Preços de carros 0km e usados têm aumento recorde

Alta nos valores dos 0 km chegou a quase 2%, enquanto usados subiram 5% no mês; entenda a razão da variação

Por AutoPapo 16/04/21 às 12h30
tres carros brancos em concessionaria com vendedor e compradores ao fundo
Indústria de automóveis vem enfrentando dificuldades para atender a demanda dos consumidores (Foto: Shutterstock)

Os preços de carros tiveram forte tendência de alta no mês março. Segundo o Monitor de Variação de Preços (MVP) da KBB Brasil, empresa especializada em pesquisa de preços de carros novos e usados, os modelos 0 km tiveram reajuste médio de quase 2% no período. Para veículos seminovos, a variação passou dos 4% de média, enquanto os carros usados atingiram 5% de acréscimo médio de preços.

LEIA MAIS

Desde setembro de 2020, o monitoramento não registrava acréscimo médio acima de 1% para os carros 0 km em um único mês. Neste caso de março, a variação bateu os 1,87% de média, com destaque para os veículos novos com ano modelo 2020, cujo reajuste médio alcançou 2,50%, conforme mostra a tabela abaixo.

Variação média de preços de veículos 0 km em março de 2021 

Ano modelo Variação fevereiro 2021 Variação março 2021 Média 2020
Média 0,84% 1,87% 0,48%
2022  2,14%  0,31%
2021 1,15% 1,21% 0,43%
2020 0,44% 2,50% 0,67%
2019 0,93% 2,03% 0,27%

Por que os preços de carros estão aumentando?

Este aumento mais acentuado nos preços dos carros 0 km foi observado num contexto em que, segundo a Anfavea (associação das fabricantes), 14 montadoras chegaram a interromper suas produções por conta de escassez de matéria-prima e impactos da pandemia no final do mês passado (ainda que o resultado da produção de veículos tenha sido 1,7% positivo em março).

As dificuldades que a indústria vem enfrentando para atender a demanda dos consumidores pode explicar, em parte, o reajuste de preço mais elevado em veículos com ano modelo desfasado (2020 ou 2019), uma vez que automóveis à pronta entrega (sejam novos ou usados) estão em um momento de valorização no mercado.

Entre os carros seminovos com até três anos de uso, a variação média de preços do mês de março chegou a 5,32% para os carros com ano modelo 2018. Já no caso dos usados com até 10 anos de uso, o pico da média de reajuste ficou com o ano modelo 2015, com 5,96% de variação.

Variação média de preços de carros seminovos

Os veículos com até três anos de uso aumentaram, em março de 2021:

Ano modelo Variação fevereiro 2021 Variação março 2021 Média 2020
Média 1,00% 4,29%  0,38%
2021 1,88% 3,62% 0,62%
2020 0,71% 3,31% 0,71%
2019 0,54% 4,39% 0,21%
2018 0,94% 5,32% 0,14%

Estes comportamentos de preços dos seminovos e usados persistiram mesmo em um mês com sinais de arrefecimento da demanda do setor, sobretudo por conta das medidas de circulação e atividade econômica mais restritivas adotadas na maior parte do território nacional, devido à situação atual da pandemia.

De acordo com dados da Fenauto (federação dos revendedores), embora em março o segmento tenha registrado cerca de 4,4% de aumento no número de automóveis e comerciais leves transacionados, o resultado teve mais a ver com o maior número de dias úteis do mês do que com a demanda no período, uma vez que a média diária de vendas foi menor 14% menor (considerando motos e veículos pesados também).

Variação média dos preços de carros usados

Preço dos carros com 4 a 10 anos de uso variaram, em março de 2021:

Ano modelo Variação fevereiro 2021 Variação março 2021 Média 2020
Média 2,09% 5,00% 0,16%
2017 1,09% 4,85% 0,05%
2016 1,32% 3,95% 0,14%
2015 1,97% 5,96% 0,13%
2014 2,55% 4,98% 0,02%
2013 2,45% 5,34% 0,21%
2012 2,23% 5,15% 0,32%
2011 3,25% 4,41% 0,23%

Foram analisadas 28.231 versões para elaborar esta edição do MVP de março de 2021.

3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Rodrigo 3 de junho de 2021

Sobe por malandragem, nada mais! Jogam a culpa no Covid para tudo, mas essa história de explorar o povo com prrços exorbitantes vem de muito ante, agora têm a “desculpa” perfeita para abusar mas ainda.

Avatar
CHARLES CARNEIRO FERREIRA 8 de julho de 2021

Essa porcentagem de aumento está completamente errada, os preços dispararam mesmo. Quanto mais aumenta mais o brasileiro compra, é um absurdo.

Avatar
Renato 22 de julho de 2021

Verdade. Tanto de usados como de zero quilômetro. Estive olhando e tem carro usado popular de 2017 sendo vendido ao mesmo preço de quando era zero quilômetro. Desvalorização zero.

Avatar
Deixe um comentário