharam e não foi possível manobrar remotamente o veículo fora das faixas que estavam bloqueando até que fossem fisicamente rebocados de sua localização para uma instalação.”

A carta também descreve a Cruise como um “ambiente caótico” que permitia que os relatórios internos de segurança não fossem verificados. De acordo com o ex-funcionário, alguns incidentes chegaram a ficar até 6 meses sem nenhuma investigação.

Contratempos da Cruise em 2022

As denuncias contra a empresa até que fazem algum sentido, ainda mais se observamos o histórico de operação da Cruise. Quase um mês depois de receber a licença para cobrar pelo seu serviço a operação já mostrou algumas falhas.

A começar pelo engarrafamento de táxi autônomo que atrapalhou o trânsito em São Francisco. Cerca de seis modelos autônomos da empresa pararam de operar e ficaram empacados no meio da rua. O transtorno bloqueou o trânsito por algumas horas e os funcionários até tentaram reativar os carros autônomos de maneira remota, mas foi em vão. Eles precisaram resolver o problema inloco e operar os modelos de maneira manual.

Um outro incidente mais grave – e que ficou ocultado por algum tempo – aconteceu no primeiro dia de operações tarifadas do serviço dos táxis autônomos. Ao fazer uma conversão à esquerda, um dos veículos foi atingido por um Toyota Prius.

De acordo com o relatório, o carro da Cruise teria parado no meio do cruzamento, pois percebeu que o Prius vinha em sua direção. Dessa forma, o Toyota acabaou colidindo com a traseira do modelo autônomo. Por sorte, ninguém se feriu gravemente e as investigações ainda continuam em andamento.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário