Kia inicia pré-venda do Stonic, SUV com motor Hyundai e ‘meio híbrido’

SUV compacto é a primeira das diversas novidades da marca sul-coreana prometidas para o mercado brasileiro nos próximos anos

Kia Stonic preto e amarelo em rodovia
SUV tem motor 1.0 turbo e sistema elétrico auxiliar de 48 volts (Foto: Kia | Divulgação)
Por AutoPapo
21 de outubro de 2021 17:27

A Kia Brasil anunciou nesta quinta-feira o lançamento oficial do Stonic, primeiro modelo alinhado com o novo posicionamento de marca da montadora sul-coreana, incluindo a nova logomarca.

Será na primeira quinzena de novembro, mas já tem preço definido – R$ 149.990 -, além de autorizar à Rede o início da pré-venda do SUV compacto híbrido. O principal atributo da versão do Stonic destinada ao mercado brasileiro é o seu motor, o mesmo utilizado pela Hyundai – no exterior, a Kia é controlada pela sua conterrânea.

VEJA TAMBÉM

O motor do Kia Stonic é o Kappa de 3 cilindros, turbo GDI (injeção direta), de 1 litro, à gasolina, capaz de gerar 120 cavalos de potência e torque de 20,5 kgfm. Ele trabalha auxiliado por um sistema híbrido MHEV 48V (Mild Hybrid Electric Vehicle).

O que é mild hybrid

O mild hybrid (ou híbrido-leve) é diferente do híbrido convencional. Sua principal diferença é ter apenas um pequeno motor elétrico incapaz de movimentar o carro, mas apenas “dá uma força” para o motor a combustão e fica permanentemente engatado entre o motor a combustão e a transmissão. Ele tem várias funções que ajudam a reduzir o consumo. As principais são:

  1. É motor de arranque, porém muito mais eficiente e silencioso pois tem cerca de 20 cv e não tem que se “acoplar” ao de combustão para acioná-lo.
  2. É um alternador que recarrega uma bateria de 48 volts (e ela alimenta a de 12 volts) pelo sistema de regeneração;
  3. É um motor elétrico auxiliar (alimentado por 48 volts) que aumenta a potência do motor a combustão nas arrancadas e acelerações;
  4. Está integrado ao sistema start-stop e religa o motor nas paradas do carro;
  5. Mantem o automóvel em movimento durante longas descidas de pouca inclinação na estrada, permitindo que o motor a combustão seja desligado.

São inúmeras suas vantagens: além de aumentar a potência e reduzir consumo e emissões, o sistema suprime todas as polias e correias no arranque, alternador, compressor do ar-condicionado e bomba d’água. E também o próprio motor de arranque, reduzindo o volume ocupado pelo motor.

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
yuri 22 de outubro de 2021

Gosto cada um tem o seu, desejo sucesso por ser um excelente veículo como todos comercializados pela Kia.

Avatar
Deixe um comentário