Até tu, Mercedes?

Mercedes segue o mesmo caminho de outras montadoras e anunciou que vai abandonar modelos 'populares' para focar nos mais rentáveis

mercedes classe a sedan portal
Classe A e Classe B deixarão de ser produzidos (Foto: Mercedes | Divulgação)
Por Boris Feldman
07 de junho de 2022 21:32

Várias fábricas de automóveis decidiram mudar o perfil de sua gama de modelos, reduzindo ou até eliminando as versões de entrada e se concentrando nos  maiores, mais luxuosos e… mais rentáveis.

A Renault foi uma delas. Aqui no Brasil já anunciou que não haverá uma nova geração de Logan e Sandero e vai se dedicar principalmente aos utilitários esportivos.

VEJA TAMBÉM:

Mas a última fábrica a anunciar mesma política mercadológica causou um certo espanto: Mercedes-Benz. Até tu, Mercedes?

Ora vejam, até ela concluiu ter excesso de modelos de entrada, sete deles, e que vai reduzir para apenas quatro. Elimina “de cara” o classe A sedã e o classe B. Nessa toada, a próxima com certeza será a Rolls Royce…

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Cadillata 9 de junho de 2022

Certa vez, um estabelecimento que prefiro não dizer o ramo, enviou cartinha aos seus clientes que geravam pouco lucro, dizendo que não precisavam mais deles.
O resultado foi uma grande correria para recuperá-los novamente.
“Quem despreza as migalhas, pode morrer de fome”.

Avatar
Deixe um comentário