Cintos de segurança: quando eles devem ser trocados?

Alguns componentes do automóvel têm prazo de validade, enquanto outros, como os cintos de segurança, só devem ser substituídos em situações específicas

foto banco com cintos
Por Boris Feldman
11 de setembro de 2019 21:31

Cintos de segurança devem ser substituídos? Depende. No caso de o carro sofrer uma batida, um impacto frontal, e os cintos segurarem motorista e passageiros, eles foram então submetidos a um grande esforço e, numa próxima eventualidade, eles poderão não resistir ao peso aplicado e se romperem.

Nesse caso, os cintos de segurança não aparentam essa fragilidade, mas alguns cintos que vão ficando muito velhos começam a desfiar, desbotar e dar sinais de envelhecimento e que devem ser trocados, pois poderão não resistir ao impacto.

No caso dos cintos que agiram no momento de um acidente, as companhias de seguro costumam não aceitar sua substituição, pois não há problemas aparentes. Se a seguradora não aceitar a sua argumentação, troque você mesmo os cintos. E, quer saber? Troque também de seguradora.

cintos de segurança
Foto Shutterstock

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário