Chuva forte interrompe evento da Ferrari que reuniu 80 Monza exclusivos

A Ferrari Monza não possui nenhuma espécie de cobertura para se proteger da chuva, e por isso o evento foi um completo fiasco

80 ferrari sp monza chuva circuito fiorano
Aproximadamente 80 Ferrari Monza estavam na exposição no circuito de Fiorano (Foto: Youtube Varryx | Reprodução)
Por Bernardo Castro
05 de julho de 2022 18:23

A Ferrari Monza é um dos modelos exclusivos da marca italiana que se resumiu a apenas 499 unidades produzidas e apenas os clientes vips da fabricante podiam comprar o supercarro.

80 desses compradores especiais decidiram participar de uma espécie de Rali, onde poderiam utilizar a Ferrari Monza para circular por alguns dos belos locais da Itália. Esse tour custou aos milionários algo na casa dos US$ 30 mil (R$ 162 mil na conversão direta) e ainda dava direito a hospedagem em um hotel 5 estrelas e depois se encontrassem no maior reunião de Monza que seria realizado em Fiorano, circuito da Ferrari.

VEJA TAMBÉM:

O que esse grupo de milionários – e a organização do evento – não estavam esperando era a chuva, que especificamente para esse carro é um grande problema. Disponível nas versões SP1 e SP2, o carro é desprovido de qualquer espécie de cobertura, pois ela não é como os conversíveis convencionais que o motorista pode optar por acionar a capota para cobrir a sua cabeça.

O YouTuber Varryx conseguiu algumas imagens do acontecido, até que um agente de pista o pediu para interromperas gravações.

Um pouco de chuva não seria o suficiente para detonar todo o luxuoso interior do superesportivo. Porém, no local não tinha nenhuma cobertura onde os carros poderiam ficar mais seguros e os organizadores do espetáculo tiveram que se virar para solucionar esse problema. Foi uma pena que o vídeo chegou ao fim antes de descobrirmos qual foi a decisão tomada.

A Ferrari Monza tem um interior com fibra de carbono – que não deve ter sido muito afetado pela água. Contudo, os tapetes e o couro macio que também fazem parte do veículo podem ter sofrido alguns danos até serem cobertos.

Detalhes da Monza, Ferrari proibida de rodar no Brasil

A Ferrari Monza está disponível em duas versões: SP1 e SP2.  que difere uma da outra é a quantidade de pessoas que podem ser transportadas no veículo (SP1 comporta apenas o motorista e SP2 motorista e um passageiro) e o peso. A massa do SP1 é de 1.500kg, enquanto a outra versão é 20kg mais pesada.

Equipada com o motor mais potente já feito pela montadora, a Monza esconde embaixo do capô um motor V12 aspirado de 6.5 litros com 810cv de potência. O torque de 71,3 mkgf fica disponível integralmente a 7.000 rpm. Por isso, bastam 2,9 segundos para atingir os 100 km/h e é capaz de fazer de 0 a 200 km/h em impressionantes 7,9 segundos.

Mas ela não é para qualquer um e apenas os que recebem um convite da Ferrari podem comprar o superesportivo. Cristiano Ronaldo e Zlatan Ibrahimović são algumas das personalidades que têm esse super carro.

Caso a Ferrari lhe convidasse a comprar uma unidade do Monza, você teria que se mudar do Brasil para poder circular com ela pelas ruas, pois por aqui ela só pode andar em autódromos os pistas fechadas.

Isso por que a legislação local proíbe a circulação de veículos com essa especificidade nas ruas.  De acordo com a resolução 254/2007 do Contran, a presença do para-brisa é obrigatória nos carros de passeio.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário