SUVs são tão poluentes quanto as potências mundiais, diz estudo

AIE alertou para o crescimento do mercado de utilitários esportivos e cravou que SUVs elétricos não resolveriam o problema

Se fossem um país, os SUVs seriam mais poluentes do que a Alemanha
Se fossem um país, os SUVs seriam mais poluentes do que a Alemanha (Foto: Shutterstock)
Por Bernardo Castro
24 de dezembro de 2021 13:15

O utilitário esportivo é o padrão de carro que está na moda. Entretanto, por ser um veículo de grande porte, o SUV é mais pesado que os outros veículos convencionais. Além disso, eles possuem uma resposta aerodinâmica pior, devido ao tamanho e aos ângulos da carroceria, o que gera mais atrito com o ar e, consequentemente, mais consumo de combustível.

Consumo maior, automaticamente, significa mais emissão de poluentes na atmosfera, indo na contramão das tendências à eficiência e das legislações globais.

VEJA TAMBÉM:

Porém, nem tudo está completamente perdido. De acordo com um relatório publicado pela Agência Internacional de Energia (IEA) “As vendas disparadas de carros elétricos em 2021 devem ser suficientes para cancelar as emissões adicionais decorrentes dos 35 milhões de SUVs que foram comprados em detrimento dos carros de tamanho médio. ” Mas ainda é necessário tomar muitos cuidados.

De acordo com o relatório, os SUVs representam uma quantidade tão grande de emissões de carbono que, se fossem um país, seriam o sexto maior poluidor. A título de comparação, se colocariam a frente da Alemanha, pela emissão de 900 milhões de toneladas de carbono.

O estudo mostra o quanto o problema é crescente quando aponta que em um período de 11 anos a frota global de SUVs aumentou em 270 milhões de unidades. Número esse que poderia ser maior, considerando que a pandemia do coronavírus e a escassez de chips semicondutores no mercado deu uma desacelerada nas vendas do setor automotivo.

O alerta da Agência Internacional de Energia para os SUVs

O relatório do IEA ainda instrui que, para interromper as emissões do utilitários esportivos de combustão interna é necessário parar de vendê-los. “As políticas devem apoiar uma mudança mais rápida para os veículos elétricos, ao mesmo tempo que fornecem incentivos para a substituição antecipada de SUVs que funcionam com gasolina ou diesel”

E produzi-los com propulsão elétrica não seria uma solução viável, visto que, “Além de consumir mais energia, carros maiores aumentam a demanda por minerais essenciais porque SUVs elétricos movidos a bateria são equipados com uma bateria muito maior (70 quilowatt-hora) do que um carro elétrico com bateria média (cerca de 50 quilowatt-hora)”

Boris Feldman já deu a sua opinião sobre os SUVs:

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário