Há chances de o diesel voltar a mover carros no Brasil?

Os motores a diesel foram proibidos para os carros de passeio no Brasil na década de 70, mas na Europa são muito populares, e têm lá suas qualidades

iStock 835603740
Por Boris Feldman
30 de maio de 2018 09:00

Muitos motoristas estão curiosos para saber em que pé estão dois projetos de lei tramitando no Congresso que permitiriam ao diesel voltar para os automóveis, o que foi proibido no Brasil desde a década de 70. Alguns dizem que alugaram carros a diesel na Europa, que seu consumo é baixo e não são mais fumacentos nem barulhentos como antigamente.

Ninguém duvida de que o motor diesel passou por uma modernização nos últimos anos: poluem menos, não trepidam nem fazem barulho e são mais eficientes que os motores a gasolina. E hoje, com uma vantagem extra: parte dele no Brasil já recebe um percentual do biodiesel, produzido a partir de grãos e não do petróleo.

Porém, a chance de o diesel voltar a movimentar carros de passeio no Brasil é mínima, e ele deve continuar restrito aos veículos pesados (ônibus e caminhões) e aos dotados de tração integral.

VEJA TAMBÉM:

ha chances de o diesel voltar para o brasil

Por que não há carros de passeio movidos a diesel no Brasil?

Em primeiro lugar, porque os motores a gasolina estão se tornando cada dia mais eficientes. Tanto que os carros a diesel, que chegaram a representar 50% das vendas no mercado europeu, voltaram a se retrair em função de seu custo de produção mais elevado: o motor tem que ser muito mais resistente para ter o diesel como combustível.

Além disso, se ele emite volumes menores de CO2, a emissão de óxido de nitrogênio é bem superior. Tanto que se registraram inúmeros escândalos de fábricas nos últimos meses (Volkswagen, Mitsubishi, Renault, FCA entre elas) manipulando os testes de emissões para homologarem seus motores diesel.

Em segundo, porque nós continuamos importando o diesel, motivo que justificou sua proibição há cerca de 40 anos.

Em terceiro lugar porque o Brasil está desenvolvendo todo um projeto para estimular o uso do álcool. O diesel seria um contra-vapor em todo este esforço.

E finalmente, não se esqueça do seu próprio bolso. O custo para se produzir um motor diesel é muito superior ao de um motor a gasolina ou etanol.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Carlos Adolfo 4 de agosto de 2018

Um pequeno motor diesel turbinado, faz aproximadamente 35km/l na auto-estrada
Um pequeno motor a alcool faz aproximadamente 10km/l na auto-estrada
Qual será que é a opção preferida do governo: recolher ICMS (e outros tributos) sobre 1(hum) litro a cada 35km rodados pelo consumidor ou recolher os mesmos impostos sobre 3,5 litros?
Parece que os “verdes”, as ONGs (que vivem de repasses governamentais) e alguns jornalistas, ainda acreditam em Papai Noel…poluição…me poupem por favor…que papinho mais malandro

Avatar
José Borges 11 de julho de 2018

Os carros a diesel na Europa são até menos poluentes que os carros a gasolina e são garantidamente muito mais gostosos de dirigir, devido à resposta mais linear do motor a diesel. Porém, a malandragem da Volkswagen para enganar os testes anti-poluição detonou as vendas de todos os fabricantes e o diesel perdeu o terreno.
Exceto por isso, a única desvantagem perceptível do diesel é seu motor um pouco mais barulhento que seus equivalentes a gasolina, o que exige um isolamento acústico mais cuidadoso.

Avatar
Jose Cotolino 8 de novembro de 2018

José Borges, desculpe-me mas discordo de cada afirmação sua. Diesel sempre polui mais que gasolina e as leis sobre emissões vão ficando mais rigorosas para ambos. Carro a gasolina é muito mais gostoso de dirigir, anda bem na cidade e na estrada. Trator não é mais gostoso que Fórmula 1. A malandragem da Volkswagen só prejudicou a própria empresa. A queda nas vendas de todos os fabricantes se deve a restrições legais cada vez maiores à venda e uso de veículos a diesel e ao politicamente e ambientalmente correto. E graças principalmente à modernização dos motores (isolantes acústicos já existem há tempos nos carros), houve redução significativa não só dos ruídos como da trepidação dos motores a diesel.

Avatar
Alexandre 4 de junho de 2018

Link

EDITADO

Avatar
emerson alves pinto 31 de maio de 2018

Eu lamento muito pois nasci em 1973 e não pude usufruir desses veículos e sei o quanto o diesel e eficiente sei quanto a poluição mas tirando disse é só vantagem para nós mas pra mim o verdadeiro motivo é que seria horrível para o país por isso não deixam.

Avatar
Miro 31 de maio de 2018

E…
Vai restar ao brasileiro fazer de forma clandestina como muitos tenho eu a plena certeza que estão fazendo.
É usar os motores diesel ap, Renault, e Chevrolet pequenos de forma irregular em carros regulares.

Avatar
Pedro Sales 31 de maio de 2018

Há sim só se for o ator diesel.kkkkkkkk

Avatar
Deixe um comentário