10 mentiras das montadoras para enganar o consumidor

Fábricas de carros usam artimanhas as mais diversas para iludir o mercado; às vezes são pegas com a “boca na botija”...

vendedor de carros mentiroso
Prática é comum no mercado de automóveis (Foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
29 de novembro de 2021 09:40

Grandes corporações não são santas, e as fábricas de carros, claro, não escapam dessa premissa. Várias delas – se não todas – já foram pegas com a “boca na botija”. Relembre 10 mentiras que as montadoras contam para enganar os consumidores.

VEJA TAMBÉM:

Beberrão

As fábricas sabem que consumo de combustível está entre as maiores preocupações do consumidor. E usam de estratégias para passar falsas informações nos anúncios, nas informações oficiais, até para as autoridades governamentais encarregadas de registrá-las.

A Mitsubishi, por exemplo, declarou há tempos que “passou 25 anos enganando o mercado com informações falsas sobre o consumo de seus produtos”.

Carro depenado de fábrica

Para reduzir custo, a fábrica retira um equipamento ou acessório ao lançar um novo ano-modelo ou versão. Desde itens baratos como um espelho retrovisor, ou tampa do porta-luvas, até importantes para a segurança.

A Toyota do Brasil, por exemplo, eliminou a suspensão multibraços (multilink) do Corolla Cross recentemente ao lança-lo no Brasil. Este sofisticado sistema está presente não somente em sua versão sedã como também no mesmíssimo SUV lançado nos EUA um mês depois.

Desnecessário lembrar a importância do multilink para garantir a estabilidade do veículo. E, ironicamente, muito mais importante num SUV (por ser mais elevado e instável) que num sedã….

Avaliamos o Corolla Cross: confira no vídeo

Versão de entrada? Só pra ‘inglês ver’

Na tabela de preços, uma versão mais simples e barata só para atrair o freguês. Mas só mesmo no site da fábrica, pois ao encomendar online ou na própria concessionária, a verdade aparece: “ Infelizmente, doutor, por este preço ainda não tem e nem previsão de quando será produzido….”

Na ‘moita’

A nova já pode estar pronta para entrar na linha de montagem, mas a fábrica esconde até o último segundo que a versão em estoque em seus pátios e nas concessionárias tem seus dias contados.

Fim de linha

A produção do modelo está para ser descontinuada, mas a fábrica fica muda e até cria subterfúgios para despistar. Como o VW up!, ao deixar recentemente o mercado…

vw up tsi

Cavalos ‘virtuais’

A empresa declara determinada potência ou torque do motor, que só aparecem em situações especiais. Com o uso de gasolina premium, por exemplo, que sequer existe em todos os postos, além de custar muito mais. Sem ela, nada dos cavalos anunciados.

Ou então indo comprar o carro na Europa: caso do Hyundai Veloster, anunciado aqui com 140 cv que só existiam em outros mercados. Os importados para o Brasil, sem injeção direta, tinha um haras de apenas 128 cv.

Couro sintético… Ou ‘ecológico’

Fácil enganar o consumidor apelando para o politicamente correto. O revestimento dos bancos pode ser “ecológico”, insinuando que montadora e consumidor estão prestigiando a limpeza ambiental. E aí, sapeca um banco de couro sintético ao invés do natural.

Pneu? Só na concessionária!

Pneu dá margem a diversos embustes pela fábrica. Um deles é equipar o carro na linha de montagem com pneus que só existem em sua rede de concessionárias. Que ela comprou muito barato para a linha de montagem mas põe para vender muito caro. Caso de pneus asiáticos, alguns até de qualidade, mas sem lojas que os comercializem no mercado.

Outra manobra contra o freguês é colocar como estepe pneu de outra marca. Por falta de estoque na fábrica do similar aos outros quatro e evitar, assim, o prejuízo do carro parado no pátio.

Colocá-lo para rodar vai de encontro ao que a própria fábrica recomenda: não usar pneus de marcas diferentes num mesmo eixo.

Fumacê

Fraude nos testes: não foi só a Volkswagen com o “dieselgate” nos EUA, mas diversas outras européias. E até uma brasileira: a Fiat burlou o teste de emissões do Uno Mille Electronic, foi flagrada e penalizada pelo Cetesb, órgão de controle ambiental de São Paulo.

Recall

Várias montadoras tentam driblar o reparo gratuito obrigatório, realizando – sem tornar pública – a operação  quando o carro é levado para revisão na concessionária.

Ou se nega mesmo a realizar o recall alegando problema de “mau uso” ou semelhante. Bons exemplos foram da Fiat no caso do Tipo que se incendiava sem mais nem porquê. Ou da Volkswagen com o banco traseiro do Fox que decepava o dedo do usuário.

