Mercado automotivo: gosto do brasileiro muda com o tempo

"Um diretor de uma fábrica de automóveis me disse que em nenhum mercado do mundo a preferência do consumidor virava com tanta rapidez como no Brasil"

shutterstock 587056 carro duas portas lateral
Por Boris Feldman
21 de março de 2019 19:30

O brasileiro sempre foi específico em suas escolhas no mercado automotivo. Mas essa preferência mudou de uma forma radical com o decorrer dos anos. Veja:

[TRANSCRIÇÃO]

O diretor de uma fábrica de automóveis, uma grande multinacional, comentava comigo na semana passada que em nenhum mercado do mundo a preferência do consumidor ‘virava’ com tanta rapidez como no Brasil. E ele lembrou que, durante muitos anos, o brasileiro era um apaixonado pelo automóvel de duas portas: nem queria saber do de quatro. De repente, quando mudou, mudou para valer e não quis mais saber nem de esportivo com duas portas.

Depois vieram as cores: durante anos e anos o mercado só queria saber de prata e preto. Atualmente, duas tendências: A primeira, o utilitário esportivo, que virou o ‘queridinho’ do brasileiro. E em segundo, o câmbio automático, que durante dezenas de anos era um verdadeiro tabu. A manutenção era complicada, cara, ninguém sabia consertar e eram raros os que faziam essa opção. Pois não é que esse ano vão se vender no Brasil mais carros automáticos do que os manuais?

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Andreia 24 de junho de 2019

Reportagem tendenciosa. O brasileiro nunca foi apaixonado por 2 portas ou outras coisas como dizem, o de 2 portas era o mais vendido pois era o mais barato, tudo era pago à parte, duas portas, cambio automático etc. Os carros no brasil, são caros e ruins isso sim. Quando o brasil terá um carro bom e preço justo?

Avatar
Genivaldo 22 de março de 2019

Brasileiro e oportunista se vende mais automático e graças ao PCD, por isso até o gol é automático agora a manutenção desses cambio continua muuuito caro ainda.Mais quem tá no PCD tem carro garantia e quando acaba ele vende o carro e blz num precisa gastar uma grana na manutenção.

Avatar
Junior 25 de março de 2019

Genivaldo, apesar de achar que está havendo uma verdadeira farra com o PCD, proporcionalmente ao mercado, sua representatividade é relativamente baixa e a procura pelos automaticos nao-pcd disparou, ao ponto de varias marca tirarem alguns modelos manuais de linha como honda Hrv e outras deixarem ate os esportivados (apenas design esportivo) exclusivamente com cambio automático, como hyundai rspec.

Avatar
Gabriel 22 de março de 2019

Acho que falta mais exigência do povo brasileiro… porque se notar tem versão esportiva na Europa de um modelo que é vendido aqui, mas ela não é produzida no Brasil.

Avatar
Fabio 22 de março de 2019

O mercado brasileiro muda “rápido”! Quando eles vendem porcaria, alguns consumidores compram, se decepcionam, as vendas não evoluem e, milagrosamente, quando passam a vender equipamentos de melhor qualidade, as vendas disparam!!! Continuo aguardando um novo e bom hatch de tamanho médio e preço compatível, como o Focus fabricado na Alemanha.

Avatar
Deixe um comentário