Setor automotivo brasileiro vai evoluir após acordo intercontinental?

O acordo entre Mercosul e União Européia vai envolver uma cota de 50 mil carros anuais, 32 mil deles destinados ao Brasil

importacao carros acordo mercosul uniao europeia setor automotivo brasil
Por Boris Feldman
16 de julho de 2019 19:30

Foi amplamente noticiado, no comecinho de junho, o acordo celebrado entre o Mercosul e a União Europeia. Qual o reflexo desse acordo no setor automotivo?

Nos sete primeiros anos depois de oficializado, automóveis importados da Europa para o Brasil vão pagar apenas metade dos 35% do imposto de importação, respeitando uma cota de 50 mil carros anuais para o Mercosul, cabendo 32 mil ao Brasil.

Depois dessa primeira etapa e até os 15 anos, fica eliminada a cota limite, e o imposto vai sendo gradualmente reduzido até zerar. E qual a diferença disso para o bolso do brasileiro? Que depois de 15 anos, o preço do carro importado da Europa vai chegar aqui custando cerca de 25% menos.

Setor automotivo
Carros importados no Porto de Paranaguá

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário