Freio da moto: prevenir o desgaste precoce também parte do piloto

Pilotar da maneira certa e ficar atento às manutenções podem economizar uma boa grana que seria gasta antes da hora

desgaste precoce do freio da moto
A frenagem combinada pode ser uma das técnicas para economizar os freios da moto (Foto: Shutterstock)
Por Lucas Silvério
06 de agosto de 2022 12:03

O Freio da moto é um item que tem desgaste constante. Quanto mais o motociclista usar o veículo, consequentemente acionando os freios, maior será o trabalho e menor irá ser a vida útil deste equipamento. Mesmo sendo algo que acaba com o tempo, há como prevenir o desgaste precoce e economizar a compra de novas pastilhas ou discos antes da hora.

As maneiras de prevenir o desgaste precoce do freio da moto são ações que podem partir do motociclista durante a sua pilotagem e por meio da atenção que o piloto tem com o veículo. Quando se tem as atitudes corretas, o equipamento pode durar bem mais.

VEJA TAMBÉM:

Frenagem combinada

Quando o motociclista sai do centro de formação de condutores, ele aprendeu a parar a moto utilizando apenas o freio traseiro, e muitos permanecem com esse hábito. Alguns pilotos acreditam que usar a parte dianteira para parar possa ser perigoso, já que é mais sensível e mais forte, e ocasionar até no famoso RL – quando o veículo levanta a roda de trás e se equilibra apenas na dianteira.

Há também quem não use muito os freios traseiros e prefira apenas apertando a manete do veículo, por estar ao alcance da mão e ter uma eficiência mais imediata.

Entretanto, acionar apenas um dos freios da moto, há um desgaste excessivo naquelas pastilhas e disco. Quando sempre freada apenas com uma das partes, a que foi utilizada se gastará mais rápido. Além do uso constante, o desgaste será maior pela parte (traseira ou dianteira)  ter que segurar sozinha todo o peso da motocicleta.

A melhor solução, tanto para prevenir o desgaste precoce do freio da moto, quanto para a segurança do motociclista e frear o veículo corretamente é utilizar a frenagem combinada. Esse tipo de parada é feita quando o piloto aciona ambos os freios. É um método mais eficiente e que força menos cada parte do sistema de parada do veículo.

O piloto deve ficar atento na hora de aplicar essa técnica de frenagem. É comum que alguns modelos mais novos, de motos de baixa cilindradas, o sistema de freios seja o Combined Braking System, ou Sistema Combinado de Frenagem (CBS). Este modelo já realiza por si só a frenagem combinada, como o próprio nome diz.

Entretanto, há modelos que não possuem o CBS, tendo apenas o Anti-Lock Braking System, ou Sistema de Frenagem Antitravamento, o popular ABS. E alguns modelos antigos ainda não tem nenhum dos dois. Para estes casos, realizar a técnica manualmente é uma boa saída.

Descansar as mãos e pés nos freios

Este hábito, que é comum entre muitos motociclistas, pode contribuir com o fim do sistema de freios antes da hora. E o piloto pode sequer saber o motivo.

Para não forçar os freios, o motociclista deve sempre manter a mão no acelerador e levar os dedos à manete de frenagem apenas no ato de parada. O mesmo vale para o freio traseiro. O piloto deve deixar o pé no descanso apropriado e pressionar o freio somente quando quiser parar.

Mesmo para os que acreditam que não estão apertando os freios, é comum que a irregularidade da pista leve os pilotos a pressionarem os freios sem nem perceberem, caso o pé ou a mão esteja em cima dos freios. Este hábito desgasta o equipamento sem necessidade ou intenção e pode levar o motociclista até a uma queda por acionar o sistema de paradas sem querer.

desgaste precoce do freio da moto
Foto: Shutterstock

Redução das marchas

Quanto mais se usa o freio, mais se desgasta. A conta é simples. Ainda assim, existem aqueles que quando estão em uma rodovia, em alta velocidade e precisam parar, pressionam o freio por longos metros.

Além de ser perigoso, pois deixa o veículo muito leve o que aumenta o risco de perda de controle da moto, desgasta os freios sem necessidade.

A melhor e mais segura maneira de se reduzir a velocidade é por meio da redução das marchas. Esperar a moto diminuir a aceleração e a rotação e posteriormente reduzir as marchas até parar o veículo faz com que os freios sejam gastos apenas quando necessário.

Manutenções e trocas em dia

Manter a manutenção e trocas de fluidos, pastilhas, discos e outros é fundamental para evitar um desgaste maior de alguma peça, ou até gastos com manutenções corretivas.

Pastilhas de freio, por exemplo, que já passaram do ponto, além de potencializar o risco de acidente, podem danificar o disco. Dessa forma o proprietário teria que trocar dois equipamentos ao invés de só um.

Por isso, o motociclista deve ficar atento às datas das trocas e manutenções preventivas.

Acompanhe o canal do AutoPapo no YouTube.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário