Carros com mais de 100 mil km ainda valem a compra?

Você resolve comprar um carro usado, mas se assusta com a alta quilometragem? Calma, ainda pode ser um bom negócio

Por Boris Feldman 28/05/18 às 21h30
vendedor de carro novo Foto: iStock

Carros com mais de 100 mil km sempre foram visto pela maioria como um péssimo negócio, na hora da compra. Mas, nem sempre a aquisição de um automóvel muito rodado é sinal de prejuízo na certa.

[TRANSCRIÇÃO]

Na hora de comprar um automóvel usado muita gente fica super preocupada com a quilometragem do automóvel. O que muitas vezes não quer dizer nada, por dois motivos: primeiro por ser facílimo voltar o hodômetro de 120 mil pra 30, ou 40 mil quilômetros; segundo, e mais importante, é preferível comprar carros com mais de 100 mil quilômetros com uma boa manutenção, bem cuidado, do que um que rodou 30, 40 mil e que foi duramente castigado, carregava peso pra todo lado, andava em estrada de terra esburacada.

Olha só um cálculo simples que se faz: os motores dos automóveis foram calculados para durar cerca de cinco mil horas. Um automóvel que sempre rodou na estrada a 100 quilômetros por hora, por exemplo, depois de rodar 100 mil quilômetros, o motor funcionou apenas 1.000 horas, somente um quinto de sua vida útil. Já um carro que rodou metade, 50 mil quilômetros, mas sempre no trânsito urbano, devagar no pare e anda, a 20 quilômetros por hora, ao invés de apenas 1.000 horas, esse motor funcionou 2.500 horas, quase metade de sua vida útil.

carros com mais de 100 mil
Foto: Rovena Roda | Agência Brasil
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
10 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Ivan miguel 29 de outubro de 2020

O problema não é o quanto esta rodado, porém não compensa ia comprar um bmw com 140 ml km rodados por 56 mil, porém a hora que este veículo fosse passado para uma garagem na troca de outro a conversinha é a mesma tá muito rodado posso pagar a metade do valor e olha lá, quer dizer o deles vale a preço de ouro e fazem aquela propaganda, mas o seu não vale nada, portanto carro muito rodado é um péssimo negócio bom pros donos de garagem de enfiam duas vezes, kkkk

Avatar
HARRY FRANÇÓIA 22 de agosto de 2019

VENDI MEU BMW 335 ANO 14/15 COM 58.000 KMS. ENTREGUEI O CARRO COMO SE FOSSE ZERO KM, NÃO TINHA BARULHO DE NADA, APENAS PINTEI O PARACHOQ

Avatar
adelmo 23 de julho de 2019

pois bem to olhando um vw bora ano 2009 automatico e 2.0 so q ele esta com km muito auto estou com receio de fechar negoçio qual opniao de vcs? obgd

Avatar
Andre 11 de junho de 2019

Pois, bem tenho uma demanda muito particular um carro com câmbio automático de baixo valor, pois, será um carro para rodar eventualmente, de baixa manutenção e pouco visado (os roubos no Rio a carros de maior valor está surreal). Pois bem, rodei, rodei, rodei e rodei, rsss. Vi carros com quilometragens inferiores a 100000 e todos decepcionantes. Interior mal cuidado, barulhinho aqui, barulhinho, ali… Vi um anúncio de um Corsinha 2003 Automático. Fiquei assim pouco crédulo, por constar 150000 Km… Mas, resolvi deixar de lado o preconceito e dar um voto de confiança, pois, as fotos mostravam interior melhor cuidado que os de 60000 que já tinha visto. Valeu e muito o carro está lindo. Dá de longe para perceber que os dois donos anteriores foram super cuidadosos com a manutenção. Zero ruído. Suspensão já revisada. Câmbio preciso e perfeito. Eu mesmo me surpreendi com o carinho que tiveram por ele. Basta dizer que meu carro anterior foi um Prisma 2017 comprado zero Km e mesmo assim. Tenho Zero arrependimento de ter adquirido esse Corsinha 150000Km. Agora dica importante carro antigo é carro antigo quer tenha 80 ou 150 mil Km, logo, defeitos fortuitos surgem, logo, um carro com manutenção barata quando se tratar de um acima de 100000Km é muito importante.

Avatar
marcos campos 17 de outubro de 2018

Comprei um Ka, 2000, motor Rocam, com 130.000 km, a Ford informava que o motor ia até 240.000 km. O carro foi muito econômico, fazendo 13,5 km/litro, muito confortável, rápido, fácil de estacionar e de manter. Pena que não tinha direção hidráulica. A verdade é que ou você sabe comprar, olhar o carro, conferir as manutenções ou você é sortudo mesmo. A propósito, foi bem fácil vender o carro, porque o Ka é muito bom mesmo.

Avatar
Marcos 1 de agosto de 2018

Bom dia… peguei um honda city com 108 km todas revisões feita na honda… suspensão toda original!

Avatar
marcos campos 17 de outubro de 2018

Comprei um Ka, 2000, motor Rocam, com 130.000 km, a Ford informava que o motor ia até 240.000 km. O carro foi muito econômico, fazendo 13,5 km/litro, muito confortável, rápido, fácil de estacionar e de manter. Pena que não tinha direção hidráulica. A verdade é que ou você sabe comprar, olhar o carro, conferir as manutenções ou você é sortudo mesmo. A propósito, foi bem fácil vender o carro, porque o Ka é muito bom mesmo.

Avatar
César 9 de julho de 2018

Comprei um Legacy com 175 mil k em 2012, agora ele já está com 240 mil, manutenção rigorosamente em dia, só me dá alegrias… Ja o ix35 com 73 mil km ja foi pro guincho tres vezes, desde que comprei ha 8 meses… O que importa é como foi usado e não os números no odômetro.
Excelente matéria!

Avatar
Frank 8 de julho de 2018

Um dono de uma Toyota Tundra nos Estados Unidos rodou 1 milhão de milhas com seu carro usando-o inclusive para trabalho. A manutenção era feita na concessionária. Isso é o que importa: manutenção em dia feita por quem entende do carro.

Avatar
Odair 28 de maio de 2018

Concordo, tive loja de carros e já peguei carro com mais de cem mil km perfeitos e carros com km baixa comprovada bem ruins, até com motor a fazer.

Avatar
Deixe um comentário