BMW F 850 GS Adventure Rallye: liberdade para os seus caminhos

Equipada com muita eletrônica e motor de dois cilindros paralelos, ela está preparada para encarar longas distâncias sem escolher o caminho

Por AutoPapo 10/07/20 às 14h30
CONTEÚDO PATROCINADO
F 850 GS  Rallye Adventure
BMW F 850 GS Adventure Rallye (Foto: BMW | Divulgação)

Viajar de moto e explorar o desconhecido sem escolher o caminho é o que os modelos do tipo big trail proporcionam. Porém, não é preciso ter na garagem uma enorme maxi trail para se beneficiar do conforto, força e avanços tecnológicos, até então, inatingíveis, por modelos de menor tamanho.

Com o avanço da eletrônica embarcada, seguir para as esquinas do mundo ficou mais fácil, e, claro, mais acessível e econômico, também para as aventureiras de menor cilindrada, como a alemã BMW F 850 GS, O modelo passou por completa e total reforma em relação à F 800 GS anterior, incluindo o motor, que ganhou mais 55 cm³, atingindo 853 cm³.

VEJA TAMBÉM:

Produzida em Manaus (AM), a primeira fábrica da BMW fora da Alemanha, a versão F 850 GS Adventure Rallye, que tem “aventura e rali” em seu batismo, já da a dica de suas intenções.

A eletrônica avançou em todos os sistemas. Nas suspensões, no motor, no painel e nos freios, ajudando na dirigibilidade e na segurança. O modelo de cilindrada intermediária tem ainda a versatilidade de rodar com maior agilidade também no trânsito, por não ter peso e dimensões tão avantajadas, e na hora de acelerar, igualmente encara as estradas com muita velocidade.

Veja a F 850 GS Adventure Rallye em ação!

Muito fôlego

Começando pelo coração, o motor da F 850 GS Adventure Rallye tem dois cilindros paralelos, 853 cm³ e um truque desenvolvido nas pistas: intervalo de ignição de 270 graus. Isso significa maior fôlego na hora das retomadas reduzindo a necessidade de constantes trocas de marchas. Ele fornece 80 cv a 6.250 rpm e um torque de 9,0 kgfm a 6.250 rpm.

As rigorosas exigências ambientais brasileiras (normas de emissões e de ruídos Promot), entretanto, promoveram um ajuste para que a potência e, principalmente, o torque estejam disponíveis em giros mais baixos que o projeto original. Porém, com o torque, ou a força em rotações mais precoces, a sensação ao pilotar é que as retomadas permanecem extremamente musculosas, facilitando bastante a tocada.

Para cambiar, a eletrônica deu uma mãozinha com o quick shifter, que permites as trocas sem usar a embreagem tanto para cima, quanto reduzindo. O modeloF 850 GS Adventure Rallye.

A reforma na F 850 GS também inverteu a posição da corrente de transmissão que foi para a esquerda, enquanto o escape de saída alta foi para o lado direito. O tanque de combustível, que ficava em baixo do banco, foi para a posição convencional, saltando de 15 litros para 23 l na versão Adventure Rallye, para maior autonomia

Moto ‘4 em 1’

Para os diferentes tipos de tocada e condições de piso, a eletrônica embarcada possibilita ajustes na entrega de potência e torque, com quatro mapas de motor: Rain para pisos molhados ou escorregadios, com o controle de tração e ABS atuando mais fortes; Road para cidade e estradas.

Também estão disponíveis os modos Dynamic, para enrolar o cabo, com menor interferência do controle de tração, e Enduro, para encarar terra, facilitado com aro dianteiro de 21 polegadas com rodas de raios cruzados calçadas com pneus sem câmara. Neste caso o controle de tração e ABS podem ser desativados..

O motor da F 850 GS Adventure Rallye conta ainda com o controle dinâmico de tração e de estabilidade (DTC e ASC na sigla da sopa de letrinhas que dá nome aos sistemas), que compara as rotações da roda dianteira com as roda traseira. Se a traseira girar mais rápido, é sinal que está derrapando e o motor corta para restaurar a aderência. Para encarar terra o sistema pode ser desligado.

As suspensões são outro avanço da tecnologia. Contam com ajuste eletrônico dinâmico ESA: sensores percebem a amplitude dos movimentos e ajustam instantaneamente as válvulas internas, de forma semiativa.

As suspensões também são automaticamente calibradas para cada peso e mapa de pilotagem selecionado, com mais conforto ou esportividade, mais alta ou baixa, incluindo a opção Enduro de ajuste bem específico.

A suspensão dianteira é invertida com tubos de 43 mm de diâmetro e 230 mm de curso. A suspensão traseira do tipo mono em nova balança de alumínio tem 215 mm de curso. A opção do kit rebaixado tem cursos de 204 e 219 mm respectivamente.

Na hora de brecar, a eletrônica também ajuda muito. O sistema ABS PRÓ mantém a trajetória, impedindo o travamento das rodas no asfalto. Porém, na terra, é só desligar o sistema para permitir derrapagens e uma tocada mais agressiva.

Mimos para o piloto

Para rodar, há outras mordomias e comodidades que facilitam a vida, mas que, normalmente, só presentes em modelos de alta cilindrada. Para-brisa ajustável manualmente, tomada 12 volts para recarregar o celular, suporte e preparação para instalação do GPS com chave, protetor de motor, suportes para malas e top case e imobilizador eletrônico.

As mordomias para viagens continuam com o cruise control, ou “piloto automático”, aquecedor de manoplas com três níveis, chave inteligente com sensor de presença, monitoramento da pressão dos pneus, farol com luz de posição diurna e faróis auxiliares – ambos em LED.

Todos os sistemas e funções monitorados por um requintado painel com tela em TFT colorida de 6,5 polegadas, que pode ser ajustado no brilho e controlado com uma espécie de joystick no guidão, como nos modelos maiores e mais sofisticados.

E para não ficar desconectado nas viagens, o painel espelha o celular, permitindo acesso à lista de músicas e outros aplicativos, navegação por satélite e, também, até falar.

Condições especiais de compra

Apenas neste mês de julho, a BMW Motorrad paga as 6 primeiras parcelas e o cliente começa a pagar as dele só em 2021. Regulamento da campanha pode ser conferido neste link (clique aqui).

Fotos: BMW Motorrad | Divulgação

Teo Mascarenhas

Especialista na cobertura do mercado de motocicletas e competições com mais de 30 anos de experiência.

Teo Mascarenhas
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Renato 12 de julho de 2020

É muita moto pra uma bolha tão pequena.

Avatar
Paulo César Borges 12 de julho de 2020

Gostaria de saber preço

Avatar
Marcelo 10 de julho de 2020

Moto com muita tecnologia, infelizmente não tive oportunidade de andar… Mas tem concorrente com td isso e por valor menor.. mesmo assim ambas sao para poucos com potencial financeiro elevado para sua aquisição.

Avatar
Evaldo 10 de julho de 2020

A MOTO é boa,mas 70 mil brazucas por ela….

Avatar
Deixe um comentário