Conheça 5 motos elétricas à venda no Brasil

Com valores entre R$ 9.400 e R$ 22 mil, opções importadas e nacionais entregam até 180 km de autonomia e velocidade máxima de 120 km

Por AutoPapo 01/11/20 às 13h03
energie mobi super soco tc
Energie Mobi Super Soco TC é moto elétrica com visual inspirado nos anos 50 (Foto: Energie Mobi | Divulgação)

A oferta de veículos elétricos tem crescido consideravelmente no Brasil. Após a chegada dos carros, é a vez das motocicletas conquistarem os consumidores. Scooters e streets nacionais e importadas estão disponíveis por preços a partir de R$ 9.400. Confira ficha técnica de 5 das motos elétricas mais vendidas no país.

LEIA MAIS

1. Voltz EV1

A Voltz Motors apresentou, no começo de 2020, a scooter elétrica EV1. Com preço sugerido de R$ 9.490, a moto é equipada com motor Bosh de 1800 watts de potência.

scooter eletrica voltz ev1 preta vista de lado
Voltz EV1 é, atualmente, a scooter elétrica mais barata do Brasil (Foto: Voltz | Divulgação)

Confira a ficha técnica do modelo que é produzido em Pernambuco:

  • Velocidade máxima: 60 km/h
  • Função de marcha a ré: sim
  • Bateria: Lítio 60v 28ah
  • Ciclo de carga: 1000 ciclos (garantia até 600 ciclos)
  • Tempo de recarga: até 5 horas
  • Autonomia: 60 km
  • Capacidade de carga: 180 kg

A Voltz EV1 tem farol dianteiro, lanterna traseira e piscas LED, USB, conexão Bluetooth, chave de presença (SmartKey), duas tomadas e alto-falantes.

Dimensões da moto elétrica:

  • Peso seco: 112 kg
  • Dimensões(CxAxL): 1880 x 710 x 110 mm
  • Entre-eixos: 1350 mm

2. Aima M3ZU

A fabricante chinesa Aima chegou ao Brasil em novembro de 2019. Desde então, seu modelo M3ZU, de 800 W, conquistou o posto de mais vendido da marca no país. A scooter importada tem valor próximo a R$ 10 mil.

Veja mais detalhes da M3ZU:

  • Velocidade máxima: 45 km/h
  • Potência: 800 W
  • Bateria: Aima
  • Tempo de recarga: 6 a 8h
  • Autonomia: 60 a 80 km
  • Capacidade de carga: 150 kg
  • Peso seco: 100 kg
aima m3zu vermelha
(Foto: Aima | Divulgação)

2. Muuv Custom S

Com visual curioso, a Custom S não se configura exatamente como motocicleta ou ciclomotor. Por isso, não é preciso ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para conduzi-la. Outro benefício é que não há necessidade de emplacamento. O ponto fraco da scooter é a velocidade máxima de até 35km/h.

Preço da Custom S: R$ 11.999 à vista.

Confira a ficha técnica da scooter elétrica:

  • Velocidade máxima: 35 km/h
  • Bateria: Lítio 15ah
  • Ciclo de recarga: 2.800 ciclos completos
  • Motor: 1500 W
  • Autonomia: 50 km
  • Capacidade de carga: 150 kg
  • Peso seco: 70 kg

A Custom S oferece farol LED, conexão Bluetooth, freios a disco nas duas rodas, chave reserva e alarme.

muuv custom s branca
Muuv Custom S não exige CNH (Foto: Muuv | Divulgação)

4. Voltz EVS

A Voltz lançou, em setembro, a moto elétrica modelo street EVS, que se adapta à necessidade do seu usuário, que escolhe entre adquirir uma ou duas baterias. Com preços partindo de R$ 15.900, o modelo será entregue a partir de dezembro.

Confira a ficha técnica do modelo:

  • Velocidade máxima: entre 80 e 120 km/h
  • Potência: 3000 W
  • Bateria: Lítio 72v 33ah
  • Tempo de recarga: até 5 horas
  • Ciclo de carga: 2000 ciclos (garantia até 1500 ciclos)
  • Autonomia: até 180 km
  • Capacidade de carga: 200 kg
  • Função de marcha a ré: sim

A Voltz EVS conta com GPS integrado, conexão 4G,  farol dianteiro, lanterna traseira e piscas LED, USB, conexão Bluetooth, chave de presença (SmartKey), duas tomadas e alto-falantes.

moto elétrica voltz evs em apresentação
EVS será entregue a partir de dezembro (Foto: Voltz | Divulgação)

Dimensões da moto elétrica:

  • Peso seco: 130 kg
  • Dimensões (CxAxL):  1,98 m x 1,34 m x 0,76 m
  • Entre-eixos: 1,46 m
  • Rodas: aro 17″

5. Energie Mobi Super Soco TC

Vendida por R$ 21.900, a Energie Mobi Super Soco TC faz uma releitura das motocicletas dos anos 50. A moto elétrica tem sistema de freio CBS combinado, disco de freio dianteiro de 240 mm, disco de freio traseiro de 180 mm e frente de pinça do pistão duplo.

Confira a ficha técnica do modelo:

  • Velocidade máxima: 75 km/h
  • Bateria: Lítio (18650) 60V / 30Ah
  • Motor: Bosch 1500 W
  • Autonomia: até 120 km

Dimensões da moto elétrica:

  • Peso seco: 70 kg
  • Dimensões(CxAxL): 192,4 cm x 71 cm x 109,8 cm
  • Entre-eixos: 132 cm
energie mobi super soco tc verde vista de lado
Mostrador de velocidade da Mobi Super Soco TC une o ponteiro analógico ao computador de bordo digital (Foto: Energie Mobi | Divulgação)

Atenção! As motos elétricas devem ser emplacadas. Para dar início ao processo é necessário ter em mãos a nota fiscal do veículo e o termo de constatação com o chassi decalcado.

Teo Mascarenhas

Especialista na cobertura do mercado de motocicletas e competições com mais de 30 anos de experiência.

Teo Mascarenhas
103 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Rodrigo 23 de julho de 2021

O governo, NUNCA irá paratear essa tecnologia no Brasil. Pois barateando os carros e motos a combustão vão sair do mercado e logo eles não teriam as montanhas de dinheiro vindo da Petrobrás. Oque segura muitos governos em suas posições e o imposto da gasolina. Então isso não acontecerá tão cedo por aqui .

Avatar
Vanderlei 25 de julho de 2021

Mas já aconteceu, eu já fui na loja da Voltz, já fiz Teste Ride na Evs street, já conheci as da super Socco.

Os preços estão muito acessiveis, quem comprou na pré-venda pegou por 14 mil reais, preço de qualquer moto de 150cc do mercado, eu tenho uma fazer 150 yahama que paguei 12 mil, tinha uma ninja 250 também que custa mais do que uma elétrica, agora vai das pessoas aderir as novas tecnologia. O governo provavelmente vai começar a cobrar ipva e não deixar mais isento, principalmente se começar a popularizar muito.
Já temos Voltz circulando por ai, entre vários outros modelos e marca rodanddo, óbvio que é difícil ver na rua pois ainda são poucas pessoas andando se comparado com a quantidade de pessoas no pais, mas aqui em SP já vi muito, principalmente no centro.

Avatar
Daniel Ferreira 21 de julho de 2021

Adeus petróleo… logo os carros a combustão serão peças de museu equivalente as charretes…

Avatar
Elivando 19 de julho de 2021

Uma moto feia como essas aí da foto por 1000 reais tá caro, eu jamais pagarei mais que 10.000 em uma moto elétrica.

Avatar
Tiago 23 de julho de 2021

Deve ser dono de posto ou vende motos convencionais pra ta falando isso! Essa voltz evs, parece a 150, só que muito mais bonita!

Avatar
Fred Pierre 30 de julho de 2021

Faça a soma de quanto gasta de gasolina em uma ano, e me diz que no brasil o famoso “gato”não garante que tera energia pra ir onde bem quer pagando apenas 10 mil…

Avatar
2 de agosto de 2021

ta caro

Avatar
Lucky 18 de julho de 2021

O Brasil só irá baratear algo quando o brasileiro parar de ser um otario, essas motos em outros países estão em preços baixíssimos, mas aqui na terra dos índios dubles de ricos, os preços sempre altos porque tem o pobre coitado e paga o preço achando ser justo. Aí para pagar menos, tem que comprar uma usada. Mas eu acredito no Brasil.

Avatar
Vanderlei de Souza Braga 25 de julho de 2021

Não a ver com o povo parar de comprar, pra vc falar sobre preços tem que entedner sobre economia, cambio, o preço do dolar é o que dita tudo no mercado internacional, é a moeda principal de negociação, a gente pode parar de comprar, mas ainda assim os preços ficaram caros, se o dolar estiver la em cima as empresas que importam peças pagam em dolar, vc não quer que eles te passem isso a zero custo, né ? sem contar a grande carga tributária sobre as empresas que fazem mágica para continuar sobrevivendo em um pais como o nosso, principalmente pq a própria população vê o empreendedor como o vilão da história, sendo que quem gera riqueza para o pais, empregos e crescimento, são as pessoas que estão lutando pra crescerem suas empresas, eles quem desenvolvem nosso Pais e não os governos que estão sempre mamando em cima da gente.

Avatar
DANIEL GENUINO 16 de julho de 2021

Eu aconselho a não se apressarem para comprar as motos elétricas que estão atualmente no mercado, uma vez que nesse segundo semestre de 2021 as pesquisas evoluíram bastante e novas tecnologias estão sendo empregadas nas motos e carros que estarão no mercado à partir de 2022, com benefícios tanto em maior autonomia de KM por carga quanto motores com maiores potência. Outrossim, haverá muita concorrência entre as diversas marcas e isso com certeza fará baixarem os preços no mercado.

Avatar
Edilson Trajano do Nascimento 14 de julho de 2021

O governo podia incentivar a compra das motos elétrica barateando os preços

Avatar
Luis 19 de julho de 2021

Deveria não cobrar impostos como incentivo ! As baterias importadas tem impostos altíssimos ! E a parte mais importante do veiculo elétrico e mais cara ! A Tesla abriu as patentes para quem quiser utilizar a tecnologia deles ! Infelizmente no Brasil não temos industrialização incentivada pelo Governo federal ! Apenas Gado , soja , milho ! E para importarmos bateiras o imposto é absurdo ! Acho que o Governo quer que andemos de Boi nas Ruas !!

Avatar
Newman 13 de julho de 2021

Comprei uma Voltz EVS em outubro de 2020 com entrega em 90 dias. Desde então estão enrolando todos os compradores com inumeras desculpas e prazos não cumpridos. Hj postergaram novamente a entrega em 60 dias. Não dá para confiar mesmo. Fuja desta !!

Avatar
Brah 4 de julho de 2021

As pessoas devem levar em conta a duração da bateria (ciclos). Motos com baterias de 1000 ciclos duram apenas 3 anos. E dependendo do preço, vai ser dor de cabeça na hora de comprar outra.

Avatar
OTAVIO FERREIRA DA SILVA FILHO 4 de julho de 2021

Dura três anos ok? Eva economia de combustível? Pra cada ciclo de carga podemos economizar três litros de gasolina, 1000 ciclos igual a 3000l de gasolina, a uns 5 reais o litro, economia de uns 15 mil reais, além de 3 IPVA ausento dependendo do Estado.

Avatar
NildoBento 18 de julho de 2021

Rodando dentro da cidade podemos calcular uns 30 km por litro, dependendo da moto, oi seja, cada ciclo de 120 equivalem a 4 litros de gasolina e o preço aqui onde u moro tá 6,35.

Avatar
Jocelino queiroz 25 de junho de 2021

Muito boa notícia, mas tem um pequeno poblema ,aqui no Espírito santo ta muito difícil adquiri este veículo, pois não lojas físicas no estado

Avatar
erasmo 7 de julho de 2021

Tem que ver o preço da bateria e ver o valor gasto em energia pra recarregar e vê se vale a pena

Avatar
VINICIUS VIEIRA DE MELLO 9 de junho de 2021

Nós próximos anos a Honda vai lançar motos elétricas com certeza. Imagino que a demora da entrega da volts seja causada pela imensa procura e falta de componentes por conta da pandemia. Concordo que a falta de incentivo seja um grande problema, mas nem a falta de inteligência estratégica dos governantes brasileiros conseguirá evitar esta tendência. Estamos a beira de uma mudança importante, pois a eletrificação dos carros e motos é inevitável.

Avatar
Micaias 15 de junho de 2021

Precisa de CNH para essa Moto eletrica

Avatar
TIAGO MENDES DA SILVA 14 de julho de 2021

Precisa sim, para veículos com > que 50 cilindradas, categoria A

Avatar
Luis 1 de junho de 2021

Infelizmente no Brasil ainda não existe incentivo por parte do governo ! Nos EUA , um BMW elétrico custa 30 mil dólares e o governo devolve 1/3 ( 10 mil $) ao comprador por incentivo ! Aqui não tem isenção na compra de carro elétrico , nem na importação de baterias que é a parte mais cara dos veículos elétricos , nem de placas fotovoltaicas ! Triste viver num Pais que anda contra a evolução . Industrialização no brasil esta acabando por falta de incentivo , burocracias e altos impostos , querem um Brasil de agronegócios que gera impostos de exportação para o governo , e o povo que vá para a roça !

Avatar
Regis 9 de julho de 2021

Agronegocio quase não gera impostos para o Brasil

Avatar
Otniel Cabral 13 de julho de 2021

Olá, Luis
Mto bom seu comentário…nada a acrescentar. Eu gostaria de saber se tem facilidade de manutenção dessas motos elétricas. Se já existem cursos implantados p mecânicos dessas motos e de carros também.
Abraços….a todos c votos de mta saúde e Paz.

Avatar
Luis 19 de julho de 2021

Obrigado Otniel !
Ainda desconheço cursos de manutenção aqui no Brasil ! Para motocicletas , a parte mecânica (suspensão , freio, .. ) são iguais as ciclomotores , a parte elétrica e eletrônica fica mais fácil para umcurso de eletrotecnico , eletrônica geral talvez ! Devemos ter cursos profissionalizantes no ramo apenas quando termos uma boa frota na rua !

Avatar
Tiago 23 de julho de 2021

A manutenção é a mesma que em motos comuns!

Avatar
roberto 15 de maio de 2021

eu moro em predio, como faz para carrega a bateria?

Avatar
ROBERTA 29 de maio de 2021

JA TENTOU USAR OS BRAÇOS? DEPENDENDO DO ANDAR VC CARREGA FACIL KKKKKKKKKKKKKKKKK

Avatar
Paulo 30 de maio de 2021

Você pode carregar diretamente na Tomada dentro do seu apartamento, no seu trabalho ou em qualquer lugar como se fosse um celular. A bateria é removível.

Avatar
Marcio 17 de junho de 2021

Procure motos onde a bateria pode ser removível, ai vc leva para casa e carrega.

Avatar
Ozias Vaz 23 de julho de 2021

ROBERTO,NO KIT DA MOTO, VEM UM CARREGADOR! SENDO ASSIM, VOCE CONSEGUE TIRAR A BATERIA, LEVAR ATE SEU APARTAMENTO, ESCRITORIO,OU QUALQUER OUTRA LOCAL QUE POSSUA UMA TOMADA, PARECE-ME, QUE A ENTRADA PARA CARGA E 220V E CARREGAR! EXISTEM LOCAIS,QUE NAO HA REDE 22O V! ENTAO SERA PRECISO UTILIZAR UM CONVERSOR DE 127V, PARA 220V!

Avatar
Romulo Bernardo Silva Martins 24 de julho de 2021

E só por na tomada

Avatar
Fabio 4 de maio de 2021

E quanto custa uma bateria nova? Só 1000 ciclos de carga?!
Se tá é loco!

Avatar
Julio C O Castro 13 de maio de 2021

Então, a EVS fala que tem 2mil ciclos, e autonomia de 120km, supondo que isso é muito e que na realidade vc rode 90km por ciclo, vc trocaria a bateria a cada 180mil km, hoje a bateria dela é vendida a R$3mil no site do fabricante. Acho que vale a pena

Avatar
André 16 de maio de 2021

1500 ciclo de recarga 2000 garantida pelo fabricante 2000 É fictício

Avatar
OTAVIO FERREIRA DA SILVA FILHO 4 de julho de 2021

1000 ciclos equivale a 100 km no mínimo por ciclo, isso equivale por baixo a 100 mil km rodados

Avatar
marcelo 5 de julho de 2021

A bateria de 1.000 ciclos que dura 3 anos custa 1.000,00 em média , mas vc não paga IPVA , combustível etc etc , contra o carro que a bateria custa uns 600,00 em média aqui no Rio + IPVA + combustível + seguro . a Economia é grande

Avatar
Roberto Campos 11 de julho de 2021

4 mil reais

Avatar
Carlos Alberto de Gusmão Lobo Neto 2 de maio de 2021

Bons comentários faltou informar se precisa de habilitação

Avatar
Luiz 4 de maio de 2021

Só o Modelo Muuv Custom S que não precisa de habilitação. As outras todas precisam ser habilitado para pilotar.

Avatar
CRISTIANO ROBERTO RAZUCK 15 de junho de 2021

Todas precisam de CNH ou ACC

Avatar
CRISTIANO ROBERTO RAZUCK 15 de junho de 2021

Notei que é uma dúvida comum a habilitação. Todos os veículos motorizados (exceto bicicletas e patinetes etc) necessitam habilitação. Para motocicletas o Código de Trânsito (lei 9503/97) exige categoria A para ciclomotores a categoria A pode ser substituída pela ACC(autorização de condução de ciclomotores). Também é obrigatório emplacamento e uso de capacete.

Avatar
Cristiano 15 de junho de 2021

Qualquer veículo automotor sendo por combustão ou elétrico necessita de CNH categoria A. Até os ciclomotores (50cc) necessitam de habilitação ou ACC (autorização para condução de ciclomotores).

Avatar
MARCIO OLIVA 17 de junho de 2021

Leia as Resoluções do Contran: 315/09 , 465/13 e 842/21

Avatar
Denis Gomes da Silva 19 de junho de 2021

Se a moto corre até 40km, não precisa de habilitação.

Avatar
Andrea Santos 3 de julho de 2021

Não precisa de habilitação

Avatar
Genilza 28 de abril de 2021

É o futuro, o complicado é compra e não receber, desde dezembro que comprei a EVS VOLTZ e até agora nada.

Avatar
Luiz 4 de maio de 2021

Estou pesquisando uma moto elétrica pra comprar gostei bastante Evs volta, porém estou vendo que há muitos que estão com o mesmo problema que você. Acho que vou dar mais um tempo pra comprar.
Eles te deram um novo prazo?

Avatar
João 10 de maio de 2021

Mas te prometeram data e n cumpriram?

Avatar
Newman 13 de julho de 2021

Também comprei uma Voltz mas em Outubro. Todo o mês dão uma desculpa e atrasam. Hj atrasarm mais uma vez em quase 60 dias. Não confie nesta empresa

Avatar
Rubens A. L. Duarte 18 de abril de 2021

Vai ser difícil acostumar com o silêncio da moto, eu adoro o ronco do motor das motos com motor a combustão.

Avatar
CARLOS ROBERTO de souza 13 de abril de 2021

Como que faço para abrir uma franquia?

Avatar
lulu 13 de abril de 2021

¨As motos elétricas devem ser emplacadas. Para dar início ao processo é necessário ter em mãos a nota fiscal do veículo e o termo de constatação com o chassi decalcado ¨que significa o termo de constatação…

Avatar
Ben Gadura 27 de março de 2021

fiquei tentado, porém se essas pequenas marcas não derem certo e sumirem, como ficam as peças de reposição e manutencão?

Avatar
NILTON CESAR CAVENAGHI 3 de fevereiro de 2021

É da China?

Avatar
marlon 27 de março de 2021

E o que não é da China?

Avatar
marco aurelio 30 de março de 2021

Kkkkkkk, vai veno….

Avatar
Rafael Féria Müzel 30 de janeiro de 2021

sabe se no estado de SP paga IPVA? sei que no nordeste, eletricos nao pagam ipva

Avatar
Victor 22 de fevereiro de 2021

Em SP tem 50% de desconto no IPVA.

Avatar
Luiz 4 de maio de 2021

Pelo que sei parga sim, mas tem um preço diferenciado. É menor do que as de combustíveis.

Avatar
Jacinta 25 de janeiro de 2021

Boa noute,onde consigo comprar ?

Avatar
Maria Aparecida Bezerra da Silva 23 de janeiro de 2021

Quanto custa uma dessa scoot. Femenino??

Avatar
Cláudio Silva 17 de janeiro de 2021

Quem gosta de motorzinho é dentista, com esse preço e essa potência continuo com motor a combustão.

Avatar
Ney Rossener Ferreira 20 de janeiro de 2021

Então, num futuro MUITO próximo teremos que nos acostumar com transporte coletivo ou individual de baixa taxa de poluição. Os países desenvolvidos estão parando a fabricação de motores a combustão, mais tardar até 2040 não mais os teremos. Assim, essa transição é muito rápida, inclusive vai aqui uma super dica, vá fazendo as contas para implementar em seu telhado as placas de Fotovoltáica, na próxima reunião do clima em Glasgow na Escócia em Agosto ou setembro irá ser costurado uma baita acordo para produção massiva e muitíssimo acessível a todos. Portanto é pegar ou largar, boa sorte a todos.

Avatar
jorge 12 de abril de 2021

nós somos uma dos países com mais energia limpa do mundo… já tem lei na europa e no brasil para proibir venda de carros a combustão a partir de uma data bem antes de 2040. Vale dar uma pesquisada mais a fundo pra saber detalhes… mas isso está avançado

Avatar
Magno 10 de março de 2021

Otário.

Avatar
Fernanda 16 de janeiro de 2021

Essas motos elétricas como da Voltz precisa ter habilitação?

Avatar
Daniel 23 de janeiro de 2021

Acima de 49cc sim. Como se equivale a 140cc, sim, precisa.

Avatar
André Frank 23 de janeiro de 2021

Após 2016 foi homologado no código de trânsito brasileiro a obrigatoriedade de habilitação para uso de veículos no transito com produção motora independente do meio de funcionamento .(A combustão ou eleteico)

Avatar
A s 12 de fevereiro de 2021

Logo imposto

Avatar
MARCIO OLIVA 17 de junho de 2021

Até 350 Watts e com pedal assistido não !! Resoluções do Contram: 315/09 , 465/13 e 842/21. Mas muitos Detrans ainda não adotam.

Avatar
Massa 25 de março de 2021

Não precisa de CNH.

Avatar
Luiz 31 de março de 2021

Sim a da voltz precisa emplacar e ser abilitado carteira A

Avatar
JR. SUMMERS 29 de abril de 2021

“B” Categoria B, Ela trafega acima de 50.

Avatar
Rafael 18 de julho de 2021

B é pra carro amigão kkkkk categoria A é pra moto

Avatar
Amilton o da silva 10 de maio de 2021

Sim é necessário CNH categoria A

Avatar
FILIPE DE OLIVEIRA AMARAL 27 de dezembro de 2020

Porque eu sou doido por uma eletrica???
– a eficiência do motor elétrico é infinitamente superior ao combustão
– a manutenção e o custo do km rodado é muito menor
– funciona ate embaixo D’Água
– não tem escapamento e faz menos barulho
– funciona com a eletricidade, que pode ser obtida de modo mais sustentável que os combustíveis atuais
– é inovador
– sou apaixonado por veículos elétricos, para mim isso é uma causa!

Avatar
Sebastião 19 de abril de 2021

Acho interessante como opção, mas não concordo com esse discurso de “mais Sustentável”, pense como é o motor, quanto de cobre e quanto é necessário mover de terra para retirar cobre, alumínio, de que são feitos os pneus, conduítes de freio, o óleo de freio, então eu penso que quem quiser ter, tenha mas não entre na onda do discurso do “bonzinho” no discurso de sou melhor que o outro que “não cuida do planeta” isso é uma falácia que criaram para criar atrito.

Avatar
Jack nunes 28 de abril de 2021

Meu caro Sebastião. quantos litros de combustível um motor a combustão queima durante sua vida útil?
Entendeu a questão de sustentabilidade?

Avatar
Luis 1 de junho de 2021

Motor a combustão , alem do combustível , tem muito mais materiais , pecas , alem de graxa ,óleo ,lubrificantes que sao muito mais poluentes . Cobre ,alumínio , aço são recicláveis ! Veiculo elétrico é muito menos poluente desde sua fabricacao , manutenção e abastecimento . É um futuro inevitável !

Avatar
Mario Antonio Rodrigues 26 de dezembro de 2020

Qual moto elétrica pode ser dirigida em estradas estaduais e federais?

Avatar
Almir 31 de março de 2021

Somente as Harley que superam os 200.000 reais em preço e são exclusivamente importadas, das citadas acima, creio que a Voltz seja a única que consiga transitar em rodovias pela velocidade que alcança: 120km/h. As demais representam risco de acidente óbvio. Quanto à homologação para transitar em rodovias, vai depender do órgão competente que faz esse procedimento.

Avatar
Dum 2 de junho de 2021

Na verdade, o que é levado em conta é a potência do motor elétrico, exemplo: 1800 watts de potência é equivalente a uma moto com até 49cc e não precisa de habilitação, só autorização do Detran, ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotor) e não podem rodar em rodovias.

Avatar
Dum 2 de junho de 2021

Na verdade, o que é levado em conta é a potência do motor elétrico, exemplo: 1800 watts de potência é equivalente a uma moto com até 49cc e não precisa de habilitação, só autorização do Detran, ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotor) e não podem rodar em rodovias.

Avatar
fagner emilio erdmann 27 de junho de 2021

na realidade tudo depende do municipo onde vai rodar se nao quer correr risco tendo placa e documento em dia pode rodar onde quiser seja cidade ou rodovia ou seja vc comprou o direito de rodar ta pagando imposto caso contrario ta sujeito a paciencia do policial ou guarda de transito a inventar alguma moda e recolher o veiculo e ser multado podem alegar vc ta dirigindo um veiculo sem registro ou sem cnh compativel ta no artigo de transito brasileiro pode ir ate preso por colocar vida de 3 em risco em alguns casos

Avatar
André Fontes 7 de dezembro de 2020

Esse tipo de veiculo é destinado prioritariamente ao uso urbano, não para uso em estrada e rodovias. parem e pensem carro 1000, há alguns anos atrás criticado por todos , olha a realidade hoje.

Avatar
Caio 23 de abril de 2021

A realidade do 1000 hoje é que ele está deixando de ser vendido. Ninguém mais está interessado em motores fracos. Eu mesmo prefiro gastar um pouco mais e ter potência + conforto do que andar em 1.0 que mal se pode ligar o ar condicionado.

