Quatro marcas sob o mesmo teto?

Stellantis estreita laços entre suas montadoras no Brasil para alavancar vendas de Peugeot e Citroën. Mudanças vão além da questão mecânica

Quatro marcas estão sobre o "teto" da Stellant
Quatro marcas estão sobre o "teto" da Stellant (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)
Por Boris Feldman
19 de maio de 2021 07:30

Antonio Filosa, em sua primeira entrevista para imprensa como presidente da Stellantis para América do Sul, falou da sinergia entre as quatro marcas envolvidas: Fiat, Chrysler, Peugeot e Citroën.

E que um dos principais objetivos no Brasil será alavancar a Peugeot e a Citroën, que estavam muito mal das pernas, ao contrário de Fiat e Jeep. Então, os primeiros passos da Stellantis aqui, será equipar os modelos Citroën e Peugeot com os novos motores um 1.0 e 1.3 turbo, que já chegaram em modelos Fiat e Jeep.

VEJA TAMBÉM:

Outra novidade será: Em pequenas cidades do interior, longe das capitais, sem volume de vendas sequer para uma ou duas marcas, poderia agrupar as quatro marcas numa única concessionária viabilizando o negócio através da sinergia entre as quatro.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Raimundo Gomes de Oliveira 3 de agosto de 2021

4 marcas ? e a Opel, que havia sido comprada pela Peugeot Citroen. E tem mais uma marca inglesa que era da GM Eu não sei escrever o nome.

Avatar
Álvaro 21 de maio de 2021

Sinceramente, leio todas as notícias sobre a Stellantis, e acho piada às notícias do Brasil, desde que a faca e a PSA se fundiram para não fecharem, enfim… A PSA á mais de 3 anos que é o grupo mais lucrativo. Outro comentário que leio com frequência é que a citroen e a Peugeot são frágeis, que vão passar a usar finalmente os motores Fiat, enfim, em todo o mundo há seguidores principalmente citroen e também Peugeot, são marcas históricas, conceitoadas, icónicas, só num País de terceiro mundo não vingam, porque será? E estou á vontade para falar porque vivi no Brasil e conheço bem a mentalidade… Será que o Brasil que tem tudo para ser uma das maiores potências do mundo, não o é, só por culpa dos políticos como todo o brasileiro o diz? Não, não o é por da mentalidade do seu povo, infelizmente. Andam ao contrário dos países desenvolvidos em quase tudo, e até na crítica aos automóveis o fazem

Avatar
Felipe José dos Reis 19 de maio de 2021

Tomara que recuperem o prestígio da Chrysler.

Avatar
Ricardo Borges 19 de maio de 2021

Sucesso para stellantis , 04 marcas bárbaras , mal trabalhadas mas com DNA
👏👏👏👏👏👏

Avatar
Deixe um comentário