Lançado com preços salgados, novo Peugeot 208 tem preços reajustados

Para manter a competitividade de seu novo 208 no mercado, a Peugeot criou versões e realizou alterações no preço do hatch; veja

Por Boris Feldman 19/11/20 às 21h31
peugeots 208 frente branco amarelo movimento estrada
Peugeot 208 nas cores branca e amarela com a dianteira em detalhe em movimento na estrada (Foto: Peugeot | Divulgação)

A Peugeot lançou recentemente um novíssimo 208, produzido na Argentina e igual ao seu irmão francês, que levou título de Carro do Ano de 2020 na Europa.

Cheio de tecnologias, tem até um exclusivo e inédito do painel em terceira dimensão. Mas errou a uma mão em um fator:

No preço do carro aqui no Brasil, lançado com preços entre R$ 75 mil e R$ 95 mil. Mas tornou o carro, agora, mais acessível; com duas novas versões de entrada por R$ 66 mil e R$ 70 mil.

O câmbio automático deu lugar a um manual de seis marchas, e as rodas de liga leve 16” são de aço, com 15”. O motor é o mesmo 1.6, de 118 cv. E nenhum dos itens de segurança, como quatro airbags, foram alterados.

Peugeot 208 nas cores branca e amarela com a dianteira em detalhe em movimento na estrada
Lançado inicialmente com preços ‘salgados’, novo 208 tem reajustes para se manter competitivo (Foto: Peugeot | Divulgação)
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
53 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
ROBERTO 21 de novembro de 2020

Tenho um 208 2016 1.2
Maravilhoso nunca mais compro outra marca

Avatar
Olavo 21 de novembro de 2020

Tenho um 208 ano 2015 só tenho elogios a marca. Nunca me deu problema, excelente dirigibilidade. Carro nota dez. Trocaria pelo modelo novo com certeza. Também avalio que só fala mal da marca quem ainda não teve. Já entrei no Argo e no Polo e nenhum me atraiu como o 208.

Avatar
Filipe 21 de novembro de 2020

Bom dia!
Discordo de muitos comentários negativos Que citaram aí.. eu tive um 208/2015,andei 160.000 km e o carro nunca apresentou nenhum tipo de problema.esse motor 1.6 que acompanha a linha 2021 é potente confiável, só fala mal quem nunca teve um,, ou não deu sorte. Eu ia pegar esse modelo da linha 21 porém o preço ficou muito salgado daí eu peguei o fiat argo, um carro completo confiável e o preço acessível. Infelizmente a Peugeot deu um tiro no pé com esses valores absurdo.. a versão de entrada tinha que ser no mínimo 60.000,,e não 65 mil…..

Avatar
RAPHAEL DE SOUZA COELHO 21 de novembro de 2020

Carro para quem é tarado por mecânico….

Avatar
Pablo 20 de novembro de 2020

Com esse motor jurássico , lento e beberrão , o 208 já é o Mico dos lançamentos em 2020.

Avatar
Paulo 21 de novembro de 2020

Vc tem um peugeot 208….eu tenho. O motor não mesmo beberrão. Só fala caca… vai vc tem um palio…esse sim bebê. Cansado destes caras que não tem o carro e falam besteira. Tenho um desde zero automático 1.6. Faz 590km com um tanque.

Avatar
Amauri 20 de novembro de 2020

Acorda Peugeot…2021 vem uma leva de carros TURBO… versão Full econômico…

Até o nivus já têm no tal ACC já falei quem anda no Nivus não compra o 208 topo de linha depenado…

Avatar
Márcio 20 de novembro de 2020

Motor Peugeot 1.6 muito robusto e confiável. Já muito testado no mercado. Carro ficou lindo demais !

Avatar
Julio Sousa 20 de novembro de 2020

Tenho um 206 1.6 está comigo fazem 9 anos 235000km, carro ótimo e econômico só mecânico bom põe a mão nele, mecânicos suínos e Maria vai com as outras são os culpados da PSA não emplacar no Brasil. Só falam mal de Peugeot quem nunca teve um.

Avatar
Gabriel 21 de novembro de 2020

Tenho um e falo mal, segunda vai pra mecânica trocar kit embreagem. Sem contar amortecedores que pus novos na frente e precisa por atrás também. Peugeot nunca mais, qualidade ruim até na espuma dos bancos. Fica difícil falar bem.

Avatar
Guilherme 21 de novembro de 2020

Rapaz, todo carro do mundo da manutenção em suspensão.
Agora tu vem falar que o carro é ruim pq tem que fazer suspensão? Tu vive no Brasil, não tá andando nas rodovias americanas não.

Avatar
Carlos 21 de novembro de 2020

Carro precisa de manutenção, amigo… Quando você fez a última revisão (se é que já fez…)

Avatar
Rober 21 de novembro de 2020

Concordo em tudo também tenho um.

Avatar
João Américo 20 de novembro de 2020

Se o Peugeot já é conhecido por seus carros serem péssimos de revenda, imagina um Peugeot que não sabe o seu lugar e se coloca em uma faixa de preço que não condiz com sua categoria e com o que ele oferece?! A desvalorização em revenda será maior ainda!!!

Parece que a Peugeot quer exagerar na coroa de ser péssimo carro de revenda mesmo…

Avatar
Guilherme Campos 20 de novembro de 2020

Engraçado… O 3008 não condiz com essa “desvalorização” sua

Avatar
Oneias Cezar Filho 20 de novembro de 2020

O Peugeot 208 não combina com o seu bolso caro amigo. Eu tive um 207 com esse motor…Que carro! Hoje tenho um 408 thp. Avião.

Avatar
Marcio Aurélio. 20 de novembro de 2020

Ainda está caro,pelo menos esse de entrada tinha que custar 55,000 pra começar fazer frente com os concorrentes ou 50,000.

Avatar
Roger 20 de novembro de 2020

Aí vc quer nivelar por baixo. Kwid “completo” está nessa faixa de preço aí (50 mil reais).

Avatar
Vitor 20 de novembro de 2020

Realmente pecaram no preço. Só fala mal de Peugeot quem nunca teve um. Pois já tive uma Scapade e tenho saudades dela. Estou atrás de outra pra comprar, pois preciso de um carro mais barato, e infelizmente a Peugeot sofre com desvalorização na hora de vender, então bora comprar outro, pôr que da pau na concorrência em conforto e motorização. O 1.6 da Peugeot anda muito e é muito econômico

Avatar
Paulo de Tarso Motta Ferreira 20 de novembro de 2020

Tive dois Peugeot 408, manual e automático, e, sinceramente, foi um excelente automóvel. Mas , em 2014 paguei 55 mil pelo 408 automático 2.0 allure. Um sedã de 4,69 m completo e super confortavel. Sim, não tem o nível de um Corolla ou Civic com os quais concorria, mas me atendia superbem. Agora, ver um Hatch de entrada começar em 75 mil sem ter as credenciais de venda dos mais procurados é para não vender. Uma pena e uma mancada. Hoje tenho um C3 1.2 2020 Atractive que paguei 52 mil e que adoro. Faz 17,5 km/l estrada com gasolina e 14,5 na cidade. Tem multimídia, controles no volante,faróis DRL e Led , neblina e ar digital. Tá ótimo!

Avatar
Leo 20 de novembro de 2020

O carro ficou show, eu que nunca tive um Peugeot fiquei com vontade de comprar um. Mas como todos os carros aqui no Brasil ele veio muito caro e para mim não ficou viável. Vamos permanecer com o que temos e investir em algo que nos de retorno financeiro. Quem sabe um dia os impostos cobrados aqui no Brasil baixem e as montadoras cobrem um preço justo como é nos países lá fora como Japão, EUA….

Avatar
Erdom Santos Souza 20 de novembro de 2020

Perde de ganhar dinheiro com esses preços fora da realidade, se não fosse esses preços as ruas estariam cheias do 208 no Brasil

Avatar
Renato R Schiavo 20 de novembro de 2020

Caíram na real sabe porque?
Em uma das cidades que mais vi Peugeot rodando hoje não se vê um desse sequer, ou seja, não emplacou e a marca precisou passar mais um vergonha. Eles gostam!

Avatar
Luiz Flávio 20 de novembro de 2020

Os principais atrativos dos Peugeot são design e tecnologia embarcada, pena q esta marca, junto com a Citroen (do mesmo grupo PSA) nunca tiveram boa reputação no Brasil.

Avatar
PAULO DE TARSO MEDEIROS CASTOLDI 20 de novembro de 2020

A solução brasileira, apelaram o carro ão invés de diminuir a margem do lucro.
Carro francês só de graça para vender depois.

Avatar
Samir Muhamid 20 de novembro de 2020

Vc nunca teve Peugeot… Quem tem ou já teve, sabe o quão bom é o carro. Conforto e confiabilidade. Não é carroça da Fiat ou VW. Mas, brasileiro adoro uma carroça.

Avatar
CacoFraga 20 de novembro de 2020

Tenho um Peugeot 207 XR 1.4 Hatch 2012 que comprei faz um ano e hoje está com 88 mil km que, sinceramente, não me deu nenhum prejuízo. Como qualquer marca, já tive Fiat,VW, Chevrolet, só não Ford que não trocaria esse Peugeot por nenhum dessas marcas da mesma faixa. Ele é super econômico, macio, silencioso e potente, e esse negócio de dizer que tudo é caro é mentira, basta não ficar preso a autorizadas, como qualquer outra marca. Vi o 208 e se tivesse dinheiro para comprá-lo, com certeza compraria.

Avatar
Sergio R. Feliciano 20 de novembro de 2020

Vem aí o Peugeot pé de boi.

Avatar
CacoFraga 20 de novembro de 2020

Não existe carro Peugeot pé de boi, o mais simples já vem praticamente completo com muito mais equipamentos que versões de luxo de outras marcas nacionais.

Avatar
Ricardo 20 de novembro de 2020

Tenho experiência com a Peugeot há quase 5 anos com o 2008. Zero defeitos. Apenas as revisões de preço fixo sem surpresas. Aliás o pós-vendas está excelente nas concessionárias que uso em Brasília. Mas há sempre os papagaios de plantão para denegrir a marca…

Avatar
Luiz Henrique 20 de novembro de 2020

Falou tudo dono de corcel e donos suínos denigrem o carro

Avatar
GISLEINE ADRIANA MAIORAL 20 de novembro de 2020

Concordo c vc!! Falou e disse! Ja estou no meu 4 Peugeot e amoooooooo

Avatar
Bruno 21 de novembro de 2020

Eu já tive um Peugeot e era * peça original colocava em oficina especialista em franceses e uma semana depois lá estava eu trocando tudo de novo 7 meses com o carro mais de 6000 de gastos nunca mais na minha vida

Avatar
Jorge Luiz da Silva Oliveira 20 de novembro de 2020

Li algumas coisas ditas ,aqui sobre o Peugeot , só fala mal de Peugeot quem não tem um , e fica escutando o que um bando de desavisados falam tive um 206 , e 2 307 , e estou com um até hoje . Mas o que falam dos valores deste 208 vendido aqui no Brasil . E bem simples , deixa eles com os valores deles , e nos os usuários não os compramos . E bem simples , mas este povo e sem vergonha , fala mas não resolve nada . Mais preferem e ficar assim . Ficar escrevendo , notinha contra o carro e a marca

Avatar
odair j s batista 20 de novembro de 2020

Vai esperar o que de um povo que idolatra o Fusca que nunca teve conforto espaço interno e n porta malas

Avatar
Paulo de Oliveira Leite 20 de novembro de 2020

Bom carro, mas ainda inacessível para a classe média, fora que ainda falta componentes simples em modelos de outras marcas, bem mais abaixo deste absurdo para um compacto.

Avatar
João Silva 20 de novembro de 2020

É… Tem louco pra tudo nesse mundo né?

Avatar
Karduel Sampaio 20 de novembro de 2020

É um excelente carro em termos de conforto e manutenção tenho um 2014

Avatar
Prefiro uno quadrado 20 de novembro de 2020

Bizarro de caro por um Peugeot, cara… Peugeot, quem compra isso ?!

Avatar
Leandro Formaio 20 de novembro de 2020

Cara, carros estão quase impagáveis em nosso país.

Avatar
Gilmarcos de Carvalho Corrêa 20 de novembro de 2020

Falou e disse, preço de carro no Brasil é uma piada.

Avatar
Heraldo Garcia de Almeida e Silva 20 de novembro de 2020

No Brasil os preços dos carros são sul reais. A tecnologia embarcada nos veículos de hoje não justifica os autos valores cobrados. Um veículo, mil turbo, custar próximo de Cem mil reais, é um absurdo.
Os mesmos veículos produzidos aqui saem mais baratos para os países vizinhos e alguns com motor a diesel.
Contra esse constante reajuste de preço das montadoras, só nos resta não comprar os veículos até que eles baixem os preços.

Avatar
Luiz Antonio 20 de novembro de 2020

Vai perder o pouco mercado que tem. Esses carros franceses acabam, sempre, dando problemas…
Há 18 anos tive dois Peugeots…os dois quebraram ao mesmo tempo, um 307 e um 207….tô fora!!
Não há como os carros orientais !!!

Avatar
Gustavo 20 de novembro de 2020

Luiz Antônio para de ser mentiroso. Há 18 anos não existia o 207.

Avatar
Anderson 20 de novembro de 2020

Kkk Lembra do comercial do 206, o cara teve ter pego o golzao com motor fundido e amassou pra ficar igual o peugeot 206, escreveu 207 na traseira e bora falar mal do francês kkkk

Avatar
Coronel Cachaça 20 de novembro de 2020

Essa porcaria francesa Já não vendia… Então, agora, piorou…

Avatar
Donklei 20 de novembro de 2020

No que depender de mim não vende umzinho sequer….

Avatar
bernardo 19 de novembro de 2020

preço de carro nao é o valor que vc paga, mas sim o valor que ele desvaloriza. Um peugeot desses de 70 mil desvaloriza uns 15 mil no primeiro ano… 12 mil no segundo… 10 mil no terceiro. Uma desvalroização igual a de uma Hillux (que custa o dobro). Portanto, esse carro custa mais caro que a hillux… mais caro que um que um tiguan de 120 mil

Avatar
Nick 19 de novembro de 2020

Não tô nem aí, fica aí com teu gol duro

Avatar
Rodrigo Azevedo do Rosário 20 de novembro de 2020

Kkkk isso ai os caras gosta de pé de boi fazer o que, PSA em tecnológia está muito a frente de todas as marcas, é carro para dono peugeot citroen não para BR que não gosta de fazer manutenção,

Avatar
Luiz 20 de novembro de 2020

Carro não é patrimônio. Se está interessado em não perder dinheiro compre Dólar.

Avatar
Irineu Secchi 20 de novembro de 2020

Há 20/30 anos eu era comerciante de carros e tinha certo preconceito aos importados.
Em 2007 minha esposa pediu um Peugeot por gostar do visual.
Comprei um 206 0km, o qual rodou 140 mil km se dar problemas.
Após esse, um 207 e agora um 208 automático, cada vez melhor que o anterior. Minha opinião: excelente carro. Dos melhores que já tive. E olhe que sou da época do fuscão 73( meu primeiro carro)

Avatar
Venâncio Jr 20 de novembro de 2020

Tem um carro que desvaloriza muito pouco, Rolls Royce Phantom completinho, vem até guarda chuvas. Preço promocional de RS 7 milhões mais ou menos. Amigo, quem tem dinheiro não fica vendo sobre desvalorização de x e y, compra! O resto e blá blá blá.
Carros franceses estão anos luz em tecnologia em relação aos demais.
Tecnologia embarcada copiada por alemães e outros.
Possuo carro francês desde a década de 80, 504, 604, 208, 3008. Tudo zero.
Agora… Se levar para manutenção em mão suíça, aí nem Fusca.
Kkkk

Avatar
Deixe um comentário