Avatar
Ira 8 de julho de 2021

Com o advento dos motores turbinados, toda a indústria está justamente fazendo downsizing. O que está dixando de ser vendido, aliás, produzido, são justamente os motores maiores, tipo 2.0, 2.5 e por aí vai. Motores turbinados 1.0, 1.2, 1.3 e 1.6, são a tendência agora (e provavelmente e a última dos motores a combustão).

Avatar
Chandeller Katlen Rodrigues de Lima 16 de julho de 2021

Isto quer dizer q ela ñ anda em estrada de terra?
Ñ manjo nada e estou interessada…

Avatar
Cadore 18 de novembro de 2020

Onde compeo

Avatar
Paulo 8 de fevereiro de 2021

Como posso adiquerir uma dessa ,ela e’ pode ser carregada em casa ,numa tomada comum

Avatar
Almir 31 de março de 2021

A voltz tem revenda em SP, sim, a bateria dela pode ser retirada para recarga em qualquer tomada comum. Fique atento à autonomia.

Avatar
Alessandro 10 de novembro de 2020

Calma, gente. Tudo evolui. A velocidade vai aumentar e o preço vai diminiur. Quem se lembra de quando surgiram os celulares? Eram enormes, pareciam pesos de papel, e somente grandes empresários e grandes empresas possuíam, a conta de uma ligação era super alta. E todos se perguntavam, pra que isso? Levar o telefone pra cima e pra baixo….e olha como está o mercado de celulares hoje….tudo é questão de tempo e evolução. O Futuro está sempre chegando….e cada vez mais rápido. Provavelmente meus netos me perguntarão no futuro….Vô, o que quer dizer “abastecer o carro com gasolina? Vô, o que é gasolina?”

Avatar
Queixinho Cesar 27 de abril de 2021

Kkkkkkkkk boa resposta

Avatar
Nanael 3 de novembro de 2020

Me desculpem, mas nada com menos de 5KW de potência nominal pode ser considerado realmente uma motocicleta, a exemplo dos Tesla, as pessoas vão preferir pagar o dobro ou mais por algo que resolva seus problemas a comprar um brinquedo que não polui e custa o mesmo que uma boa 125.

Avatar
Almir 31 de março de 2021

Duvido que qualquer moto elétrica custe o mesmo que uma 125. A moto elétrica sempre custará o dobro ou até mais que qualquer moto a combustão, a considerar a economia com gasolina, alcool, óleo, revisões mais extensas, desempenho superior das elétricas e torque instantâneo. Não tem comparação e nisso o preço se expressará pela procura com uma demanda ínfima. A Honda já disponibiliza a PCX elétrica no Japão, isto é, Brasil é atrasado em tudo.

Avatar
Flavilane 2 de novembro de 2020

Essas motos elétricas era pra ser mais em conta, já q elas tem menos velocidade

Avatar
Luiz Sergio Colangelo 30 de março de 2021

A razão da economia na locomoção não deveria ser razão para preco tão auto, afinal o material usado na fabricação de uma moto elétrica nao chega a 30% de uma a combustão.

Avatar
Victor 8 de abril de 2021

Vocês esquecem o preço da tecnologia, a ciência não é barata.

Avatar
nero 16 de maio de 2021

lembra quando surgiram os primeiros celulares que custava uma pequena fortuna? toda tecnologia nova tem um custo mais alto pelo aprendizado na produção e por não saber onde reduzir o custo

Avatar
Bruno Vasconcelos 2 de novembro de 2020

Só vi uma moto, o resto é “bicicleta elétrica” não tem velocidade final pra andar em cidades grandes nem rodovias

Avatar
Jo 18 de julho de 2021

Correto. Mas isso evoluirá rápido. Em 5 anos deverá ser bem vantajoso.

Avatar
Valdir 1 de novembro de 2020

Moto top, linda

Avatar
Deixe um comentário