Por que o óleo de moto dura menos que o do carro?

A troca do lubrificante do motor é feita cerca de 4.000 km mais cedo nas motocicletas se comparadas com automóveis

Óleo moto carro
A troca de óleo depende muito das condições de uso do veículo (Foto: shutterstock)
Por Lucas Silvério
19 de julho de 2022 16:09

Para manter o seu veículo funcionando bem é importante que todos os prazos de revisão estejam em dia. E um componente que não se pode deixar passar do limite de troca é o óleo lubrificante. Essa ferramenta que auxilia no funcionamento do motor deve ser substituída a cada quantidade de quilômetros rodados, ou período de tempo. Mas, por que o óleo da moto dura menos que o do carro?

Pode ficar tranquilo que não é para tomar o dinheiro do consumidor. Estes dois tipos de veículos têm componentes muito diferentes e seus motores também trabalham de maneiras diversas.

VEJA TAMBÉM:

A durabilidade do óleo nos carros e nas motos depende de vários fatores. Qualidade, tipos compostos que formam o lubrificante, condições de uso do veículo, são alguns exemplos do que interferem no tempo de troca do componente. Por isso, não é possível afirmar qual vai durar menos ou mais, mas é possível dizer por que o óleo de uma motocicleta costuma ser trocado muito mais cedo do que o de um carro.

A orientação de troca de óleo das motos Honda é que ela seja feita a cada 6.000 km, a partir da segunda troca. Já para os carros é a cada 10.000 km. Segundo a montadora, a rotação em que o motor de cada tipo de máquina trabalha é o principal fator para esta diferença de tempo de substituições.

Essa diferença de 6.000 km para 10 mil km se dá em razão da especificação do óleo e principalmente pelas características de funcionamento do motor. Por exemplo, uma motocicleta atinge rotações maiores (em alguns casos acima de 10.000 rpm) e sua condição de trabalho e temperatura são mais severas do que em um carro. Por isso que o intervalo de troca do óleo é este, determinado por exaustivos testes para que a qualidade do lubrificante não comprometa a durabilidade do motor.”

Scooter CVT

Outro fator que diferencia os lubrificantes são os lugares por onde eles percorrem no veículo. Embora sejam denominados óleos de motor, nas motocicletas eles agem além do propulsor, atingindo a embreagem (exceto nas scooters que possuem transmissão CVT) e a caixa de marcha.

Moto com DCT

No caso das motocicletas com transmissão automatizada de Dupla Embreagem (DCT) o óleo do motor também é responsável em fazer o acoplamento dos discos de embreagem, durante as trocas de marchas, seja no modo automático ou manual.

Ilustração óleo no motor
(Foto: Shutterstock)

Devo mudar a viscosidade do óleo?

Alguns acreditam que conforme o automóvel vá ficando velho, deve-se mudar o tipo de lubrificante e usar um mais viscoso. A Honda também abordou o tema:

“O usuário deve seguir rigorosamente as recomendações do manual de manutenção e de acordo com este manual, não há mudança de especificação do óleo em razão de uma alta quilometragem percorrida.”

Boris Feldman foi outro que também já explicou sobre o uso de óleo grosso.

Troca do óleo a cada 1.000 km? Mito!

Realmente a troca do óleo do motor da moto normalmente acontece antes do que a do carro, mas não é necessário ser a cada 1.000 km, como dizem algumas lendas urbanas.

O proprietário pode seguir as orientações do manual da motocicleta e antecipar as trocas apenas em caso de uso severo do automóvel.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Fabio Ricci 31 de julho de 2022

Faltou o principal e obvio para explicar a diferença: na motocicleta (pelo menos na maioria esmagadora) o óleo é responsável por lubrificar o motor, a embreagem(que nos carros é seca) e também a transmissão(que no carro é separada do motor e praticamente não requer trocas). No carro, o óleo tem a “vida fácil” de lubrificar somente o motor. E ainda tem outros fatores como o fato da moto trabalhar boa parte do tempo inclinada, ter troca de calor mais rápida que um carro (nos modelos com motor exposto), entre outros…

Avatar
Heber 26 de julho de 2022

Nos estamos acostumados na cabeça do brasileiro com o motor lixo da Honda
Tive 2 Yamaha Mt 07 trocadas sempre com 5 mil km e não estava MT queimado o óleo e sem viscosidade. Depois troquei para uma moto Inglesa Triumph troca o óleo a cada 16 mil usando óleo sintético nunca tive problemas trocava com 10 mil por minha conta mas fabricante da garantia com troca a cada 16 mil e com 10 mil o óleo tinha cor verde. Infelizmente estamos acostumados com esse motor lixo de plástico q a Honda nos apresenta e O Brasileiro compra e achando q tá fazendo um baita negócio quase pagando 20 mil em uma moto 150 cc. Só no Brasil mesmo

Avatar
Heber 26 de julho de 2022

Nos estamos acostumados na cabeça do brasileiro com o motor lixo da Honda
Tive 2 Yamaha Mt 07 trocadas sempre com 5 mil km e não estava MT queimado o óleo e sem viscosidade. Depois troquei para uma moto Inglesa Triumph troca o óleo a cada 16 mil usando óleo sintético nunca tive problemas trocava com 10 mil por minha conta mas fabricante da garantia com troca a cada 16 mil e com 10 mil o óleo tinha cor verde. Infelizmente estamos acostumados com esse motor lixo de plástico q a Honda nos apresenta e O idiota do Brasileiro compra e achando q tá fazendo um baita negócio quase pagando 20 mil em uma moto 150 cc. Só no Brasil mesmo

Avatar
Rafael 23 de julho de 2022

Já troquei celular m 5 mil km casa m óleo original Honda da moto e quase fundi o motor da moto, o óleo tava uma pasta, e tinha 300ml de óleo na moto com 10 mil km. A partir daí só com mil a mil e duzentos km no máximo e mesmo assim ainda tô achando muito pois sempre tá com uns 700m ml de óleo só. E meu motor tem 25 mil km só. Troquem com 5 mil km direto que com menos de 15 mil km vão perder o motor… Experiência própria!!!!

Avatar
Gilson nascimento da rosa 22 de julho de 2022

Top as explicacoes parabéns

Avatar
Deixe um comentário