Gay? Tô fora!

Advogado de Brasília se incomodou com a placa do seu carro e requereu ao DETRAN-DF a troca das letras de identificação do veículo

Uma placa só pode ser alterada em casos de clonagem
Uma placa só pode ser alterada em casos de clonagem (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)
Por Boris Feldman
03 de agosto de 2021 07:32

Um advogado que mora em Brasília comprou um automóvel usado, em São Paulo. E só quando o recebeu descobriu que a placa começava com as letras G, A e Y. Ou seja “gay”, que em inglês significa homossexual.

Ele ficou extremamente incomodado e requereu ao DETRAN-DF mudar a placa, alegando que o significado em inglês poderia representar constrangimento.

VEJA TAMBÉM:

O DETRAN negou o pedido e ele recorreu então a uma instância superior da justiça. Que voltou a negar sua pretensão, alegando que só se muda a placa no caso de ela ter sido clonada.

E o juiz ainda se manifestou sobre o assunto: não é assim que se muda a mentalidade retrógrada das pessoas, mas com cultura e educação adequadas…

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
13 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
1º Existente 9 de agosto de 2021

Besteira, hoje em dia quando compra um carro novo ou usado, no momento da transferência de propriedade é gerada a placa da América do Sul, acredito que não tenha essa combinação de letra mencionada na notícia.

Avatar
Jose Carlos Lobo Barbosa 3 de agosto de 2021

Como um advogado não verificou a placa ANTES de comprar ? Afinal, a primeira coisa que qualquer cidadão bem informado sobre compra e venda de carros usados é verificar a placa em uma ou mais empresas de consultoria veicular ! Se fosse comigo, eu nem faria a consulta ao ver as 3 letras iniciais da placa! Desistia do carro na hora! Nenhum heterossexual conservador é obrigado por lei a comprar um carro com uma placa destas!

Avatar
Rodrigo 4 de agosto de 2021

Heterossexual conservador, que medo!!!

Avatar
Fernando B 3 de agosto de 2021

Por isso a placa deveria ser individual para o cidadão, não para o carro

Avatar
Marcos 3 de agosto de 2021

Isso é a imposição de uma agenda que desrespeita a individualidade das pessoas. Qualquer combinação que possa causar constrangimento deveria ser evitada.

Avatar
EU 3 de agosto de 2021

Se fossem proibidas placas com caracteres específicos tipo GAY, BOY, VIA, PUT, garanto que a turma dos direitos iguais (pra eles, não para os outros) iriam reclamar muito.

Avatar
gay 3 de agosto de 2021

qual constragimento em ser gay?
contragimento é ser preconceituoso e arrogante, porem , no fim de tudo, seja gay, rico , machao, pobre ou o que for….tudo acaba!
caixao nao tem gaveta meu amigo….e no outro mundo todos estao iguais…
faça um tratamento e aprenda a viver em sociedade…

Avatar
Eduardo Teixeira Kull 3 de agosto de 2021

Já imaginou se as combinações daqui permitissem a formação de palavras tipo “ladrão” ou “assassino”. Aí valeria o incômodo? Esse é o caso. Decisão individual.

Avatar
Eduardo Teixeira Kull 3 de agosto de 2021

Eu até concordo. Pessoalmente, não ligaria a mínima, mas queria ver se o dono da placa fosse o juiz que proferiu a sentença. Tem o velho ditado “pimenta no olhos dos outros…”.

Avatar
Esfolado 5 de agosto de 2021

De acordo. Não se pode forçar a pessoa a assimilar aquilo que a incomoda.

Avatar
Marcio Santos 3 de agosto de 2021

É direito do comprador reclamar. É sábio que vai virar motivo de chacota. Só IDIOTA que não vê isso.

E detalha: QUERIA QUE FOSSE A PLACA DO JUIZ, AI SIM QUERIA VER SE ELE IA GOSTAR. HIPÓCRITA!

Avatar
Alan 3 de agosto de 2021

Ele tem todo o direito de não aceitar . Isso não desrespeita ninguém . Ninguém é obrigado a aceitar e ainda ter que carregar consigo algo que não concorda e não faz parte de sua vida. Respeitar não significa estar de acordo ,aceitar. No mínimo eu teria devolvido o automóvel.

Avatar
EU 3 de agosto de 2021

O sujeito comprou o carro usado, então ele sabia a placa. Deve ter pechinchado por causa disso achando que por ser “advogado” resolveria na marra.

Avatar
Deixe um comentário