Prazos de troca de óleo mineral, sintético e semissintético

Com tantas dicas disseminadas por aí, o prazo para a troca do óleo é sempre alvo de controvérsias. Cuidado com os 'entendedores' de plantão

oleo de motor despejado
Por Boris Feldman
11 de janeiro de 2019 20:03

Uma das regrinhas divulgadas por aí é que cada tipo de óleo lubrificante tem que ser substituído por uma determinada quilometragem. Será que isso é verdade?

[TRANSCRIÇÃO]

Quando se fala em prazos para a troca do óleo do motor dos automóveis, há sempre controvérsias. Porque existem prazos variáveis para a quilometragem ou para o tempo limite da substituição do óleo. Uma das regrinhas divulgadas por aí, é que no caso do óleo sintético, ele deve ser substituído a cada 10 mil quilômetros. Porém, se for o óleo mineral, ela cai para 5 mil. E o semissintético, entre uma e outra, 7.500 quilômetros.

Procedem esses prazos? É isso mesmo? Procedem coisa nenhuma, não é nada disso! As quilometragens e o tempo em meses para troca do óleo são estabelecidos pelo fabricante. Esses prazos podem variar de acordo com o óleo, de acordo com o motor e com as exigências de cada automóvel. Quem estabelece esses prazos baseado no tipo do óleo não sabe o que está falando!

Óleo lubrificante
Foto Shutterstock | Divulgação

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
19 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
EMANUEL 12 de novembro de 2021

isso é o que é gostar de defecar pela boca!

Avatar
Giovanne Ricardo dos santos 29 de outubro de 2021

Olá boa noite gostaria de saber quanto meses pode fica sem troca o óleo se não bater a kilometragem para troca eu uso o Castrol 10w40 carro só sai da garagem fim de semana…. obg

Avatar
adilson 24 de novembro de 2021

eles falam de 6 meses o mineral e de um ano o semi sintetico.

Avatar
jo 21 de abril de 2021

Troca de óleo é o manual que determina pois quem testa é o fabricante do carro. As especificações de folga e operação. Uso severo é metade da KM, pois são horas de uso e não km que degradam o óleo.Não vá atrás de conversa de “expecialista” de internet. É simples. Poupa dinheiro e o meio ambiente.

Avatar
Ezequiel 5 de agosto de 2021

Parabéns! Quem entende do carro é o fabricante, projetou, testou, etc. Agora tem que ler o manual, oque a maioria não faz. O resto é a ‘teoria do achismo’………..kkkkkkk

Avatar
Hassan Kassem 15 de abril de 2021

Grande porcaria de matéria, não explicou nada, mas enfim, geralmente óleo mineral, 5 mil km ou 6 meses, o que vencer primeiro, semi sintético dura um pouco mais, óleo 100% sintético 10 mil km ou 1 ano, porém depende também daa condições de uso do carro, uso severo por exemplo, ou se preferir, uso soviético, onde exige-se do carro bem mais que o normal, deve se diminuir os intervalos das trocas, em carro esportivo por exemplo, eu tive uma Bmw M135i, carro potente, só usava óleo motul 8100, mas como eu andava sempre pisando fundo, ao invés de trocar com 10 mil km, eu trocava com 5 mil km, ou 6 meses, melhor gastar com óleo do que com mecânico, então é relativo, a fábrica recomenda tais prazos, porém em uso normal.

Avatar
Witor 25 de abril de 2021

Falou o “gênio”!
Uma curiosidade: fez engenharia mecânica em que universidade??

Avatar
Thor 21 de agosto de 2021

E pelo visto vc acha q engenheiro mecânico conserta carros! Mas é um belo de um retardado!

Avatar
Emocionado 10 de junho de 2021

No final de 100000 KM gastou mais de oleo do que para retificar o motor. se fosse p vender óleo, a marca colocaria intervalos mais baixos.

Avatar
Umberto 11 de abril de 2020

Achei que faltou explicação na matéria, simplesmente falar que todos estão errados não faz ninguém certo. Acho que deviam se aprofundar mais no assunto.

Avatar
Marceelo 8 de novembro de 2020

O manual do fabricante já é a resposta. No manual do meu manda fazer troca do óleo com 15000 km mesmo ele sendo mineral.

Avatar
Marcelo 8 de novembro de 2020

Cumpram o manual. Tenho 2 carros da GM
Um clássic 2003 e é um prisma 2015.
No clássic o manual manda trocar com 15000km mineral
No prisma manda trocar com 10000 km o sintético…
Cumpro o manual… a diferença não está no óleo e sim o que o fabricante testou antes de colocar o carro para venda.
As manutenções não são pelo manual… então é simples ..
Cumpram o manual do fabricante

Avatar
Hassan 15 de abril de 2021

15 mil km e mineral ainda? Adeus motor kkk

Avatar
Handrey Mezadri 18 de junho de 2021

Ví uma reportagem do cara que fundiu o motor de um toyota Etios com 30mil km porque havia feito somente 2 trocas, e olha que esse carro usao 5W30 sintético.

Avatar
Marlo 23 de outubro de 2021

Rapaz trocar com 15000 oleo mineral deve virar graxa no motor

Avatar
Heraclio da Costa Lima 10 de abril de 2020

Concordo plenamente trabalhei 23 anos em posto de gasolina e trocas de óleo, fis diversos cursos sobre o assunto. Claro que é o fabricante que de acordo com o pacote de aditivos e a qualidade destes aditivos determinam a quilometragem entre trocas.

Avatar
Ivanildo 8 de março de 2020

Isso…sempre achei estranho esses prazos alongados. Oleos ‘mais trabalhados’ atuam na melhora de limpeza, proteção e por conseguinte até em performance (economia/subidas de giro). A contaminação/degradação do lubrificante sempre existirá. Na dúvida siga o manual.

Avatar
Jose raimundo oliveira 9 de julho de 2019

Gostei da materia

Avatar
Jose raimundo oliveira 9 de julho de 2019

Excelente materia gostei

Avatar
Deixe um comentário