Você é um motorista barbeiro! Não? Se você comete esses deslizes, é sim

Ninguém gosta de ouvir que é um motorista ruim; fizemos uma lista de 10 hábitos comuns de maus motoristas e se você faz pelo menos 5, sinto lhe informar

Motorista desatento no trânsito segurando volante com apenas uma mão
Dirigir falando ao celular... Essa, com certeza, você faz (Foto: Shutterstock)
Por Eduardo Rodrigues
20 de outubro de 2021 17:23

Dirigir no trânsito pesado das cidades é um mau necessário para quem precisa ir ao trabalho, buscar as crianças na escola ou fazer outras tarefas da rotina diária. E no trânsito é importante dirigir com segurança e estar atento para não ser um barbeiro.

Uma boa direção no trânsito urbano também é importante para poupar o carro de esforços desnecessários. Portanto, caro leitor, fique atento aos hábitos que listamos a seguir. Se você faz pelo menos metade desses itens, temos notícias ruins…

VEJA TAMBÉM:

1. Usar o celular enquanto dirige

Rodando a uma velocidade de 40 km/h o carro percorre 11 metros em apenas um segundo. Aquele momento em que você pegar o celular para responder uma mensagem ou mudar a rota do GPS pode ser fatal.

Na hora que chegar uma mensagem importante, for mudar a música ou a rota do GPS, pare o carro, é mais seguro. Isso vale para os motoristas de aplicativo, que dependem do smartphone para responder os passageiros. É melhor atrasar alguns segundos respondendo com segurança do que bater o seu ganha-pão.

2. Não dar seta

Sinalizar para onde vai é o básico do básico, o motorista que está atrás ou os pedestres não sabem das suas intenções. Outro sinal de barbeiragem é dar a seta muito em cima da curva, podendo pegar outras pessoas desprevenidas. Sinalize com antecedência.

3. Ficar na faixa da esquerda

carro na faixa da esquerda

Em vias com múltiplas faixas, a da extremidade esquerda serve apenas para ultrapassagens. Não importa se você está trafegando no limite de velocidade da via ou acha que está com pressa, use a esquerda apenas para ultrapassagem.

A pressa de outro motorista pode ser maior que a sua e você não é o Vigilante Rodoviário para cuidar do comportamento dos outros motoristas. Alguns justificam ficar na faixa da esquerda por estar no limite e quem tentar ultrapassar é infrator. Mas o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) diz que o motorista que está na faixa da esquerda precisa dar passagem a um veículo com intenção de ultrapassá-lo, independente da velocidade.

4. Colar no carro da frente

Manter uma distância segura do veículo à frente te dá mais tempo para reagir caso ele se envolva em uma batida ou tenha que frear repentinamente. Nas estradas é recomendado encontrar um ponto de referência, com uma placa, e contar três segundo entre o carro a frente e você passar por ele.

Na cidade essa dica também é válida, a velocidade é menor mas os imprevistos ainda existem. Pode ser pedestres invadindo a pisa, animais ou crianças. Não cole no carro à frente pois além de barbeiro, você pode bater.

5. Usar o pisca alerta sem necessidade

A função do pisca-alerta está explicada de forma clara no CTB: use apenas quando tiver que parar o carro na via em uma emergência ou quando a sinalização exige. Usar o pisca alerta para parar em mão dupla, em vaga proibida ou em movimento é uma barbeiragem.

Os motoristas mais folgados acham que seus problemas são mais importantes que os dos outros adoram usar o pisca alerta como se fosse um passe livre para barbeiragens. Além da inconveniência para quem estiver por perto, esses motoristas podem ser multados pelo uso incorreto do pisca-alerta.

6. Virar para trás na hora de dar ré

motorista dando re

Esse item é polêmico, pois em algumas regiões é assim que o Detran pede para ser feito no exame para tirar a CNH. Se sua região for assim, faça apenas no exame e depois siga a nossa dica. A forma mais segura de agir enquanto dá ré é virado para a frente e checando os três retrovisores — dois caso tenha um carro mais antigo.

Ao virar para trás sua visão fica limitada ao vigia traseiro e perde a referência da lateral do carro que os retrovisores externos. Isso também pode te confundir, levando a esterçar o volante para o lado errado. Em carros com câmera de ré ainda é importante usar os retrovisores para garantir.

7. Segurar o carro na embreagem em subidas

Esse é outro item que costuma ser pedido no exame de CNH que não é uma boa ideia no dia a dia nos carros modernos. Saber controlar bem a embreagem é uma habilidade útil na hora de arrancar, mas quando tiver que para na subida pode usar apenas o freio para segurar. E usar o freio de estacionamento para ajudar a arrancar não é demérito.

Segurar na embreagem aumenta em muito o desgaste no componente e deixa as trocas de embreagem mais frequentes. E por ter que manter o motor acelerado, o consumo também aumenta. Mais uma vez indicamos fazer o que o exame pede e depois evitar na hora de dirigir. A não ser que seu carro seja um antigo carburado com a marcha lenta instável.

8. Segurar o carro em descidas apenas com o freio

Carros comuns usam discos de freio e tambores de aço. Com o uso contínuo o componente pode superaquecer e acontece o fading, fazendo o carro perder o poder de frenagem. Em descidas o ideal é usar o freio motor para aliviar o sistema de freio e garantir que ele estará funcionando em caso de emergência.

Em carros manuais é só reduzir para uma marcha mais forte, atentando para não passar do limite de rotação do motor. Em carros automáticos existem posições no trilho do seletor do cambio como “3”, “2” e “L”. Se o carro tiver cambio sequencial é só pedir uma ou duas reduções. Em CVT sem simulação de marchas tem sempre uma posição “L” para essas situações.

9. Acelerar forte com o motor frio

O motor à combustão interna dos carros possuem uma temperatura ideal de funcionamento. Enquanto ele está frio, o óleo lubrificante não chegou a todas as partes do propulsor. Até o motor aquecer, o recomendado é pegar leve no acelerador e não usar rotações.

Motores modernos e óleos mais finos aquecem mais rápido, não precisa esperar muito tempo até poder soltar toda a cavalaria de seu possante. Carros sem termômetro trazem uma luz-espia que fica acesa enquanto o motor está frio. Em carros com o termômetro o ideal é esperar ele chegar no meio da escala.

Porém alguns carros como os da Chevrolet dos anos 2000 tem como o normal no primeiro quarto da escala, quando chega no meio já está superaquecendo. Conheça esses detalhes.

10. Falta de suavidade nos comandos

Essa é uma dica que vem das pistas de corrida que serve para o dia-a-dia também: seja suave. O sinal abriu? Arranque com calma e suavidade, acelerações bruscas servem apenas para gastar mais combustível. Viu que o sinal fechou? Solte o acelerador e vá freando com calma.

Na direção é igual, faça movimentos graduais e suaves. Um barbeiro faz aquelas curvas onde precisa ajustar o volante constantemente. Com o tempo você verá que essa forma de direção é até menos cansativa e, no fim das contas, levará o mesmo tempo que levava dirigindo de forma mais equina.

Um bom motorista também sabe se posicionar ao volante, o Boris explica:

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
16 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Gilberto 29 de outubro de 2021

Deixar distância segura do veículo que está à frente é algo até intuitivo. O problema atualmente, é que o motorista que está ao seu lado, liga o pisca e entra nesse espaço. obrigando que vem atrás a frear bruscamente. Parece que ao ligar o pisca, toda a preferência do trânsito está com esse pseudo-motorista. Dane-se quem estava na sua faixa e mantinha a distância correta do veículo à frente! E se bater?

Avatar
Angelo Xavier Ferreira 29 de outubro de 2021

Faltou “abrir” para um lado e virar para o outro, como se estivesse dirigindo uma Scania

Avatar
Eduardo diniz 29 de outubro de 2021

Concordo

Avatar
Bill 29 de outubro de 2021

E como faz nas descidas de ladeiras acentuadas nos carros com câmbio automático que não tem as posições 3, 2, L?

Avatar
Marcos 21 de novembro de 2021

Deixe o câmbio no modo D(drive). Os câmbio mais modernos normalmente já possuem o freio-motor no modo D, o que reduzirá para a marcha necessária auxiliando a frenagem.

Avatar
Luke 28 de outubro de 2021

1, 2 e 4 os erros mais perigosos.
Mas a 3 é que mais me irrita.

Avatar
Luke 28 de outubro de 2021

O 8 tb é perigoso.

Avatar
Jarbas Lopes 29 de outubro de 2021

Pois é. Eu era o “barbeiro nota 10” que te irritava. Kkkkkkkk. Mas essa explicação, que é tão óbvia, me fez entender o meu erro.

Avatar
Strady 23 de outubro de 2021

“Usar o pisca alerta sem necessidade”
Os veículos entregadores de gás na cidade onde moro, trafegam com esses piscas ligados, por ordem da polícia.
Eu penso que está errado.
O que vocês tem a dizer sobre isso?

Avatar
Strady 23 de outubro de 2021

Rodriguinho…
Está errado “um mau necessário”.
O correto é ” um mal necessário”.

Avatar
Jose 22 de outubro de 2021

Isso também pode te confundir, levando a esterçar o volante para o lado errado. se alguem corre esse risco eh melhor nem dirigir

Avatar
Leonel Leme Berlini 21 de outubro de 2021

Na minha opinião, o pior defeito é o número 6

Avatar
Ramos de Souza 21 de outubro de 2021

Não cometo nenhuma das infrações citadas. Sou excelente motorista.

Avatar
Mauro José Garrastazu da Rosa 20 de outubro de 2021

não faço nenhuma das 10 e sou barbeiro…

Avatar
Osmane Damianse 20 de outubro de 2021

Po diz aí pq?

Avatar
Sisso 21 de outubro de 2021

Deve ser a profissão dele. Cabeleireiro masculino tá em baixa, hoje todo mundo é barbeiro.

Avatar
Deixe um comentário