Ladrões usavam eletrônico disfarçado de Game Boy para roubar carros

Criminosos eram especialistas em furtos de Mitsubishi Outlander e conseguiam abrir as portas e ligar o motor em poucos segundos

eletronico disfarcado de nintendo game boy
Dispositivo eletrônico utilizado nos furtos estava disfarçado de Nintendo Game Boy (imagem: Carscoops | Reprodução)
Por AutoPapo
08 de outubro de 2021 10:03

Uma quadrilha foi presa no Reino Unido depois de roubar cinco unidades do Mitsubishi Outlander. O que impressionou as autoridades foi o método aplicado para cometer os crimes: os três ladrões utilizavam um dispositivo eletrônico disfarçado de Nintendo Game Boy para abrir as portas e ligar o motor dos veículos.

A polícia mostrou, em vídeo, como o eletrônico funciona. Após a prisão dos três suspeitos, que têm entre 29 e 33 anos, os investigadores conseguiram entender como os crimes eram realizados. Com o dispositivo, bastam alguns poucos segundos para a abrir as portas e ligar o motor do Mitsubishi Outlander. Assista:

VEJA TAMBÉM: 

Os suspeitos foram identificados porque, em um dos roubos, eles acabaram sendo flagrados por uma câmera de vigilância. Em um dos veículos roubados, a polícia encontrou o equipamento eletrônico, disfarçado de Nintendo Game Boy.

Eletrônico custa £ 20 mil

O dispositivo, chamado de Gizmo, serve para fazer reparos em problemas eletrônicos de veículos e, no Reino Unido, tem preço estimado em cerca de £ 20 mil (valor que equivale a aproximadamente R$ 150 mil). O equipamento foi especificamente codificado para invadir o Mitsubishi Outlander.

No celular de um dos criminosos, ainda foi encontrado um vídeo com uma espécie de demonstração do equipamento eletrônico. De acordo com a polícia, a gravação indica que os criminosos tinham “total desprezo pelas vítimas” e falavam em “tom petulante”. As informações são do site Carscoops.

0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário