Os 10 piores
carros do
Lata Velha

Criado em 2005, o Lata Velha de Luciano Huck, proporcionou vários tipos de reformas. Porém, existiram algumas modificações bizarras.

CURIOSIDADES

#10

O Opala Cupê 1977 recebeu modificação do Lata Velha e foi transformado em uma picape. Porém, o resultado não agradou o proprietário, que preferiu abandonar o ‘monstrinho’ em algum lugar da Bahia.

Chevrolet Opala ‘picape’ 1977

#10

O Opala Cupê 1977 recebeu modificação do Lata Velha e foi transformado em uma picape. Porém, o resultado não agradou o proprietário, que preferiu abandonar o ‘monstrinho’ em algum lugar da Bahia.

Chevrolet Opala ‘picape’ 1977

#9

Para realizar o sonho do Bom Velhinho de Marliéria (MG), Luciano Huck e sua equipe do Lata Velha decidiu então reformar sua Brasilia L 1976. Para ter um trenó mais evoluído, o Papai Noel solicitou ajuda de Huck.

Brasilia
L ‘Trenó’ 1976

#9

Para realizar o sonho do Bom Velhinho de Marliéria (MG), Luciano Huck e sua equipe do Lata Velha decidiu então reformar sua Brasilia L 1976. Para ter um trenó mais evoluído, o Papai Noel solicitou ajuda de Huck.

Brasilia
L ‘Trenó’ 1976

#9

Para realizar o sonho do Bom Velhinho de Marliéria (MG), Luciano Huck e sua equipe do Lata Velha decidiu então reformar sua Brasilia L 1976. Para ter um trenó mais evoluído, o Papai Noel solicitou ajuda de Huck.

Brasilia
L ‘Trenó’ 1976

#8

O proprietário do 147 Pick-up, até então no momento da reforma, era Silvano, eletricista de automóveis em Uberlândia (MG). Com sonho de ter sua própria oficina, quis também que seu carro fosse melhorado pelo Lata Velha.

Fiat 147 City Pick-up 1983 ‘Relâmpago McQueen’

#8

O proprietário do 147 Pick-up, até então no momento da reforma, era Silvano, eletricista de automóveis em Uberlândia (MG). Com sonho de ter sua própria oficina, quis também que seu carro fosse melhorado pelo Lata Velha.

Fiat 147 City Pick-up 1983 ‘Relâmpago McQueen’

#8

O proprietário do 147 Pick-up, até então no momento da reforma, era Silvano, eletricista de automóveis em Uberlândia (MG). Com sonho de ter sua própria oficina, quis também que seu carro fosse melhorado pelo Lata Velha.

Fiat 147 City Pick-up 1983 ‘Relâmpago McQueen’

#7

Antes caindo aos pedaços pela praia de Ipanema no Rio de Janeiro, a Belina recebeu a dianteira da BMW Série 3 da década de 1990. Boatos na internet circulam dizendo que para fazer essa modificação, o Lata Velha utilizou parte de outra Belina.

Belina 1983 ‘BMW Série 3’

#7

Antes caindo aos pedaços pela praia de Ipanema no Rio de Janeiro, a Belina recebeu a dianteira da BMW Série 3 da década de 1990. Boatos na internet circulam dizendo que para fazer essa modificação, o Lata Velha utilizou parte de outra Belina.

Belina 1983 ‘BMW Série 3’

#6

Os alunos de um professor de física fizeram um abaixo-assinado implorando para o Lata Velha reformar o detonado Del Rey 1984 do docente. Luciano Huck, então, acatou o pedido do pessoal e sua equipe partiu para a transformação do velho sedã.

Del Rey 1984 ‘Asas de Gaivota’

#5

Entramos no Top 5 das piores modificações feitas por Luciano Huck e o Lata Velha. A ‘honrada’ – ou desonrada – que abre o topo é uma Chevrolet Brasil 1960. A antiga picape era de ‘Seu Bené’, que a apelidou de ‘Laranjão’ e a usava para trabalhar.

Chevrolet Brasil 3100 1960

#5

Entramos no Top 5 das piores modificações feitas por Luciano Huck e o Lata Velha. A ‘honrada’ – ou desonrada – que abre o topo é uma Chevrolet Brasil 1960. A antiga picape era de ‘Seu Bené’, que a apelidou de ‘Laranjão’ e a usava para trabalhar.

Chevrolet Brasil 3100 1960

#5

Entramos no Top 5 das piores modificações feitas por Luciano Huck e o Lata Velha. A ‘honrada’ – ou desonrada – que abre o topo é uma Chevrolet Brasil 1960. A antiga picape era de ‘Seu Bené’, que a apelidou de ‘Laranjão’ e a usava para trabalhar.

Chevrolet Brasil 3100 1960

#4

Há 30 anos sob propriedade da família, a Brasília 1976 já sentia o peso idade e precisava de uma reforma. No lar, as irmãs dançarinas Luanda, Amanda e Taís ganharam o carro da mãe, Maria da Glória.

Brasilia 1976 ‘Discoteca’ Single Ladies

#4

Há 30 anos sob propriedade da família, a Brasília 1976 já sentia o peso idade e precisava de uma reforma. No lar, as irmãs dançarinas Luanda, Amanda e Taís ganharam o carro da mãe, Maria da Glória.

Brasilia 1976 ‘Discoteca’ Single Ladies

#4

Há 30 anos sob propriedade da família, a Brasília 1976 já sentia o peso idade e precisava de uma reforma. No lar, as irmãs dançarinas Luanda, Amanda e Taís ganharam o carro da mãe, Maria da Glória.

Brasilia 1976 ‘Discoteca’ Single Ladies

#3

Medalha de bronze: a proprietária do Chevette 1982 é fã da Xuxa e enviou uma carta à Luciano Huck e sua produção pedindo ajuda para reformar o velho sedã.

Chevrolet Chevette 1982 ‘Xou da Xuxa’

#3

Medalha de bronze: a proprietária do Chevette 1982 é fã da Xuxa e enviou uma carta à Luciano Huck e sua produção pedindo ajuda para reformar o velho sedã.

Chevrolet Chevette 1982 ‘Xou da Xuxa’

#3

Medalha de bronze: a proprietária do Chevette 1982 é fã da Xuxa e enviou uma carta à Luciano Huck e sua produção pedindo ajuda para reformar o velho sedã.

Chevrolet Chevette 1982 ‘Xou da Xuxa’

#2

A medalha de prata fica com essa ‘belezura’ que o pessoal do Lata Velha criou. O Fiat 147, cuja a dona Maria Rúbia o apelidou de, acreditem, ‘Perereca da Dona Mara’, recebeu uma intervenção das mais ousadas da equipe de Luciano Huck.

Fiat 147 de 6 rodas ‘Limusine’

#2

A medalha de prata fica com essa ‘belezura’ que o pessoal do Lata Velha criou. O Fiat 147, cuja a dona Maria Rúbia o apelidou de, acreditem, ‘Perereca da Dona Mara’, recebeu uma intervenção das mais ousadas da equipe de Luciano Huck.

Fiat 147 de 6 rodas ‘Limusine’

#1

Desse ninguém tira o posto de campeão da maior bizarrice feita no Lata Velha. Luiz da Silva Leopoldino, conhecido como ‘Luizinho’ em Macaé (RJ), é pedreiro e usava seu Logus GLSi 1996 para trabalhar. O carro era ‘pau para toda obra’ para ele, e acabou não aguentando a rotina pesada.

Volkswagen
Logus GLSi 1996
‘Pedreiromóvel’

#1

Desse ninguém tira o posto de campeão da maior bizarrice feita no Lata Velha. Luiz da Silva Leopoldino, conhecido como ‘Luizinho’ em Macaé (RJ), é pedreiro e usava seu Logus GLSi 1996 para trabalhar. O carro era ‘pau para toda obra’ para ele, e acabou não aguentando a rotina pesada.

Volkswagen
Logus GLSi 1996
‘Pedreiromóvel’

#1

Desse ninguém tira o posto de campeão da maior bizarrice feita no Lata Velha. Luiz da Silva Leopoldino, conhecido como ‘Luizinho’ em Macaé (RJ), é pedreiro e usava seu Logus GLSi 1996 para trabalhar. O carro era ‘pau para toda obra’ para ele, e acabou não aguentando a rotina pesada.

Volkswagen
Logus GLSi 1996
‘Pedreiromóvel’

#1

Desse ninguém tira o posto de campeão da maior bizarrice feita no Lata Velha. Luiz da Silva Leopoldino, conhecido como ‘Luizinho’ em Macaé (RJ), é pedreiro e usava seu Logus GLSi 1996 para trabalhar. O carro era ‘pau para toda obra’ para ele, e acabou não aguentando a rotina pesada.

Volkswagen
Logus GLSi 1996
‘Pedreiromóvel’

#1

Luizinho explica o abandono do Logus ‘Pedreiromóvel’

Volkswagen
Logus GLSi 1996
‘Pedreiromóvel’

Confira detalhes dos 10 carros
listados e assista o vídeo da
conversa com o Luizinho do Logus
Fotos: reprodução | Internet

Portal para quem gosta de carro e para quem não gosta, mas precisa dele no dia a dia

Confira as últimas matérias