Toyota está desenvolvendo híbrido plug-in flex no Brasil

A tecnologia vem sendo desenvolvida pela engenharia local e promete ser mais limpa devido ao uso do etanol, que é um combustível renovável

toyota rav4 hibrido plug in flex em testes no brasil
O Rav4 é a cobaia dos testes (Foto: Toyota | Divulgação)
Por AutoPapo
Publicado em 12/09/2023 às 17h02

A Toyota anunciou que sua engenharia brasileira está trabalhando em um powertrain híbrido plug-in flex. A tecnologia está sendo testada em um RAV4 PHEV.

O fabricante japonês está usando essa oportunidade para estudar a viabilidade de nacionalizar a produção de veículos híbridos plug-in. Independente isso, a Toyota já utiliza os motores flex brasileiros em mercados asiáticos onde o etanol é disponível, como na Índia e na Tailândia.

VEJA TAMBÉM:

O RAV4 PHEV traz o mesmo motor 2.5 aspirado de quatro cilindros do híbrido tradicional importado para o Brasil. O que mudam são as programações de funcionamento, os motores elétricos e a bateria.

  • Graças aos motores elétricos mais fortes, o Toyota RAV4 híbrido plug-in rende 305 cv de forma combinada. Por isso, ele é um dos carros mais rápidos da marca, acelerando de zero a 100 km/h em 6,2 segundos.
  • O conjunto de baterias é de 18,1 kWh, contra 1,6 kWh do híbrido tradicional. Sua autonomia no modo elétrico é de 67 km.
Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário