Kawasaki Ninja ZX-10R 2022: das pistas para a vitrine

Com alterações na aerodinâmica, na eletrônica e na posição de pilotagem, superesportiva chega com duas opções de pintura e de grafismos

kawasaki ninja zx 10r 2022 17
Linha 2022 da Ninja ZX-10R chega às lojas neste mês (Foto: Kawasaki | Divulgação)
Por Teo Mascarenhas
21 de julho de 2021 09:02

Espécie de cartão de visitas dos fabricantes, os modelos superesportivos representam capacidade tecnológica, potência e velocidade: além do mais, são poderosos instrumentos de marketing. A japonesa Kawasaki, instalada oficialmente no Brasil, captou essa mensagem ao apresentar a nova Ninja ZX-10R, com mais um reforço.

VEJA TAMBÉM:

A moto tem a versão com decoração inspirada no modelo de pista, que conseguiu a façanha de vencer de forma consecutiva as últimas seis edições do Campeonato Mundial de Superbikes. Esta competição, por força do regulamento, só permite a participação de modelos produzidos em série: são praticamente os mesmos que podem ser levados da vitrine das concessionárias para a garagem da freguesia.

Justamente como a ZX-10R, com pintura semelhante à da equipe Kawasaki Racing Team, em verde, preto, branco e vermelho, que tem preço sugerido de R$ 99.990. Por via das dúvidas, a Kawasaki também oferece a versão com pintura “convencional”, em preto, com detalhes em verde e branco, e preço sugerido de R$ 97.990. As motos desembarcam no Brasil a partir de julho, já com o upgrade de modelos 2022, saltando a origem 2021.

Kawasaki Ninja 2022: agora com ‘asas’!

Desenvolvida nas pistas, a aerodinâmica foi refinada e ganhou asas. Com a moto cada vez mais rápida, as asas, entretanto, não são para levantar voo. Funcionam exatamente ao contrário: integradas na dianteira da carenagem, os dois aerofólios (winglets) aumentam a pressão em velocidades mais elevadas em até 17%, forçando a moto contra o asfalto, proporcionando mais estabilidade, por exemplo, nas retas e em curvas com raio mais longo.

O pacote aerodinâmico também reformulou a bolha, ou para-brisa, que aumentou 40 mm na altura, ajudando o piloto a se esconder da ventania com mais conforto.

O bico da carenagem também abriga uma nova tomada de ar para o motor (Ram Air), que ficou menor e canaliza o ar para o motor, funcionando como uma espécie de turbo em altas velocidades. A parte de baixo da carenagem direciona o ar para o novo radiador de óleo do motor, ajudando no arrefecimento.

As mudanças aerodinâmicas também resultaram em ajustes na ergonomia de pilotagem, que ficou ainda mais agressiva. Os semiguidões foram deslocados 10 mm para frente, e as pedaleiras, 5 mm para cima.

Motor da Ninja ZX-10R 2022

O motor da Ninja ZX-10R tem a clássica arquitetura de quatro cilindros em linha, com 998 cm³, e permaneceu sem alterações em relação ao modelo anterior. Contudo, a eficiência foi melhorada com adoção de novo acelerador eletrônico, além de nova relação de câmbio com as três primeiras marchas mais curtas, proporcionando retomadas mais vigorosas.

O câmbio também conta com assistência do quick shifter de duas direções, que permite trocar as marchas para cima e para baixo sem usar a embreagem. A potência chega a 203 cv a 13.200 rpm, porém, com ajuda da pressurização do ar através do Ram Air em altas velocidades, aumenta mais 5%, chegando a 213 cv. Já o torque máximo só aparece com as rotações lá em cima: são 11,7 kgfm a 11.400 rpm.

Suspensão e freios da Ninja ZX-10R

As suspensões foram recalibradas, com garfo Showa BFF (Balanced Free Front Fork, que equaliza a pressão interna do óleo) invertido de 43 mm de diâmetro e 119,4 mm de curso na dianteira e sistema mono na traseira, com 114,3 mm de curso. Ambas são plenamente ajustáveis.

Os freios contam com sistema ABS Cornering (função de curvas) e duplo disco de 330 mm na dianteira, com pinças radiais Brembo de quatro pistões, Na traseira, disco de 220 mm de diâmetro.

Eletrônica

Para comandar a cavalaria, a Ninja ZX-10R incorporou um extenso pacote eletrônico controlado por uma nova central de medição inercial (IMU) desenvolvida pela Bosch, que mede instantaneamente a aceleração, grau de inclinação lateral e longitudinal, desaceleração, rotações do motor e nível de abertura do acelerador, para ajustar o controle de largada e três mapas de motor: Esporte, Estrada e Chuva (ou pisos com pouca aderência).

Os parâmetros de entrega de potência e controle de potência são pré-determinados para cada nodo de condução, Entretanto, o piloto pode optar por configurações manuais customizadas, chamadas de Rider, com quatro níveis (1 a 4), que alteram a forma de entrega de potencia e controle de tração.

Por outro lado, se o piloto quiser encarar um programa mais pacato (difícil para uma superesportiva), a eletrônica incorporou o modo turístico com o cruise control, piloto automático que se encarrega der manter a velocidade de cruzeiro selecionada na estrada, com a contribuição de um quadro de dupla trave em alumínio, com o motor como parte integrante, que ficou 10 mm maior entre eixos, somando 1.450 mm.

Telemetria via bluetooth

A iluminação da Ninja ZX-10R 2022 é toda em LED e o painel em tela TFT, com 4,3 polegadas de diâmetro. O fundo pode ser ajustado em branco ou em preto para melhor visualização. Na hora de enrolar o cabo, o painel conta com tela dedicada, para as pistas, com as informações essenciais em destaque, como o conta-giros e os tempos de volta, por exemplo, além da luzinha shift light, que avisa a hora de trocar as marcha.

Para analisar o desempenho e o funcionamento dos sistemas da moto, o aplicativo Kawasaki Rideology armazena e transmite os dados. O celular também pode ser conectado via bluetooth, potencializando a comunicação.

Teo Mascarenhas

Especialista na cobertura do mercado de motocicletas e competições com mais de 30 anos de experiência.

Teo Mascarenhas
6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Emerson 7 de agosto de 2021

Pode ser o peso pq me obriguei vende a moto..deu raiva pq era meu sonho ai me lasqei 2anos juntando dinhero p compra p depois vende moto qse 0km..eu tenho 1.78 mas oeso 103kg..talvez isso foi o fator p tanta dor..agora vo oega una hayabusa me parece q essa moto e mais compativel com meu tamanho

Avatar
William 22 de julho de 2021

Proposta de moto esportiva é ser moto esportiva. Não é fabricada para conforto mas sim para performance dentro do espaço dela, estradas lisinhas ou pistas de corrida. Não há como ter uma tocada confortável numa superbike dentro de uma cidade, foram feitas para correr. Suas suspensões são mais rígidas, com curso menor e calibradas para tocada esportiva. Se comprar uma moto dessas pra dar rolezinho na cidade não reclame pois ela não foi feita pra isso. Até mesmo carros são assim, esportivos são desconfortáveis (pneus de perfil baixo, suspensões mais duras, apertados, etc, só que andam pra kct). Agora se proposta é passar longos períodos sobre a moto em viagens, compre uma Big Trail, aí terá a moto apropriada para isso, suspensões mais macias com curso mais longo que vão te manter mais seguro caso pegue uma cratera no meio da estrada, autonomia maior, banco mais macio, para-brisa e motor com torque pra não ficar trocando de marchas toda a hora. O importante é escolher a moto apropriada para o seu uso ou, se puder, tenha uma de cada.

Avatar
Wagton de Assis Magalhães 21 de julho de 2021

Muito linda !!!!!
A moto do meus sonhos 🙏🙏🙏🙏🙏🙏

Avatar
Emerson 21 de julho de 2021

P da um role ate a esquina e corre de volta p casa guarda na garagem..ai e valido..mas qere fze viagens com esse tipo de moto ja contrata bom ortopedista e neuro pq coluna cocix e afins ja era..tive uma esportiva menor por 2anos e jamais tinha problema de coluna.mesmo pq era minha 11motos de varias cilindradas e andando so em terreno acidentado andei vida td acho q fiz mais de 1milhao de km e jamais tive problema algum mas apartir do dia q peguei uma ninja ai lasco..me obrigui vende a moto em abril com apenas 17800km peguei 0km.mas ficava mais na garagem parada do q andando..minha filha ando 1x e odiou e isso q ela e jovem pq nao tem qem possa te qlq conforto nesse tipo de moto..intao e assim se vc gosta de maquina bonita p da rolezinho e corre p casa vai de ninja e esportivas variadas mas se vc tem amor a sua saude intao pega outro estilo d

Avatar
Diego 21 de julho de 2021

Cara eu tinha uma ninja 400 e discordo totalmente de você neste ponto. Muito confortavel, eu fiz viajens de mais de 600km sem dor alguma e isso que tenho hérnia de disco. Talvez você seja uma pessoa mais pesada, isso influência no conforto em moto esportiva.
Motos esportivas mais antigas sim tinham menos conforto, as de hoje são projetadas pra trazer mais conforto e dirigibilidade.
Mais um coisa, procura utilizar o corretor, pois esse português da angústia de ler.

Avatar
Geraldo 21 de agosto de 2021

Boa.
Kkkk

Avatar
Deixe um comentário