10 motos para viajar: confira algumas acessíveis e também top de linha

Na hora de pegar a estrada tem que escolher um modelo que não vá travar sua coluna nem deixar na mão quando necessário

BMW R 1300 GS
Tem que escolher uma moto potente, mas confortável (Foto: BMW | Divulgação)
Por Lucas Silvério
Publicado em 27/06/2024 às 08h02
Atualizado em 28/06/2024 às 19h50

Para quem gosta, não há nada melhor do que arrumar as malas, colocá-las na garupa da moto e pegar a estrada. Porém esta não é uma tarefa para qualquer moto, tem que ser uma que forneça segurança, conforto e também seja resistente ao percurso. Por isso, listamos aqui 10 motos para viajar, trazendo algumas das melhores opções do mercado e também para o bolso do cliente.

VEJA TAMBÉM:

10 motos para viajar

Antes de começar a lista é importante destacar que todos os modelos abaixo contam com o mínimo de tecnologia de segurança (como freios ABS) e também ergonomia para o piloto aguentar o percurso. Outro ponto é que grande parte delas são do estilo big trail, mas não porque estas caíram na graça do brasileiro, mas sim por serem boas tanto no asfalto quanto na terra.

  • Mesmo que as melhores motos para viajar sejam as turing, esta categoria limitaria muito a lista, além de deixá-la com o valor muito elevado.

1. Honda X-ADV e (2) Honda NC 750X

Começamos a lista com dois modelos crossover da japonesa Honda. feitas sob a mesma plataforma, chassi e motor, a Honda X-ADV e a NC 750 são irmãs que mudam na carcaça e também nas luxuosidades, já que a X-ADV conta com mais equipamentos e tecnologia.

Ambas possuem um motor de 745 cm³ capaz de 58,6 cv e 7,03 kfm, equipado com uma transmissão automatizada DCT – que poupa o consultor de ter que trocar as marchas deixando que ele faça isso só quando quiser.

Além disso, tanto a moto quanto a scooter aventureira possuem porta objetos que comportam até 21 litros, ou seja, mais um local para guardar as coisas da viagem.

3. Motos para viajar – Yamaha Ténéré 660

yamaha tenere 660

Mesmo tendo saído de linha há algum tempo, esta trilheira é a melhor representante da Yamaha enquanto a sua irmã 700 não chega às lojas brasileiras.

Dotada de um propulsor capaz de 47,6 cv de potência e 5,9 kgfm de torque, o modelo se adapta bem aos terrenos mais irregulares e já vem equipada com parabrisas e protetores de carter, importantes para o estilo de pilotagem. Seu único pecado talvez seja o câmbio de 5 velocidades ao invés de 6.

4. Honda Sahara 300

Honda XRE 300 Sahara 2024

Trazendo para o condutor alguns modelos mais acessíveis, temos a nova Sahara, modelos que foi relançado pela Honda como um crossover com a XRE 300. Agora denominada XRE 300 Sahara, ela tem um chassi mais resistente e baseado nas motos de trilha CRF da marca. Além disso seu motor está mais potente e forte, garantindo até 24,7 cv e 2,6 kgfm.

Mesmo não sendo uma moto de tamanho indicado para viajar, já que um motor 300 não entrega todo o desempenho que às vezes é exigido na estrada, a Sahara pode ser uma opção para quem vai se deslocar menos, andar mais devagar, ou até quer economizar um pouco.

5. Motos para viajar – BMW G 310 GS

BMW G 310 GS

Na mesma linha que a 300 da Honda aqui vai outra que pode ser uma boa opção de motos para viajar, porém, esta que custa um pouco mais também entrega mais eficiência e tecnologia.

Com seu monociclo rico de 313 cm³ capaz de 34 cv e 2,9 kgfm a BMW G 310 GS possui garfos invertidos e um diferencial em comparação a marca, correntes ao invés de cardan, que duram menos, mas tem uma manutenção muito mais acessível.

6. Honda Africa twin

Honda Africa Twin

Partindo para as maiores trilheiras, a Honda Africa Twin é a big trail de melhor desempenho da japonesa. Com seu motor de 1.084 cm³ que atinge 99,3 cv e 10,5 kgfm, esta moto que é uma CRF para enduros mais pesados passa facilmente por qualquer obstáculo e garante ao condutor mais conforto em comparação às suas irmãs feitas apenas para trilha.

7. Motos para viajar – BMW R 1300 GS

BMW R 1300 GS

Segundo na categoria da big trail, a mais vendida é a top de linha da BMW, que acabou de ser lançada. Em substituição a R 1250 GS, a nova 1300 é uma das melhores dentre as motos para viajar listadas aqui. Recheada de tecnologia nesta última modificação ela se destaca como uma com mais recursos em todo o mundo, como: sistema eletrônico de suspensão dinâmica; controle adaptativo de altura da moto e suspensão esportiva; quatro modos de pilotagem; assistente de partida; controle de tração; controle de cruzeiro; faróis LED Matrix com indicadores de seta e o sistema auxiliar de mudança de marcha (quickshifter) que permite as trocas sem usar a embreagem.

8. Triumph Tiger 900

bikes tiger 900 gt aragon varian 1

A Tiger 900 também foi atualizada recentemente e traz versões para o estilo mais crossover e até específicas para o off-road. Com 13 cv a mais que a antiga, a nova Tiger 900 garante 108 cv e 9,18 kgfm.

Seus destaques vão sem dúvida para essa melhoria no motor e também na economia – que a marca garante 21 km/l – e também na tecnologia que conta com modos especiais de pilotagem para o fora de estrada e também auxiliares de condução, partida e frenagem.

9. Motos para viajar – Suzuki V-Strom 800

Suzuki V-Strom 800DE

A Suzuki também trouxe seu modelo big trail mais recente, que acabou sendo uma opção de motos para viajar. Com um motor mais tranquilo nas baixas, ela garante 84 CV de potência e 7,95 kgfm de torque. Como destaque nesta 800 podemos destacar seu garfo Showa invertido de 220 mm de curso e também um quickshift.

10. Honda Gold Wing

Honda Gold Wing
Honda Gold Wing (Foto: Honda | Divulgação)

Por fim, deixamos aqui um exemplar da categoria turing, que mesmo estourando o orçamento de qualquer um com seus mais de R$ 300 mil de preço sugerido, a Honda Gold Wing é sem dúvidas a mais completa turing do mercado.

Equipada com um motor 6 cilindros capaz de 1.833 cm³, 126 cv de e 17,3 kgfm, o que mais se destaca são suas tecnologias que além de todo o sistema que já conhecemos de assistência de condução também possui, marcha ré, caixas de som e até air–bag, dentre outros.

Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify YouTube PodCasts YouTube PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Graco Mariz 5 de julho de 2024

Cadê a Yamaha Tracer 900?

Avatar
Fernando Cesar Moncayo 4 de julho de 2024

Não ter incluso as Versys 650 e 1000 da Kawasaki nessa lista demonstra total desconhecimento de motociclismo.

Avatar
Junior 3 de julho de 2024

Calma amigo , que preconceito? Tem gente que viaja até de bike, já viajei de faizer, e de cb 500 , é só um poço mais de conforto ou potência, a matéria não está falando que não pode viajar de moto 100c ou menos , só diz motos para viajar , cada um na sua quem tem grana que comprei a 900 a 1000 que não tem que comprei a 125 a 150 a tuister antiga e viagem , ninguém vai proibir ou falar que não pode o negócio é curtir a paisagem.! Se eu não tenho 50 60 mil pra comprar uma moto e o outro tem ! Fazer o que cada um com suas condições.

Avatar
Fabio Aquino do Amaral 2 de julho de 2024

Sugiro a Dominar 400 da Bajaj com 40 cv e preço acessível 25 mil.

Avatar
Elver 28 de junho de 2024

Matéria muito preconceituosa, na verdade está Nutela.
Não é só moto grande e potente que pode viajar. Basta procurar: um cara que foi ao Alasca de CG, pessoal que viaja de pop100, Intruder 125.
Para viajar tem que ter é disposição e vontade. A moto é apenas o complemento….

Avatar
Deixe um comentário