Ford Ranger aposta em tecnologia para aliar segurança e produtividade

Pioneira na adoção de equipamentos de segurança e de auxílios semiautônomos à direção, picape se destaca pela tecnologia

ford ranger 2020 10
Ford Ranger traz tecnologias de segurança exclusivas no segmento (Foto: Ford | Divulgação)
Por AutoPapo
12 de fevereiro de 2021 09:30
CONTEÚDO PATROCINADO

Para você, tecnologias de auxílio à direção são coisa de carros de luxo? Se a resposta foi “sim”, está na hora de rever esse conceito. Afinal, aos poucos, veículos de diferentes segmentos já agregaram dispositivos eletrônicos para tornar a condução mais tranquila e, principalmente, segura. As picapes não são exceção: nessa categoria, a primeira a oferecer tais equipamentos foi a Ford Ranger.

VEJA TAMBÉM:

Desde a linha 2020, a caminhonete da Ford já oferece um pacote de equipamentos de direção semiautônoma. Por meio de um sofisticado sistema eletrônico, que inclui câmeras, radar e sensores, o veículo consegue alertar o motorista sobre situações perigosas. Caso não haja reação humana, manobras preventivas podem ser tomadas automaticamente. O objetivo é evitar um possível acidente, ou ao menos, minimizar as consequências dele.

Além da questão da segurança propriamente dita, esses equipamentos permitem maior produtividade e podem até reduzir gastos. Afinal, ninguém quer ficar com o carro parado em decorrência de uma colisão. Ou ainda arcar com despesas oriundas de um acidente, que podem, dependendo da situação, incluir indenizações a terceiros.

Pacote de equipamentos de segurança da Ford Ranger

A “estrela” do pacote de segurança é um sistema de frenagem autônoma, que pode imobilizar a picape sem a ação do condutor. Ele entra em ação, por exemplo, conjugado a um sistema de detecção de pedestres, que funciona em velocidades de 5 km/h a 80 km/h. Inicialmente, ele emite um alerta para o motorista; se nenhuma ação for tomada, os freios são acionados automaticamente.

Outra situação na qual o  sistema de frenagem autônoma pode intervir é se houver um veículo parado à frente. O procedimento é semelhante, com a emissão, inicialmente, de um alerta, e acionamento dos freios caso não ocorra reação por parte do condutor.

Esse assistente funciona em conjunto com o piloto automático adaptativo, capaz de manter uma distância segura do veículo à frente sem intervenção do motorista.

Assista ao vídeo do assistente de frenagem da Ford Ranger em ação:

Outro destaque é o assistente de farol alto, capaz de reconhecer um veículo vindo na direção oposta e de baixar as luzes para não ofuscá-lo. Logo que possível, os fachos altos voltam a ser utilizados automaticamente. Os faróis baixos têm tecnologia de xênon e contam com luzes diurnas de LED integradas.

A Ford Ranger traz também um sistema de reconhecimento de sinais de trânsito. Assim, a central eletrônica consegue, por exemplo, manter o motorista informado sobre os limites de velocidade da via.

Há também um assistente de permanência em faixa, que adverte o condutor sobre mudanças de trajetória sem sinalização e pode atuar junto à direção para evitar que o veículo saia da pista.

Complementam o pacote sete airbags (frontais, laterais, de cortina e para os joelhos do motorista), controles eletrônicos de tração, estabilidade e anticapotagem, assistente de partida em rampas e ganchos Isofix para fixação de cadeirinhas infantis.

Segurança aliada a potência

Esses equipamentos, associados à mecânica composta por motores 3.2 de cinco cilindros turbodiesel de 20 cv de potência e 47,9 kgfm de torque, além da tração 4×4 com reduzida, tornam a Ford Ranger capaz de transitar com segurança em diferentes tipos de vias.

Graças à tecnologia, a picape tem versatilidade para entregar, ao mesmo tempo, conforto e tranquilidade, sem abrir mão da alta produtividade.

SOBRE
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
luiz henrique 12 de fevereiro de 2021

ford ranger em cotagem regressiva para fechar a fabrica na argentina, pois com o fechamento das concessionarias ford no brasil, a procura aqui no brasil vai comecar a diminuir e consequentemente a producao de la que vende 80 por cento para o brasil vai ficar com estoques altos na fabrica e entao tiau argentina tambem

Avatar
Claudeci Carlos Inácio 14 de fevereiro de 2021

Continua vendendo vendendo bem ainda, janeiro foram vendidas 1923 unidades no Brasil e não são 80% para o Brasil não esses dias eu li que são fabricado de média 280 unidades por dia da fábrica de Pacheco na Argentina e a Ford estava estudando contratar mais pessoas para criação de mais um turno, então Brasil representa uma porcentagem bem menos.

Avatar
Osvaldo Oliveira 12 de fevereiro de 2021

Com o fechamento das fábricas da Ford no Brasil, consequentemente o fechamento dos concessionários autorizados e a marcas se tornando uma importadora, como fica a assistência técnica de garantia de veículo como a Ranger, que tem 05 (cinco) anos de garantia?
Vamos ter que sair procurando oficinas multi marcas que atendam marca Ford para revisar nossos carros?

Avatar
Osvaldo Oliveira 12 de fevereiro de 2021

Com o fechamento das fábricas da Ford no Brasil, consequentemente o fechamento dos concessionários autorizados e a marcas se tornando uma importadora, como fica a assistência técnica de garantia de veículo como a Ranger, que tem 05 (cinco) anos de garantia?

Avatar
Osvaldo Oliveira 12 de fevereiro de 2021

Quem tem veículos da Marca Ford, terá grandes perdas com a desvalorização dos usados da marca no Brasil?

Avatar
Marcelo 12 de fevereiro de 2021

Em compensação e sistema de aceleração é uma porcaria ! Vai fazer uma ultrapassagem o pedal do acelerador demora quase 3 segundos pra responder. Vai cruzar uma rua movimentada, comece a acelerar antes pra conseguir cruzar ! COisas basicas q nao consertam, removam esse sistema de atraso inutil !!!!

Avatar
Estenio 12 de fevereiro de 2021

Inegavelmente uma ótima pick-up, e que oferece o melhor pacote tecnológico. Mas joga contra ela o preço e, agora, a credibilidade da marca, abalada pela sua saída do país, mesmo a Ranger sendo produzida na Argentina.

Avatar
Deixe um comentário