O consumo de um carro 1.0 pode ser maior que o de um 1.4?

"Os automóveis com motores 1.0, chamados no passado de “populares”. Tinham baixa potência e obrigavam o motorista a pisar fundo no acelerador"

Por Boris Feldman 03/05/18 às 08h30
shutterstock 235977934

Leitores da coluna devem estar lembrados de que comentamos aqui sobre os automóveis com motores 1.0, chamados no passado de “populares”. Tinham baixa potência e obrigavam o motorista a pisar fundo no acelerador. O resultado não poderia ser diferente: o consumo de um carro 1.0 acabava sendo maior que o de motores de maior cilindrada, como 1.4, 1.5 ou 1.6. Exatamente o contrário do que se pretendia para o “popular”. Uma das provas disso é o registro da General Motors no sistema de etiquetagem de consumo veicular do Inmetro. Os resultados do Chevrolet Onix com motores 1.0 e 1.4 indicam que o modelo 1.0 ganhou apenas a letra B na classificação do seu segmento enquanto o 1.4 foi agraciado com a letra A, ou seja, entre os melhores de sua categoria. Ou seja, o consumo de um carro 1.0, nesse caso foi maior.

consumo de combustivel consumo de um carro 1.0

Como funciona o sistema de etiquetagem do Inmetro? A fábrica simula testes de laboratório que se aproximam o máximo possível do consumo real do automóvel no dia-a-dia. Os resultados são enviados para o Inmetro e comparados então com outros modelos do mesmo segmento. A divisão em segmentos é feita pelo tamanho do automóvel, subcompactos formam uma categoria, carros médios estão numa outra. Assim como os grandes. Utilitários esportivos, picapes, são todos comparados de acordo com a área que ocupam (comprimento x largura). Estes valores de consumo, comparados, resultam numa classificação em notas que variam de A para B, C, D, E . O “A” indica o menor consumo na categoria. Que vai aumentando até o maior “esponja” do grupo, que ganha letra “E”. Estes valores podem não representar exatamente o consumo do carro no dia-a-dia, mas são bons referenciais. Ou seja, indicam quem bebe mais e quem bebe menos.

No caso específico do Onix, o modelo 1.4 tem consumo inferior ao 1.0 em quase todas as avaliações: na cidade, na rodovia, com etanol ou com gasolina. A rigor, o consumo do Onix 1.0 só conseguiu empatar com o 1.4 na avaliação com gasolina, no trânsito urbano, onde ambos rodaram 11,5 quilômetros por litro.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Elias Ferreira Do Nascimento 26 de dezembro de 2019

Tudo de bom pra todos nós.

Avatar
claudio 10 de setembro de 2019

gostaria de saber se isso também se aplica ao prisma 1.0 e ao 1.4?

Avatar
Mario pavaleoev 4 de maio de 2018

Sempre achei que o 1.4 era mais econômico que o 1.0 porque? Porque é a mesma carcassa o mesmo peso a mesma relação de marchas então o fator peso potência prevalece ex: um automóvel 1.0 pesa 600 kilos retiram o motor 1.o e colocam 1.4 mesma estrutura mesmo câmbio motor 40% mais forte necessário menos aceleração para o mesmo torque, a mesma velocidade e um gasto menor de combustível ou estou errafo

Avatar
Maluhy 29 de setembro de 2018

Está certo, menos na relação de marchas, o par cônico do 1.0 é mais reduzido para o motor menor carregar o peso, isso TB colabora para piorar o consumo, o motor trabalha em rotações mais altas, se tivéssemos marchas para aproveitar o menor torque melhoraria, mas aí incide os custos….

Avatar
Deixe um comentário