Carros elétricos no Brasil: IEV40, da JAC, terá preço acessível no mercado

O governo dos Estados Unidos e de países europeus devolvem o subsídio para quem compra um elétrico, ao contrário do Brasil

jac iev40 eletrico opcao mercado
Por Boris Feldman
15 de fevereiro de 2019 06:15

Os carros elétricos no Brasil são mais caros do que no restante do mundo devido a alguns fatores. Mas, tem um SUV da JAC afim de fazer diferença no mercado.

[TRANSCRIÇÃO]

Por quê o carro elétrico é mais caro? No mundo inteiro seu preço elevado é devido ao custo das baterias, que ainda custam muito para serem fabricadas e o caro tem que ter várias delas para contar com uma autonomia mínima de 250 a 300 quilômetros.

No Brasil, o elétrico é ainda mais caro pois não existe o subsídio, um valor que o governo dos Estados Unidos e de países europeus devolvem para quem compra um elétrico. Mesmo assim, já existem quatro modelos elétricos anunciados para este ano.

E o mais barato deles já está em pre-venda, primeiras entregas previstas em junho pela chinesa JAC. Trata-se do IEV40, desenvolvido pela JAC e pela Volkswagen na China. Um SUV, um esportivo utilitário de tamanho médio com autonomia de 300 quilômetros e motor de 115 cavalos.

Carros elétricos no Brasil
Foto JAC Motors | Divulgação

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Tio Néo 6 de junho de 2019

Pura porcaria estas reportagens…vão para o mobral estudarem

Avatar
Neoli 6 de junho de 2019

Cadê a vontade de sermos mais ecológicos, e protegermos o que ainda resta de bom , neste planeta água….abaixem estas drogas letais de IMPOSTOS…

Avatar
luispires 2 de março de 2019

Uai, não falou nada do carro. Nem comentário. Não é culpa de subsídio, neste país de bostas governantes (presos, soltos e esperando a vez) e empresários adoradores de mamón, se o carro com custa 200 contos = com lucro de 20 contos pra fábrica + 60 de impostos, logo, preço base 120 contos, vem o governo tira tudo quanto impostos e o preço cai para 140 ? Nunca, os amaldiçoados deixam de pagar 60 e embolsam tudo o que puderem e ainda ficam chorando as hemorroidas.

Avatar
Moto Segurança 26 de fevereiro de 2019

Enrolabilidade do NeoComuNelismo.

Avatar
Luis 15 de fevereiro de 2019

Nossa, não dá detalhes nenhum do carro , parece até que só escreveram a introdução

Avatar
talia 15 de fevereiro de 2019

pessima reportagem

Avatar
Marcelo 15 de fevereiro de 2019

Reportagem mal feita sem detalhes torna-se até desinteressante de ler

Avatar
Deixe um comentário