Outra burla é, depois de decorridos alguns meses do disparo do recall, a concessionária alegar para o dono do veículo que “vai verificar se é mesmo necessário o reparo” apesar de o chassis do veículo estar relacionado na lista oficial da fábrica. Por diversos motivos, inclusive a falta dos componentes para executá-lo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
100 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Roberto 7 de dezembro de 2021

Parabéns pelo comentário, é lamentável a ganância do ser humano, as pessoas acham que vão levar suas riquezas para o outro lado., daqui nada levamos somente a nossa alma abraços

Avatar
Alexandre Augusto 6 de dezembro de 2021

BAITA POST, Boris … Mas esse tipo de matéria só funciona se vc repetir o Post de vez em quando. Postou uma vez e esqueceu, os caras (montadoras) cagam e andam pra nós consumidores, para jornalistas etc … Repito: eles (as montadoras veiacas) só vão ficar putas da vida com vc, Boris, e outros jornalistas do setor que tocarem no assunto, se vcs INFERNIZAREM a vida deles. Caso contrário, eles sabem que este tipo de tema, grave para eles, morre… Outra coisa, eles sabem que para alguns jornalistas ( e não vc e outros com mais de 30/40 anos de janela) não adianta dar carrinho pro jornalistas ficar 15 dias andando com a família… Os caras (as montadoras) sabem como pegar!

Avatar
joao carlos goulart 5 de dezembro de 2021

Finalmente foram expostas as mutretas das montadoras….

Avatar
MARCIO GOMES DE LEMOS 5 de dezembro de 2021

Outro golpe é dizer que as vendas estão baixas, e os preços só aumentam. Onde fica a lei da oferta e da procura.

Avatar
Paulo Ferreira de Avelino 5 de dezembro de 2021

Pura verdade e tem muito mais safadeza que não foi falada.mas no capitalismo é assim mesmo ou pior néee poder economico

Avatar
ALEXANDRE NUNES 5 de dezembro de 2021

Chevrolet Onix, luz da injeção, começou a acender aos 30.000 o carro está com 56.000 ainda não resolverão o problema. Levei mecânico de confiança e ele fez um rastreamento, problema, avaria p0300, preço pra arrumar 1.300,00. Até hj a fábrica me enrola e s luz de injeção segue acendendo. Revisões todas em dias. Onix 2019 Joy. Banco traseiro com barulho dês dê quando eu peguei o carro. Os funcionários são a maioria adolescentes.

Avatar
Guilherme Martins 20 de janeiro de 2022

Tudo bem Alexandre, estou aqui para lhe responder sobre seu comentário.
Trabalho na fábrica de Gravataí RS na qual montou seu carro, fico triste de saber sobre teu desgosto sobre o carro, mas desmerecer o trabalho dos funcionários por causa da idade eu creio que não tem nada a ver, quando comecei a trabalhar lá era novo, hoje tenho 9 anos de empresa, sei o quanto cada um se dedica e se esforça pra entregar um ótimo produto.
Até pq como você comentou a maioria são jovens, muitos proprietários de Onix como você, ninguém quer produzir algo com defeitos pra ser dono de um futuro problema.

Avatar
Mszx 5 de dezembro de 2021

Enquanto tiver troxa pagando 100 mil nessas latas de azeite com isopor e plástico ruim as montadoras continuam fazendo a festa. O governo vai se eleger ano que vem com a esmola de empresas como essas. E você continua pagando carro para andar de carroça.

Avatar
MARCIO GOMES DE LEMOS 5 de dezembro de 2021

Concordo plenamente.

Avatar
Antonio Neto 5 de dezembro de 2021

Uai,por que não foi tocada o assunto referente a suspensão???

Avatar
Adélio Joaquim Minter de alvarenga 5 de dezembro de 2021

Existe também um problema com a Ford, na linha antiga do fista 2, Ka, Ecosport, a chave de seta onde liga os faróis, quebrar alguns fios internos, e não acende os faróis, a dita chave de seta não se acha para comprar,no mercado paralelo ao nas concessionárias, por um preço altíssimo, e dura só um ano, tenho um Fiesta 2010/11, e tive este problema, a Ford nunca chamou para um recall!

Avatar
Marcus 9 de dezembro de 2021

Troquei esse minha chave de seta duas vezes, mas consegu paralelas.

Avatar
Francisco Antonio d'avila de Souza 5 de dezembro de 2021

Francisco Antonio d’avila de Souza Manaus AMAZONAS,tenho uma Toro modelo 18/19 que tem problema de COLUNA DE DIREÇÃO É CRÔNICO NAS FIAT TORO E ALEGAM PARA TROCAR EM GARANTIA TÊM QUE ESTÁ EM DIAS COM A REVISÃO PROBLEMA DE FABRICA E COLOCAR PARA O CLIENTE PAGAR,a justiça BRASILEIRA defende as montadoras e não o cliente, alguma coisa errada

Avatar
RICARDO DE SOUZA CASTRO 5 de dezembro de 2021

Estou tende esse problema com meu Siena foi detectado para recall é eles só enrolam dizem vai verificar se é preciso ou seja nunca consigo agendamento péssimo esse pessoal da Fiat vergonha.

Avatar
Edson Andrade de Lima 5 de dezembro de 2021

A grande maioria das matérias do Sr. Bóris é sempre denegrindo a imagem de produtos/marcas/montadoras/concessionárias/oficinas, etc. ( Ele adora usar o termo picaretagem ). Fico a me perguntar ele com 50 anos de experiência como engenheiro qual deve ser o carro dele? Além de mostrar problemas, aponte também soluções Sr. Bóris, pois é muito fácil criticar tudo sem mostrar soluções. Ou então use a sua vasta experiência e conhecimento e fabrique seu próprio automóvel.

Avatar
Daniel 5 de dezembro de 2021

Ridículo seu comentário. Ele é um jornalista e tem q mostrar os defeitos para o consumidor avaliar. Não tem que mostrar alter alternativas por que pra isso as montadora contratam gente q ganham muito bem

Avatar
Edson Lima 5 de dezembro de 2021

Jornalismo sério mostra os dois lados da matéria. Vc não entendeu ainda mas essas matérias só mostram um lado do assunto. E vc não percebe isso. Espero que o jornalista em questão mostre os dois lados da matéria para que os leitores avaliem e formem sua própria opinião. Vendo apenas um lado é fácil apontar erros sem ver o outro lado. Isso serve pra vc também. Mas respeito sua opinião. Mas procure informação sobre o que diz o lado criticado e dorme sua opinião sem pegar carona nós outros.

Avatar
Jonas De Bastos De Faria 5 de dezembro de 2021

Na moral amigo você viu os carros mencionado o valor de cada um destes veículos sabendo que o Brasil é o país do salário mínimo idolatrado estes carros era para ser a verdadeira carruagem dos Deuses e não carros com problema de carros velhos o cara tá mais que certo de apontar defeitos eles estão no mercado a muito tempo estás montadoras e estao cometendo erros antigos da época do primeiro fusca fala sério.

Avatar
Maverick 5 de dezembro de 2021

Ele está aí pra isso. Mostrar os problemas para que a população parem de serem ignorantes, e não comprar mais carroças. Aqui é brazilzinho, as montadoras fazem o que querem com os brasileiros, e não acontece nada. Em países sérios respondem ações judiciais. No Brasil se paga propina para o próprio governo e não acontece nada.

Avatar
Gelson 4 de dezembro de 2021

Por estes e outros motivos sigam os passos a seguir para comprar um carro zero.
Escolha modelos com pelo menos 20 anos do lançamento. Depois de 20 anos a montadora resolveu a maioria dos problemas do carro. Quais os problemas do gol hoje? E do Corolla? Este nasceu em 1976 o mesmo do Honda Civic.
Fique com seu carro até rodar 150000 km não importa o tempo, no Brasil quanto mais antigo o carro menor o custo.
Na minha opinião SUVS, são carros bonitos mas desequilibrados, pesados, o sedã é mais barato e mais equilibrado. Na Alemanha existem peruas que são muito melhores, mas o brasileiro não gosta. Exemplo Audi RS3 perua Jetta, perua Passat.

Avatar
SERGIO BREIM 8 de dezembro de 2021

Audi RS não é pra consumidor de carroças “Cross” com plásticos bregas e fitas isolantes de enfeite

Avatar
Lafayette P de Magalhaes 4 de dezembro de 2021

Com o LatinNCap os testes mostram o fracasso dos Argo e o triunfo da VW com mais uma nota 5 com o TAOS e a resposta da Fiat que seus produtos atendem à legislação brasileira! Parabéns a VW que entrega os carros mais seguros viva a engenharia automotiva alemã que busca a perfeição

Avatar
roberto 5 de dezembro de 2021

Troca os criterios de avaliação e testa o mesmo carro de antes, não me parece correto. O Taos já sabia das novas regras. TODAS as marcas projetam seus carros para o minimo da legislação embora alguns modelos ultrapassem. Seu parabens para a VW não vale para o voyage e Gol que não podem ser mais exportados para a Argentina pois lá a legislação mudou quanto a controle de estabilidade mas aqui empurraram para 2023 mas aqui continuam vendendo

Avatar
Lafayette Magalhães 5 de dezembro de 2021

Gol e Voyage são projetos de 2008/10, e na época não haviam os testes de impacto, estes modelos logo serão descontinuados, Argo e Cronos, são modelos atuais e a nota zero caracteriza falhas no projeto, a plataforma MQB só tem modelos bem sucedidos e performance comprovada – perfeição alemã da VW

Avatar
carlo meloni 4 de dezembro de 2021

OBRIGADO

Avatar
Jair 4 de dezembro de 2021

Comprei uma Traker manual faz um mês, quem comprou o mesmo modelo há 10 meses atrás veio com roda diamantada, sensor de estacionamento, entrada dê USB para quem está no banco dê traz, tampão do porta malas, essas minhas veio sem tudo isso e mais o ABSURDO DE VIR SEM FILTRO DE AR. Fazem isso no Brasil porquê não temos Congresso nacional, MPF e governo para nós defender. Esse carro que comprei não é PCD, custou 105 mil Reais.

Avatar
Russo 4 de dezembro de 2021

Comprou porque quis né.
Todo mundo sabe que agora é momento ruim para trocar de carro, pq a falta de componentes tá fazendo carro sair pelado.
Daqui um tempo ninguém compra no mercado de usado.

Agora alguém te obrigou a comprar?

Avatar
Jair 4 de dezembro de 2021

Vai te FERRAR. Estou colocando minha opinião é você vem encher o saco. Essa desculpa quê agora não tem componentes eletrônico e trapaças dás montadoras,há muito tempo que elas no Brasil vem tirando coisas dos carros e colocando como opcional.

Avatar
Jair 4 de dezembro de 2021

Vai te FERRAR. Estou colocando minha opinião é você vem encher o saco. Essa desculpa que as montadoras está dando porque não tem componente eletrônicos não passa dê trapaça, há muito tempo elas no vem deixando o carros pelados e deixando como opcional.

Avatar
FORD 4 de dezembro de 2021

Fazem e continuarão a fazer isso devido a existência de milhares de brasileiros otários que nem vc que mesmo sabendo que o produto está caro pela falta de qualidade que oferece, ainda assim compra.

Avatar
Adevandro De Brito Silva 4 de dezembro de 2021

Será se nós EUA, eles fazem isso…?

Avatar
roberto 5 de dezembro de 2021

Lembra do dieselgate?Lá tambem o pessoal trapaceia

Avatar
HEIDER MOREIRA DA CRUZ 4 de dezembro de 2021

Até que enfim alguém se propõe a contar para o consumidor como as empresas de automóveis desconsideram a segurança do consumidor em detrimento do lucro. Uma empresa tem de ser lucrativa sabemos disso, mas o uso de manobras ilegais devem ser punidas com rigor. São vidas que estão dentro de carros.

Avatar
Luiz Ricardo 4 de dezembro de 2021

Sim, sou do ramo automotivo. Especificamente falando sobre recall, afirmo que todo concessionário tem total interesse em atender o consumidor, pois, neste momento ele está efetuando uma “venda” para a fábrica. Comercialmente é rentável atender recall. Só não o faz, se não tiver a peça no estoque da montadora e, no máximo, se a demanda inicial for maior que o previsto. Fora isso, não envolvam o nome “concessionária” na matéria. É uma irresponsabilidade culpar a concessionária por não ter a peça de algum recall. Sobre reparar algum defeito que não esteja em recall, pensem um pouco mais. Preferem que o concessionário “não observem” defeitos e deixem sem a devida correção só porque a fábrica não declarou recall? É totalmente possível ao mesmo tempo que irresponsável.

Avatar
Telma 3 de dezembro de 2021

Só no Brasil mesmo , essa palhaçada. Meu Onix Plus veio sem filtro de ar condicionado. É ridículo. Imagine outros itens que a gente nem sabe.

Avatar
Paulinho 3 de dezembro de 2021

Parabéns Boris!!! É bem assim mesmo e a tendencia é piorar.

Avatar
J. Arnaldo Pinheiro 3 de dezembro de 2021

Ninguém fala do Kwid … aquele carrinho porcaria, caro e só dá problemas, ah, ele é bem econômico … o motor pode até ser bom mas tem muita coisa ruim nesse carro, a Renault deveria fornecer, pra começar, uns 50 pedais de acelerador . . problema crônico, ah, custa mais de R$400,00 esse “potenciòmetro”, sim, é um potenciômetro. Saudades do meu Chevette 74 que, nem cabo de acelerador tinha, eram alavancas, nunca quebrou, k k k k k k k k k k k k
Falam da Fiat mas a Renault é muito pior …
Falando em pedal do acelerador, fiquei sabendo que muitas viaturas SPIN, tiveram que trocar esse negócio, esse “potenciômetro” ….

Avatar
Piero 3 de dezembro de 2021

Faltaram pelo menos mais 10 nesta lista
Mas duas são assombrosas.
11) Ocultar, via OBD, funções existentes no módulo, como no caso do New Fiesta 1.5 S com vidros elétricos na frente. Eles possuem Automação para subir e baixar os vídeos, mas a fábrica “desabilita” a fim de vender como acessório.

12) Elemento Filtrante Ar condicionado: Ford Ecosport Fiesta Ka, todos vieram por anos com ar condicionado de fábrica, sem o filtro de pólen. O absurdo é que nem mesmo o compartimento para o mesmo existe, e instaladores precisam literalmente “recortar” o painel pra instalar. Ou os donos destes modelos que fiquem respirando a sujeira que entra pelos dut. Ar condicionado venenoso!!!

Avatar
Telma 3 de dezembro de 2021

Só no Brasil mesmo , essa palhaçada. Meu Onix Plus veio sem filtro de ar condicionado. É ridículo. Imagine outros itens que a gente nem sabe.

Avatar
ALEXANDRE BROM 2 de dezembro de 2021

Estive na Itália passeando por 1 mes e percebi que existem poucos veículos da marca Fiat nas estradas, até porque tem muitos carros de outros paises vizinhos circulando. O quê se vê um pouco mais da Fiat são os Topolinos 500 e 500L kkk Quando eu trabalhei no maior concorrentes da Fiat, faziamos teardown nos veículos da concorrência para redução de custo e melhoria continua, mas nos Veiculos da marca Fiat nunca conseguimos tirar algo de bom, projetos baratos e ruins! No clube das montadoras, até tempos atrás, a Fiat era sempre a pior em Customer Satisfaction e Def./1000 em garantia. Acho que ainda não está entre as primeiras…

Avatar
ELIO RICARDO ALVES DA SILVA 2 de dezembro de 2021

A estória do carro mais barato e verdade e adivinha era Fiat fui a concessionária ver e dito e feito não tem a versão no caso na época o Palio yong eles te empuram a versão mais cara isso além de ser falsa propaganda e isca para atrair o consumidor infelizmente trouxa

Avatar
GUSTAVO NOGUEIRA DOS SANTOS 2 de dezembro de 2021

Vcs estão de Parabéns pela reportagem, é desse jeito sem tirar ou acrescentar nada….O problema é que corre muito frouxo..não existe nada pra fiscalizar e vê se realmente as informações passadas são verídicas….Esse é um mercado muito sujo , tanto de novos e seminovos , eles querem saber de ganhar muito em todas as vendas mesmo não sendo sempre possível mas se puderem querem arrancar até as calças do cliente , e depois q o negócio for fechado o tratamento e outro , acabou a fantasia e aí do cliente se voltar pra reclamar de algo.Sao muito poucos q nesse ramo trabalham sério e tem respeito pelo cliente.

Avatar
ALEXANDRE BROM 2 de dezembro de 2021

Pode confirmar no Boris, ele é sério, talvez vc tenha sido enganado por alguma montadora e está revoltado…

Avatar
Marc 2 de dezembro de 2021

Revestimento em couro sintetico? Nao e novidade nenhuma… a Mercedes de forma pioneira – usava antigamente – nao sei agora – o tal “MB Tex” . Era produzido a partir da reciclagem couro. Ouvi sempre dizer – e ja li tambem – que a vida util era maior que do proprio couro. E a Rolls-Royce tambem usava um material identico ao vinil chamado Everflex que tambem durava muito mais que o proprio vinil e por isso mesmo bem caro.

Avatar
PAULO RENATO 2 de dezembro de 2021

BORIS, PARABÉNS PELAS SUAS SEMPRE UTILÍSSIMAS INFORMAÇÕES. ABRAÇO.

Avatar
Rafael 2 de dezembro de 2021

Ou são aquelas pegadinhas de lançamento, vendem o carro mais completo e depois vão depenando, como foi o caso da GM quando lançou a versão mais recente do Onix, onde as versões LT e LTZ turbo eram as mais completas, como o tempo foram tirando tudo, agora estão vindo com calotinha. É o cúmulo, mais brasileiro é burro, não exige qualidade, simplesmente vão lá e compram. As fabricantes agradecem!

Avatar
Jair 4 de dezembro de 2021

. Não tem opção, se governos .MPF e CONGRESSO NACIONAL fossem em cima das montadoras isso não aconteceria. Qualquer carro dê qualquer marca que você for compras e caro , os de entrada eles vao deixando pelado e vendendo os quê eles tiram como opcional

Avatar
Luis Amiltom 2 de dezembro de 2021

e faltou o valor dos veiculos, so no bresil carro 1.0 passar de 100.000,00……….

Avatar
Ervin Moretti 2 de dezembro de 2021

Excelente. E nem foi mencionado o fato do estepe não tem a mesma medida dos pneus montados no carro, e só permitem rodar uma pequena distância.

Avatar
Adamastor 2 de dezembro de 2021

Bóris, você novamente foi perfeito nessa matéria, mais especialistas deveriam fazer o mesmo que você, e denunciar os abusos contra o consumidor, Parabéns!! Sugiro sua equipe fazer um matéria sobre os especialistas brasileiros que estão adaptando veículos à combustão para motorização elétrica! Tem projetos de eletrificação fantásticos com equipamentos da WEG de ponta, de última geração.

Avatar
Rafael 4 de dezembro de 2021

Do que adianta denunciar abusos se os próprios consumidores gostam de ser abusados só para aparecer com carro novo para o vizinho, amigos e familiares

Avatar
Ozana 5 de dezembro de 2021

Perfeita colocação! Compram felizes td depenado só pelo prazer de ostentar! Não importa a qualidade, só a beleza! Classe média brasileira só paga mico!

Avatar
GEORGES CHRISTIAN COSTARIDIS 2 de dezembro de 2021

Sou PCD e todas as vezes que solicitava o rodízio dos pneus em uma revisão pediam que eu assinasse um termo que estavam fazendo sem que eu quisesse fazer a verificação de alinhamento e nunca tive problema. Na última se negaram a fazê-lo se eu não fizesse o alinhamento (1ª revisão, ando só em estrada e evito buracos e imperfeições a todo custo) pois a leitura de monitoramento de pressão dos pneus podia dar erro e aí cobrariam o custo de um alinhamento. Então por livre e expontânea pressão aceitei. Saí de lá com cara de poucos amigos e no dia seguinte voltei pois estava com um barulho terrível na suspensão dianteira: simplesmente a bieleta estava solta. E o “especialista” só fez soltar as peças e apertar de novo pois acompanhei o serviço e estava tudo perfeito no sistema antes da intervenção dele.

Avatar
Carlos costa 1 de dezembro de 2021

Infelizmente o brasileiro…..acostumou com os preços dos veículos no Brasil……além das vontades políticas os fabricantes iludem os consumidores.

Avatar
Sergio Berti 1 de dezembro de 2021

E as propagandas que mostram a foto do carro mais “completo” do modelo e o valor do carro mais “pelado”.
Parabéns Boris!

Avatar
William 4 de dezembro de 2021

Igual a do Peugeot 208, no comercial mostram aquele mais bonito, com o farol de LED, mas só o mais completo tem esse farol bonito, os outros são os farois comuns, ridículo! Kkk brasileiro e bicho burro mesmo

Avatar
Jair 4 de dezembro de 2021

Que carro você tem? Você deveria cética o governo, MPF, CONGRESSO NACIONAL que deixam as montadoras fazer essas TRAPAÇAS no Brasil

Avatar
Roberto Karpinski 1 de dezembro de 2021

Notícias do arco da velha repaginadas por um operador de telégrafo……eita

Avatar
Alcicoutinho 3 de dezembro de 2021

Mais que vale muito como alerta para todos, Fiat e Ford nunca mais.

Avatar
charas music 5 de dezembro de 2021

Kkkkkkk esse comentário salvou a matéria!

Avatar
Antonio Carlos 1 de dezembro de 2021

Ao reclamar, por mais de uma vez na concessionária Premium, da marca JEEP, sobre o alto consumo do Renegade, ouvindo que seria por culpa da minha DIRIGIBILIDADE, finalmente fui orientado para diminuir a queima de combustível a: deixar o veículo deslizar ao avistar o semáforo o quando tiver espaço. O mesmo que usar a “banguela”…
O carro faz 4.6 e 4.9. No máximo 5.3 com gasolina. Não comprem JEEP, pois gentileza não resolve problemas concretos.

Avatar
ALEXANDRE BROM 1 de dezembro de 2021

Jeep Renegade feito no Brasil pela Fiat é pura enganação, o mesmo feito nos EUA tem motores mais econômicos e são melhores. Aqui brasileiro compram por status, às vez p usar somente nos finais de semana porque não tem dinheiro p a gasolina.

Avatar
Antonio Carlos 2 de dezembro de 2021

Não foi uma questão de status e sim de oportunidade à época, mas concordo que nossos carros continuam “carroças” mais apresentáveis.

Avatar
GUSTAVO NOGUEIRA DOS SANTOS 2 de dezembro de 2021

Parabéns pela sua divulgação…desse jeito aí…os motores 1.8 flex da jeep e fiat são uns assassinos do bolso…..aqui na minha cidade ninguém quer pegar esses modelos flex seminovos…
Trabalhei 11 anos numa concessionária fiat

Avatar
GUSTAVO NOGUEIRA DOS SANTOS 2 de dezembro de 2021

Eu trabalhei durante 11 anos numa concessionária Fiat e saí a pouco tempo e já existia o Jeep e toro flex….Te falo de carteira ….O índice de reclamações sobre essas versões são enormes e eles fazem isso mesmo…tentam fazer com q a culpa seja da forma em q o cliente dirige……parabéns por vc divulgar isso ai…se mais pessoas fizessem isso rápido eles baixarias a bola deles….os funcionários já são instruído pelos seus gerentes a dar essa versão….
Era um tal de carro amaciar motor , e q por isso o consumo durante essa fase é alto e depois fica mais econômico…Esses mod. Flex não fazem mais q 5 por litro na cidade e olhe lá….

Avatar
ALEXANDRE BROM 2 de dezembro de 2021

Estive na Itália passeando por 1 mes e percebi que existem poucos veículos da marca Fiat nas estradas, até porque tem muitos carros de outros paises vizinhos circulando. O quê se vê um pouco mais da Fiat são os Topolinos 500 e 500L kkk Quando eu trabalhei no maior concorrentes da Fiat, faziamo teardown dos carros dos veículos da concorrência para redução de custo e melhoria continua, mas nos Veiculos da marca Fiat nunca conseguimos tirar algo de bom, projetos baratos e ruins! No clube das montadoras, até tempos atrás, a Fiat era sempre a pior em Customer Satisfaction e Def./1000 em garantia. Acho que ainda não está entre as primeiras…

Avatar
Joelson 2 de dezembro de 2021

Eu nunca gostei da marca Fiat. Pra mim Fiat não presta. Nunca prestou

Avatar
Antonio Carlos 5 de dezembro de 2021

É lamentável que hoje, com tanta tecnologia nessa área, aconteçam coisas que levam a sentimentos de descréditos.

Avatar
Edson Lima 5 de dezembro de 2021

Antônio, quando se recomenda ¨deslizar o veículo ao avistar o semáforo¨, significa ativar o modo ¨cut off¨ do motor, ou seja, você tira o pé do acelerador com o veículo em marcha e nesse momento o acelerador eletrônico fica na posição fechada, onde a entrada de ar no motor é mínima e a unidade eletrônica do motor diminui o fornecimento de combustível. isso não tem nada a ver com banguela, que é desligar o veículo e deixar o mesmo em deslocamento, onde nessa situação o carro fica sem assistência nos sistemas de direção e freios que compromete a segurança e dirigibilidade.

Avatar
Antonio Carlos 5 de dezembro de 2021

Exatamente. A expressão “banguela” foi o mais próximo que achei. Uso também a ” freio motor”.

Avatar
Douglas Frei 1 de dezembro de 2021

Couro sintético,extraído da vaca de plástico, huahuahauau!

Avatar
GUSTAVO NOGUEIRA DOS SANTOS 2 de dezembro de 2021

Rsss….desse jeito….parabéns pela sua colocação…E ainda falam na cara de pau para o cliente q o couro de fábrica e outra qualidade e por isso e mais caro..

Avatar
Douglas Frei 1 de dezembro de 2021

Couro sintético seria o que? Couro da vaca de plástico?

Avatar
Carlos 1 de dezembro de 2021

Na verdade quase não se usa couro animal há anos, no mundo todo. Os sintéticos são excelentes. Este item é o único que discordo da reportagem, os outros concordo totalmente.

Avatar
GEORGES CHRISTIAN COSTARIDIS 2 de dezembro de 2021

Então chama de vinil ou plástico né? kkk

Avatar
Heber 2 de dezembro de 2021

Rua concordo com sua colocação, mas discutimos o termo couro ecológico, couro sintético etc, o consumidor precisa ser bem esclarecido quanto a isso, do contrário é enganação sim. Afinal couro é couro e pronto, é um produto animal. O resto não é couro, que usem um termo específico para wue não haja dúvidas quando se oafa caro por um produto ou serviço

Avatar
Luiz Ricardo 4 de dezembro de 2021

Compramos bebida lactea como se fosse iogurte o tempo todo por questões de hábito. Sugiro tratarmos da mesma forma com o “couro” automotivo. Será menos um item no hobby de reclamar

Avatar
Lafayette Magalhaes 4 de dezembro de 2021

Curvin

Avatar
Osmar Cardoso 1 de dezembro de 2021

É uma nomenclatura proibida por lei de ser usada! Na verdade é um courvin de alta qualidade.
As montadoras só usam o couro animal nas partes que tem contato com os usuários do veículo, o restante do revestimento é o tal courvin. Montadora jamais vai utilizar essa propaganda enganosa, isso vem bem claro nos catálogos nas concessionárias.

Avatar
Ossidney 1 de dezembro de 2021

Eu digo sempre para amigos e familiares.
Nunca acredite em qualquer tipo de empresário. Eles somente visam o lucro. ISSO é em todo o seguimento empresarial.

Avatar
Sergio 1 de dezembro de 2021

Brasileiro é acostumado comprar carroça e achar que é carro so pq tem 4 rodas eles acham q estão comprando um carro

Avatar
Bruno 1 de dezembro de 2021

Montadoras fazem isso pelo simples motivo de sua impunidade perante o maior dos julgadores: o cliente.
O brasileiro compra carro para exibição e não para seu uso. Dado isso, submete-se às maiores estripulias das montadoras a fim de desfilar com máquinas de segurança, eficiência e design duvidosos parceladas em 60x, com o valor total rondando o dobro do já supervalorizado carro “nacional”.

Avatar
Flávio 1 de dezembro de 2021

Não estão faturando veículos para PCD, mas vendem com ágil em laranjeiras (lojas multimarcas) vergonha!!!!!

Avatar
Gilson Soares 1 de dezembro de 2021

Agio.

Avatar
Valdo de Castro 1 de dezembro de 2021

Uma outra coisa é colocar um motor pequeno em um carro grande e pesado. Vejam o caso do Renege 1.3 além de beberão não tem desempenho. Pior de tudo que ainda vende. Eu fui um dos enganados que comprei um para esposa.

Avatar
Elvis Cavalcante da Silva 1 de dezembro de 2021

E vcs esqueceram de falar sobre o consumo, tenho um Cronos drive 1.3 que na concessionária, na etiqueta do vidro, e em todos os site, a Fiat e o Inmetro dizem que é de 13 km/l na cidade com gasolina , mais não passa dos 10km/l. E só ficam inventando desculpas,como a qualidade do combustível.

Avatar
Paulo 1 de dezembro de 2021

É o Brasil sendo brasileiro…

Avatar
Theo prres 1 de dezembro de 2021

Faltou uma mentira, nesse caso de vendedor: carro 1.0, pequeno e leve nem precisa de direção hidráulica.

Avatar
Jarbas Lopes 2 de dezembro de 2021

O carro 1.0 já é uma mentira que não deveria existir. Nesse caso que você falou, é pior ainda. Carros antigos tinham direção relativamente macias. O Chevette, por exemplo, chamava a atenção pela maciez e também pelo “jogo”, era possível retornar em ruas até estreitas, com apenas uma manobra na direção. Com a popularização da direção hidráulica a coisa mudou e os carros foram adaptados à ela. Mas sem o kit, eu acho que a direção é muito mais dura que a dos carros antigos. Não é?

Avatar
Rodrigo 30 de novembro de 2021

Parabéns, Bóris! Não perco uma manifestação sua! Abraço!

Avatar
ALEXANDRE BROM 1 de dezembro de 2021

Boris, não concordo com o último item sobre recall, trabalhei 30 anos em montadora e libertei muitos carros de pátio com avaliação visual da peça com problema. Exemplo, falta de 1 ponto de solda na bandeja da suspensão, muitos veiculos que ainda estavam no pátio da montadora, apesar de estarem no intervalo de chassis com problema, estavam 100% com as soldas Ok e liberávamos. Isto acontecia com muitas peças, inclusive eletrônicas, queceram checadas com aparelhos. Isto acontece porque os fornecedores entregam lotes bons ou algum ruim de peças e as concessionárias podem fazer o mesmo, entendeu?

Avatar
Santiago 30 de novembro de 2021

Acredito que, nos cursos de reciclagem periódica fornecidos aos funcionários, devam ser ensinadas diversas técnicas de “persuasão e convencimento” (tradução: tecnicas de cascata e engambelacao). Afinal, é cada coisa que se ouve por aí…

Avatar
jsmarsz 30 de novembro de 2021

Propagandas enganosas da caoa! hyundai veloster com motor diferente do anunciado, chery a maior do mundo…. com propagandas de comparativos que nem ganhou, ou de paises que não do nosso, ou dos benfcios fiscais que so ela tem no brasil, ou do teto solar refratario do tiggo, dos jabas pros jornalistas, e

Avatar
Eduardo Jorge 1 de dezembro de 2021

E a propaganda da caoa Cherry 05 anos de garantia, pura mentira, é só pra alguns itens, os que não quebram,

Avatar
Jarbas Lopes 2 de dezembro de 2021

Falar em Jabá com jornalista é comprar briga feia. Kkkkkkk. Não ponho a mão no fogo, mas o ex-namorado da Elke Maravilha não seria quem é, se aceitasse algo parecido.

Avatar
Paulo Lima 29 de novembro de 2021

E nós brasileiros, afeiçoados que somos a um carro e desconhecedores dessa maracutaia arcamos com o prejuízo.

Avatar
Rodrigo 29 de novembro de 2021

Nem a montadora/CCS nem tampouco o site/blog deveriam utilizar a expressão “couro ecológico” ou “couro sintético”… tal produto inexiste!!!
O couro é um produto de origem animal, muito diferente do material citado, que no máximo poderia ser descrito/chamado de revestimento ou cobertura dos bancos, de qualidade infinitamente inferior ao couro.

Avatar
Marcello Feliciano Oliveira 1 de dezembro de 2021

Banco de Napa essa é a palavra certa!!!! Que é couro sintético!!!

Avatar
Strady 29 de novembro de 2021

Gaiatos é o que não falta nessa terrinha amada.

Avatar
Va 4 de dezembro de 2021

Comprei uma SPIN zero LTZ 1.8 7lugares no final de 2018 e no início de 2020 começou a ter problemas para ligar quando ficasse 2 ou mais dias sem funcionar,até que fiquei empenhado na rua.Chamei o gincho e levamos na concessionária,onde concluiram que a bateria tinha pifado.Alegaram que poderia ser por pouco uso.Colocaram uma bateria nova e me cobraram.Cerca de 7 meses após isso começou a ter a mesma dificuldade para ligar,mesmo deixando sem o alarme ligado em casa,onde permanecia a maior parte do tempo.Fui a um eletrecista amigo meu e ele me falou que algumas SPIN apresentavam esse problema no motor de partida.Luguei lá e exigi que trocassem o mesmo,pois ainda estava na garantia,o que foi feito e nunca mais deu problema.Fiquem espertos.

Avatar
Deixe um comentário