Em Portugal, excesso de velocidade rende € 45 milhões ao governo

Quantidade de multas aplicadas a motoristas que desrespeitaram os limites de velocidade aumentou 14,5% em 2020

Por Andre Willis 07/04/21 às 10h00
*Estagiário sob supervisão
agente transito portugal autuando excesso velocidade
Agente de trânsito português autuando condutor por excesso de velocidade (Foto: Aquela Maquina | Reprodução)

De acordo com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária de Portugal, o excesso de velocidade é, há anos, a infração mais aplicada nas estradas do país. O relatório de fiscalização rodoviária revelou que mais de 764 mil veículos foram flagrados acima da velocidade permitida nas estradas portuguesas em 2020.

VEJA TAMBÉM

Esse número indica um aumento de 14,5% em relação a 2019: a infração de excesso de velocidade foi justamente a que mais aumentou no último ano.

Lucros do governo português com infrações

As multas relacionadas ao excesso de velocidade nas estradas renderam nada menos que de € 45 milhões (aproximadamente R$ 300 milhões) ao governo português. O relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária de Portugal especificou os vários tipos de infrações cometidas nas rodovias portuguesas e o valor arrecadado com elas. Confira:

Infração Valor arrecadado
Dirigir embriagado € 4,5 milhões (R$ 29 milhões)
Carro sem seguro € 8,2 milhões (R$ 54 milhões)
Falar ao telefone no volante € 2,7 milhões (R$ 17 milhões)
Dirigir sem cinto de segurança € 2, 1 milhões (R$ 13 milhões)
Veículos sem inspeção € 9 milhões (R$ 59 milhões)

Fiscalização contra o excesso de velocidade

Os radares da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária de Portugal, que monitoram as estradas do país,  flagraram cerca de 461 mil motoristas cometendo excesso de velocidade em 2020. Porém, o total de condutores multados por desrespeitar os limites de velocidade lusitanos chega a 764 mil, pois inclui também equipamentos de outros órgãos fiscalizadores.

O relatório indica a fiscalização de 2.363.641 motoristas no ano passado:  110.465.283 veículos passaram pelo controle dos radares de trânsito. O teste do bafômetro português foi aplicado a 1.126.495 condutores, levando à detenção de 19.997 deles.

0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário