Importação de carros usados: EUA fecha o cerco contras os ilegais

Assim como no Brasil, a importação de carros usados é ilegal nos EUA e o FBI está atrás de vários carros japoneses que chegam ao país

nissan skyline r34 destruido nos eua
O FBI está de olho, principalmente, em Nissan Skyline R34 importados ilegalmente (Foto: YouTube | Reprodução)
Por Eduardo Rodrigues
04 de outubro de 2021 16:36

Apesar de ser colocado como referência em livre mercado, os EUA possui uma legislação mais exigente que a brasileira para a importação de carros. Apenas modelos com mais de 25 anos são liberados, carros novos e usados precisam atender às legislações de emissões e segurança para entrar no mercado local.

Por exemplo: para importar um carro você precisa destruir dois em crash tests. Porém, muitos apaixonados por carros japoneses desafiam essa legislação para realizar o sonho de ter os carros que pilotam no videogame: o carro importado ilegalmente é o Nissan Skyline GT-R R34.

VEJA TAMBÉM:

As tentativas de enganar o governo

O governo dos EUA está de olho nesses fãs de japoneses, que criaram novas maneiras de ludibriar a alfândega na hora de trazer o carro. Uma delas é trazer o veículo desmontado e alegando a importação de peças, montando o carro após passar pelas autoridades.

As informações são do youtuber Craig Lieberman, que trabalhou como consultor na franquia de filmes Velozes e Furiosos. Segundo Lieberman, as autoridades aduaneiras são capazes de verificar apenas 2% dos containers que entram o país.

nissan skyline gt r r34 cinza frente
Apenas 14 Skyline GT-R R34 foram importados e registrados legalmente nos EUA (Foto: Nissan | Divulgação)

O trabalho do FBI atrás desses carros usados

Importadores usam isso para conseguir entrar com os carros nos EUA e vender os carros. Mas quando a polícia pega um desses carros nas ruas, o FBI consegue rastrear o importador, o navio onde veio e até quem enviou o automóvel.

A grande maioria dos casos é no estado da Flórida, pois o departamento de trânsito local registra qualquer carro e não faz vistoria. O FBI já tornou rotina a caça por Nissan Skyline registrados no local.

Esses carros importados ilegais costumavam ser destruídos, esmagados em uma prensa. Mas hoje o governo leiloa os carros com destino a exportação.

Como ter um importado japonês legalizado

Graças à liberação de importados com mais de 25 anos, boa parte dos carros japoneses dos anos 90 admirados pelos entusiastas já podem ser importados legalmente. O desejado Skyline R34 poderá entrar no Estados Unidos a partir de 2024.

Alguns importadores possuem galpões no Japão onde guardam esses veículos até atingirem a idade mínima para serem enviados aos EUA. Para quem tem pressa, existem 14 unidades do Skyline GT-R R34 que foram importadas novas e completamente legalizadas pela empresa Motorex – fizeram até os crash tests obrigatórios.

Outra opção é trazer um dos carros da lista de Show or Display, uma lista de carros com importância histórica que o governo libera para fins culturais e educativos. Três versões diferentes do Skyline estão nessa lista, mas são modelos raros e muito valorizados.

No Brasil, tem um deputado querendo liberar a importação de carros usados; Boris Feldman comenta a péssima ideia:

2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Sir.Alves 4 de outubro de 2021

Cara, ainda bem que repensaram e irão leiloar os Nissan Skyline apreendidos daqui em diante… que absurdo esmagar esses ícones automotivos…

Avatar
Overlord 10 de outubro de 2021

Mano na China eles corta esse carro e só vendem o motor se vc buscar e sites chineses vc acha tudo desse el carro até motor e câmbio por 4 a 5 mil dólares e sabe da onde esse carro vem japao pq esse carro no Japão já e lixo usam muito para drift quebrou jogou fora comprou outro pq lá tem muitas versões do skayline mais a única que eles guarda e a GTR o resto vira sucata

Avatar
Deixe um comentário