Tenha moto e modos: veja essas dicas de etiqueta para motociclistas

Não seja um inconveniente que joga fumaça nos outros, incomoda a todos com buzina e deixa o escapamento aberto

grupo capacete
Capacete em cima da mesa? Nem pensar! (Fotos: Tite Simões | Divulgação)
Por Tite Simões
03 de fevereiro de 2022 18:13
  • O motociclista consciente deve seguir algumas regras de boa conviência.
  • Uma ida ao bar ou restaurante requer alguns cuidados.
  • Viajar em grupo também merece atenção especial; veja abaixo como agir.

Imagine se seu avô, 70 anos atrás, chegasse em um restaurante e colocasse o chapéu panamá em cima da mesa! Isto causaria um tremendo mal-estar no local e certamente o gerente pediria para retirar o chapéu e o avô. Porque naqueles distantes anos 1950 uma das regras de etiqueta da sociedade era jamais colocar o chapéu em cima da mesa, por uma questão de higiene e bom modos. Mas não é bem assim que fazem os motociclistas de hoje.

Basta olhar em volta para perceber que as motos dominaram o cenário. Junto com elas todo tipo de motociclista, desde o novato, o entregador, o experiente, esportista etc.

VEJA TAMBÉM:

E tem coisa mais chata do que criar “regras de etiqueta” para quem usa moto/scooter? Nada disso seria necessário se as pessoas praticassem o mais elementar dos preceitos humanos: o bom senso. Pena que a sensatez é uma qualidade cada vez mais rara nos dias de hoje. Daí a necessidade das tais “regras”.

Capacete em cima da mesa

capacete em cima da mesa errado

Da mesma forma que em 1950 os homens não depositavam os chapéus em cima da mesa, hoje os motociclistas também não devem chegar em um local público, restaurante, bar, lanchonete, e colocar o capacetão em cima da mesa, por mais novo e caro que seja. Não é higiênico, não pega bem e demonstra falta de asseio.

Nestes locais, pegue uma cadeira a mais e coloque o capacete. Ou deixe no baú da moto, preso no helmet holder (se tiver), ou prenda com um cadeado, qualquer coisa, menos colocar sobre a mesa ou balcão.

No Brasil não é comum o uso de cabideiros em locais públicos, mas alguns bares de motociclistas estão introduzindo a “capacetaria”, semelhante à antiga chapelaria. Tem coisa mais chata do que ficar circulando pelos locais públicos com aquela trapizonga presa no cotovelo? Existem formas de prender o capacete na moto com segurança.

Etiqueta na calçada

São cada vez mais comum os barzinhos que colocam mesas nas calçadas. Inclusive alguns frequentados por motociclistas. Aí a pessoa chega com sua moto custom de 1600 cm³, com escapes livres, soltando ruído e fumaça e estaciona com a traseira voltada para a calçada… Onde pessoas estão comendo. É uma tremenda falta de educação e bom senso.

Para evitar isso basta DESLIGAR a moto e estacionar calmamente, sem fazer força, usando a inclinação natural das ruas. Na hora de sair com a moto nada de ligar e despejar fumaça e barulho em quem está nas mesas. EMPURRE a moto até o meio da rua e só então ligue. Ah, mas sempre tem o(a) fracote que argumenta “ain, mas a minha moto é muito pesadain”… Então por que comprou uma moto que não consegue nem manobrar?

escapamento moto custom
Parar com o escapamento virado para mesas de bar na calçada? Não seja essa pessoa (Foto: Shutterstock)

No caso de pessoas desprovidas de força (ou vontade) a regra é mais simples ainda: pare longe das mesas! Do outro lado da rua, por exemplo. Simples assim. Na hora de sair pode ligar e desfilar toda fumaça e barulho longe das pessoas.

Agora, se não quer parar a moto longe das pessoas, nem manobrar, aí nem sequer é questão de ser bom ou mau motociclista, é uma questão de ser ou não uma boa PESSOA!

Moto com escapamento aberto!

Sobre os escapes abertos nem vou prolongar no tema porque quase 100% das pessoas que usam motos com escapes barulhentos defendem o fim dos fogos de artifício para não maltratar os animais. Sim, filho (ou filha) o som do seu escape também arruína a vida de animais e pessoas, mas pra você é normal.

Só um lembrete, especialmente para os homens: a exposição constante ao ruído causa não apenas perda da audição, mas já foi comprovado que também causa disfunção erétil (opa!).

Sai da frente!

Uma coisa que os motociclistas precisam entender definitivamente é que o sistema viário não pertence a eles. Chama-se via pública porque atende TODO o público: pedestres, ciclistas, motociclistas, motoristas de carros, ônibus e caminhões, passando por carroceiros, cadeirantes, skatistas, patinadores etc. Tudo que se move – incluindo animais – utilizam as vias públicas. Portanto este não é um espaço de propriedade dos motociclistas.

Quando o trânsito fica lento, ou mesmo para, formam-se espaços entre os carros, chamados de “corredores”, por onde passam as motos, scooters e bicicletas. Neste momento é que podemos identificar quem é motociclista educado e quem é o sociopata, desequilibrado (em todos os sentidos).

O motociclista educado usa este espaço a uma velocidade baixa, cuidando para não esbarrar em nenhum outro veículo e, se acontecer, pede desculpas e segue a vida. Motos não foram feitas para ganhar tempo, isso é uma ilusão; motos foram pensadas para não perder tempo. Ou seja, basta rodar entre 30 e 40 km/h que já está três a quatro vezes mais rápido que qualquer veículo de quatro ou mais rodas.

Buzina para abrir caminho

Mas… tem as bactérias! Bactérias é um nome que inventei para identificar o motociclista que quer correr mais do que a luz. Utilizam este corredor a 60, 70 até 90 km/h com o dedo cravado na buzina, infernizando e causando o caos por onde passam. E não são apenas os entregadores (motoboys) não!

Vejo muito motociclista “comum” (inclusive donos de motos grandes e caras) adotando a mesma estratégia da mão na buzina ou acelerando a moto como um ensandecido para “abrir caminho” entre os carros.

Aprenda: buzina é para advertência, não é um salvo conduto para correr feito doido. Não é uma sirene. Não é para fazer os carros sumirem da frente. O resultado desse uso indiscriminado da buzina é que banalizou o dispositivo. Agora os motoristas ouvem o piiii-piiii-piii e nem se abalam mais. Obrigado aos sociopatas por atrapalharem a minha vida!

Atenção entregador: buzina não é campainha

motoboy 1
Alguns entregadores buzinam ao chegar com a encomenda

Ainda no tema buzina, a sociedade precisa começar a educar os entregadores que buzinam nas portas das casas. Eu faço a minha parte: só atendo a porta quando ele toca a campainha. Ainda reclamo, dou bronca e causo treta mesmo. Em compensação, quando o motociclista age de forma educada e toca a campainha eu dou gorjeta e às vezes um par de luvas ou um boné de brinde.

A maneira mais eficiente de educar é pelo prêmio e não pelo castigo. Se todo cidadão parar de dar gorjeta aos entregadores que buzinam na porta e premiarem os que usam a campainha eu aposto que esse comportamento acaba. Mas precisa ser claro e explicar que buzinar é falta de educação.

No mundo todo um dos elementos para identificar o grau de desenvolvimento de uma sociedade é pelo ruído que produz. Quanto mais silenciosa é uma sociedade, maior o senso de coletividade e respeito. Aí o brasileiro urbano deseja um ambiente melhor e mais saudável como? Buzinando o tempo todo, ouvindo música (ruim) em volumes insanos e incomodando o máximo possível quem está em volta. Não tem como esperar a construção de uma sociedade melhor com este tipo de pessoa.

Amigos de verdade

grupo de motociclistas em rodovia
Viajar em grupos tem várias regras próprias, uma delas é se posicionar como “pegadas”

Uma das curtições de ser motociclista ou scooterista é pertencer a moto clubes ou grupos de que se reúnem para viajar, passear etc. Seja um colega educado e colabore para que o grupo fique ainda mais unido e na paz. Começando por não atrasar a vida de ninguém! Tem coisa mais irritante do que um amigo que chega meia hora atrasado? Elaborei algumas regras de etiqueta/segurança para quando for rodar em grupo:

Regras de etiqueta para viagem em grupo de moto:

  1. Seja pontual, mesmo se acordar de ressaca!
  2. Marque o PE (ponto de encontro) em local seguro, de fácil acesso.
  3. Chegue com a moto já ABASTECIDA e com pneus calibrados.
  4. Confira se todos os documentos estão em ordem antes de sair de casa.
  5. Se quiser tomar café, comer mingau ou ovos mexidos faça ANTES de chegar ao PE, ou chegue com muita antecedência.
  6. Quem tem líder é torcida, quem vai na frente é quem conhece o caminho e pronto. Se a estrada tiver pedágio para motos, será este que deverá pagar o pedágio para todos, assim ocupa menos tempo da cabine. Só não esqueça de pagar ele…
  7. O grupo deve ocupar APENAS UMA FAIXA da rodovia. Não espalhe as motos porque isso irrita os motoristas e pode causar acidentes.
  8. O piloto da frente é responsável pelo de trás. Precisa manter o(a) colega(o) à vista pelos retrovisores. Se a pessoa de trás sumir avise o da frente.
  9. A forma de rodar em grupo é com as motos posicionadas como se fosse pegadas na areia. NUNCA lado a lado.
  10. NUNCA, JAMAIS, NEVER pare no acostamento para reagrupar os(as) colegas. Pare no primeiro local seguro e afastado da estrada. O ideal é marcar previamente pontos de reencontro em locais estratégicos.
  11. Quem for na frente deve sinalizar radares, comando policial, obstáculos e redução de velocidade.
  12. Respeite as leis de trânsito.
  13. Se quiser beber álcool, tomar drogas, etc, faça, mas vai voltar sozinho(a), fora do grupo.
  14. E finalmente a mais importante de todas: NÃO ENCHA O SACO!

Não é tão difícil ser um motociclista educado, basta ser uma PESSOA educada e praticar a mais rara das características humanas: o bom senso!

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
33 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Georges C. Costaridis 10 de fevereiro de 2022

Existem os que sabem viver em sociedade, respeitando o direito de cada um e os outros. Parece, pelos comentários, que os outros são maioria. Escapamento aberto é realmente necessário? Colocar o capacete no colo é tão complicado assim? Respeitar as regras de trânsito um absurdo? Andar na contra mão, sob a calçada, empinar a moto é regra para justificar entrega de mercadorias no vapt vupt? Se estão pagando pouco por entrega a solução não é colocar a vida de todos em risco.

Avatar
Elton 8 de fevereiro de 2022

Aposto que o autor do texto é proprietário de uma BMW GS Big Trail fresquinha fresquinha kkkkkkkkkk

Avatar
Jailson Santos Almeida 7 de fevereiro de 2022

Parabéns meu amigo. Eu dependo da moto pra passear, ir ao trabalho etc. Faço viagens em grupo, e também viagem solo.
Acabei de perceber que já cometi algumas dessas falhas citadas ai, e passava despercebido. Olha que já motoco nas estradas a mais de 20 anos. Prometo rever algumas falhas cometidas. Valeu abraços 👍

Avatar
Alexandre Penna 7 de fevereiro de 2022

Faaaala Tite, saudade dos seus textos. Pela maioria dos comentários muitos aqui sao ressentidos e mal educados… Devem achar legal ser sociopata. Mas fazer o que né? Afinal educação vem de berço, e já aprendi que mal educado não muda a postura e ainda acha que tá certo na sua má educação. E nem adianta querer dar o exemplo da trilha na Alemanha que não vão entender que os velhinhos que tinham razão. Por isso nem gasto mais meu tempo, nesses dias de hoje é capaz de se levar um tiro se falar para alguém ter modos. Um grande abraço.

Avatar
Luiz Amaral 7 de fevereiro de 2022

Dicas excelentes, mas a forma como foram colocadas foi péssima. Os comentários do autor mostram uma pessoa claramente com problemas. Típico do UOL.

Avatar
Alessandro 6 de fevereiro de 2022

Entrei aqui achando que ia aprender alguma coisa, único ponto que achei válido é do escapamento aberto, não gosto mas não tenho nada contra que usa, cada um tem a sua moto para usar do jeito que quiser. Mas o restante da publicação só li babaquisse de um cara mau resolvido com motos. percebi que quem escreveu é um cara que tentou aprender andar de moto e não conseguiu, resumindo… um frustrado.

Avatar
Rogério 10 de fevereiro de 2022

Sr Alessandro, seu comentário deixa bem claro quem é mau resolvido na vida e, obviamente um péssimo motociclista. São pessoas como você que tornam o trânsito brasileiro o caos que é. Nem deveria ter permissão para dirigir. Tenho dó de você e de quem estiver à sua volta.

Avatar
Santiago 6 de fevereiro de 2022

Existem basicamente dois tipos de condutores de motos: Os motociclistas e os motoqueiros.
– O Motociclista concilia o seu espaço com o espaço dos demais, e entende que as Leis e as boas maneiras valem pra todos, inclusive pra ele mesmo.
– Já o motoqueiro está acima das Leis, as quais só valem pros outros. Ele tem as suas próprias regras, e aqueles que reclamarem são “ignorantes” e “folgados” (além daqueles adjetivos impublicaveis).

Avatar
Paulo Cesar Eger 6 de fevereiro de 2022

Só vi verdades, parabéns!!! Os que discordam são os que odeiam regras, os quais deveriam por respeito ao próximo, se adequar pelo bem comum. Só minha opinião! Cheio de folgadinhos de motoca por aí, gente sem noção.

Avatar
Gustavo 6 de fevereiro de 2022

Que matéria mais desnecessária e com total falta de conhecimento por parte de quem escreveu, no corredor o motorista do carro tem o belo costume de trocar de faixa sem olhar o retrovisor nem dar seta, ocasionando acidentes. A buzina serve pra avisar o motorista do carro que tem uma moto vindo . No trânsito o motociclista não pode transitar na calçada, do mesmo modo, o pedestre tem que atravessar a rua na faixa de pedestre. De 10 casas que existem no Brasil 8 não tem campainha, o serviço do motoboy é pra ser rápido, ele não vai perder tempo procurando a campainha da sua casa, quando ele pode só apertar a buzina e vc atender o mesmo. E quanto ao capacete nas mesas, o seu celular tem mais vírus e bactérias que uma privada, se vc acha nojento deixar um capacete em cima da mesa, repense colocar seu celular também.

Avatar
Rogério 10 de fevereiro de 2022

Mais um mal resolvido na vida que procura desculpas por ser um péssimo motociclista, né sr Gustavo. Você envergonha os verdadeiros motoqueiros. Usar a pressa como desculpa para a falta de educação só mostra o tipo de pessoa (não apenas de motoqueiro) que você é. Sou motociclista há quase 30 anos. Portanto, sei exatamente do que o jornalista está falando. Tenho pena de pessoas como você.

Avatar
Gustavo 10 de fevereiro de 2022

Bom seu Rogério, não tenha pena de mim, tenha pena dos vários motoqueiros que perdem a vida no trânsito por irresponsabilidade dos motoristas de carro. E andar no corredor, buzinar pra chamar o cliente, ou deixar o capacete em cima da mesa me faz um péssimo motociclista?, Amigo eu ando mil kilometros por semana trabalhando, eu sou motoqueiro, não sou um motociclista que anda nós finais de semana, e que não sai em dia de chuva. 30 anos andando de moto só de vez em quando é muito menos experiência de quem anda 10 anos de manhã até a noite em Cima de uma moto.

Avatar
Jos Gaspar 6 de fevereiro de 2022

Em relação aos bons modos, educação e comportamento,se o sujeito for motoqueiro ele não possui compromisdo com nada e nem com ninguém ! E,espero que ninguém me conteste que Motociclistas e motoqueiros são todos iguais ! Obrigado ! Motociclismo é, acima de tudo respeito, conduta e educacão ! Certo ?

Avatar
Wilson Night 6 de fevereiro de 2022

Sim, são todos iguais.

Avatar
Adilson Mangialardo 5 de fevereiro de 2022

Matéria mais inútil que já vi em toda minha vida.so se o seu capacete for nojento.

Avatar
Georges C. Costaridis 10 de fevereiro de 2022

Desculpe mas você tem noção de quanta sujeira invisível tem num capacete? Você respiraria dentro de um saco plástico e colocaria um lanche dentro por algum tempo e depois comeria esse lanche, por exemplo?

Avatar
Rogério 10 de fevereiro de 2022

Matéria inútil para motociclistas inúteis como você, que fazem o que é inapropriado e continuarão assim. Falo com propriedade, como motociclista há quase 30 anos.

Avatar
Raimundo Junior 5 de fevereiro de 2022

TÁ DE BRINCADEIRA MANO!!! NUNCA VI TANTA IDIOTICE!!!

Avatar
Isadora Marques 6 de fevereiro de 2022

Eu pensei que apenas eu tinha achado ridículo essa matéria, horrível, agora nem o capacete pode deixar mais em cima da mesa vamos deixar no chão de certo né

Avatar
Isadora Marques 6 de fevereiro de 2022

Essa foi a matéria sobre motociclismo mais inútil e ultrapassada que eu já vi, péssimo e desatualizado, o autor que se porta todo moralista é na verdade muito ignorante. Nós vivemos em um mundo globalizado… Conceitos de mais de 50 anos atrás já não valem para o novo século, capacete em cima da mesa não é etiqueta ? Quem liga para etiqueta hoje em dia… As pessoas tem pressa, tem necessidades e opções, cada um tem o livre árbitrio de pilotar e usufruir da moto como deseja. Desinformação total aqui nesse artigo !

Avatar
Johnatan Berriel 7 de fevereiro de 2022

Muitas palavas foram uteis assim como também inuteis dos que postaram respostas. O fato de você possuir um veículo seja carro ou moto não quer dizer que você tenha liberdade, livre árbitrio para usalos como bem quer. Existem leis que impõe limites para segurança de todos. Começando pelo próprio manual de instruções que lhe diz como deve ou não deve usar o veículo. Se sair fora dessas regras tenha plena certeza que será penalizado em algum momento cedo ou tarde. A nossa própria vida é um exemplo disso, temos livre arbitrio, mas isso não quer dizer que não temos limites ou regras a seguir. Exceda em qualquer hábito e verar as consequências.

Avatar
Chl 5 de fevereiro de 2022

O texto mais nutella q perdi meu tempo para ler….

Avatar
Gustavo Minusculi 5 de fevereiro de 2022

Em boa parte até concordo, em partes…. Capacete, se eu tô num bar e não tem cadeira vai ficar no canto da mesa onde não atrapalha, sair empurrando é fácil com uma moto de 100 kilinho, quero ver com uma moto com mais do dobro, quem faz força é empilhadeira e jegue, quanto a receber a entrega, tu ja tem que tá esperando por bom senso lembra aquele que tu tava falando… e quanto a corredor, o que eu posso fazer se a moto desenvolve bem mais rápido que o carro, por “bom senso” o motorista tem que dar espaço sem eu encostar na buzina….

Avatar
Bruno 4 de fevereiro de 2022

A maioria das colocações são válidas, mesmo que em partes, mas faltou etiqueta textual, prezado. Quanta exclamação, caixa alta, generalização banal e falta de tato.

Avatar
Claudemir SILVA 4 de fevereiro de 2022

Prezadis, Só lembrando que calçadas não é local pra colocar mesas e cadeiras, e sim passagem de pedestres.
Fica a dica pra esses bares e restaurantes que desrespeitam essa ação.

Avatar
Patrick Ernani 4 de fevereiro de 2022

Cara, adorei a postagem. Concordo com cada palavra que foi dita. Sou motoqueiro a muito tempo também e já vi muito disso acontecer. Infelizmente, nem todos tem senso de educação…

Um grande abraço.

Avatar
Nanael Soubaim 4 de fevereiro de 2022

Essas dicas são normas básicas para a sociedade que te mantém vivo tolerar sua presença. Se não gosta, é livre para sair.

Avatar
Acho que vc não entendeu nada!! Não se trata de imposição, e sim de EDUCAÇAO!!! 3 de fevereiro de 2022

Infelizmente tem pessoas que desconhece educação e boms modos.

Avatar
Zé das couves 3 de fevereiro de 2022

Entregador que grita ou buzina, eu não atendo. Espero tocar a campainha. Não sou p. de rua pra ficarem me chamando na buzina.

Avatar
Benício 5 de fevereiro de 2022

Se estiver pago jogo dentro do quintal ou largo na rua demoro perdeu mane

Avatar
Wilson Night 6 de fevereiro de 2022

Come coisa cuspida quem quer…

Avatar
Daniel 3 de fevereiro de 2022

Ahahaahahahha pronto, agora o UOL vai me dizer onde coloco o capacete, estaciono a moto ou qual devo comprar se for fracote. Cômico, não fosse trágico!

Avatar
Alex 4 de fevereiro de 2022

Pelo seu comentário já dá pra imaginar o seu nível de empatia pelos outros cidadãos! Infelizmente vivemos em sociedade e temos que tolerar tipos como vc!

Avatar
Deixe um comentário