O carro está gastando mais e andando menos? Não verifique só a vela!

"Às vezes, você verifica as velas, troca as velas suspeitando de que tem algum problema ali, mas a faísca continua insuficiente. Por que?"

Por Boris Feldman 10/02/21 às 18h10
mecanico segurando vela carro consumo shutterstock 612251648
Quem faz ter faísca na vela é a bobina (Foto: Shutterstock)

Todos convivendo razoavelmente com a pandemia? Em relação ao motor do seu carro, você sempre conviveu razoavelmente também com ele? Alguma vez ele deu umas demonstrações de falta de desempenho? Você sente ele não está respondendo como antes…

E aí, além do mais, você reparou também que o consumo aumentou ligeiramente. Foi a uma oficina, eles checaram tudo. Na parte elétrica: tem faísca na vela? Tem. Está chegando o combustível? Sim. Está tudo em ordem? Aparentemente, sim. Então, por que tem problema de desempenho e aumento de consumo?

Uma das possibilidades que, às vezes, passa batida nas oficinas é a faísca da vela estar fraca. Ela que é responsável pela combustão que, na verdade, em última análise, é o que faz o motor movimentar; é a faísca que explode a mistura que entrou, de ar e combustível.

VEJA TAMBÉM:

E se a faísca não estiver legal? Se a vela tiver algum problema, tem faísca, mas ela não é suficiente. E agora eu vou falar uma outra coisa: às vezes, você verifica as velas, troca as velas suspeitando de que tem algum problema ali, mas a faísca continua insuficiente. Por que?

Bobina

Porque quem faz ter faísca na vela é a bobina, que transforma 12 volts em milhares de volts. E se a bobina não estiver legal? E se ela não estiver mandando esses 20 mil, 30 mil volts lá para a vela? Vai ter faísca, mas ela não vai ser suficiente.

Aí você vai dizer: “mas a faísca está ruim por  causa da bobina; e o que pode ter acontecido com  bobina, ela gasta?” Não, ela não gasta.

Mas, você teve algum superaquecimento no motor nos últimos tempos? Porque quando o motor esquenta demais, chega quase a ferver ou a ferver, a bobina sofre com esse aumento da temperatura. E ela pode, sim, perder eficiência.

Então, aumento de consumo e redução de desempenho podem estar ligados à vela: ela pode estar boa, mas a bobina pode não estar.

SOBRE
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Laertes Barusso 3 de abril de 2021

Gostaria de receber algumas dicas de manutenção do vectra 2.2 8v. Ex.: Medir pressão e vazão da bomba de combustível, compressão de motor, teste da sonda lambida, teste do regulador de pressão e etc.
Grato,
Laertes Barusso

Avatar
Daniel Wiethorn 30 de março de 2021

Só p constar . Bobina funciona, ou não funciona.. diferente da afirmação feita no artigo, de que um aquecimento pode diminuir a eficácia.
O que pode acontecer é a bobina trincar, o isolamento pode se partir devido a dilatação. Oquecimento pode danificar, e nao diminuir a eficácia. Vazamento de tensão é uma coisa, e o valor da tensão gerada é outra .. Portanto, não trata-se de perda de eficiência do componente, e sim de vazamento de tensão. Da mesma maneira que ocorre vazamento de tensão nos cabos..
O que pode causar perda de eficiência na bobina, é alimentação insuficiente. Pq se a bobina não receber a voltagem apropriada na alimentação, bem como no seu aterramento, a alta tensão gerada no secundário tbm terá uma voltagem menor. Neste caso, existirá perda de eficiência. Diferente de quando existe vazamento de tensão. (Vazamento de faísca). Que leva a uma menor intensidade da faísca, e não o nível de alta tensão gerada
Na prática, se existir vazamento de tensão, a faisca na vela ficara menor, amperagem menor, mas a voltagems será a amesma que está sendo gerada na bobina. Portanto aquecimento pode danificar, comprometer totalmente, e nnao reduzir a capacidade . Por isso que disse, oou ffuncionaa ou não funciona .. PPq ou está em pleno funcionamento, ou danificada .. não tem essa dde redução de eficiência. Como disse . Só perde a eficiência se não estiver com aa alimentação eficiente ..

Avatar
Lorival Marques 11 de fevereiro de 2021

Meu Ford Ka Tecno, 1.0, 2018 está com 38 mil. Devo trocar as velas aos 40 mil?
Obs.: O desempenho está ótimo; não apresenta nenhum problema.
Grato! Forte abraço.

Avatar
Daniel Wiethorn 30 de março de 2021

Se o plano de manutenção sugerido pelo fabricante recomenda a substituição das velas com 40000 km.. sim vc deve trocar com 40000 km
quanto a cabos, não é a aparência do cabo que define a necessidade ou não de substituição. A verificação dos cabos de vela, pode ser feita com um simples teste de resistência de impedância. Utilizando um multímetro. (Pode ser o multímetro mais simples, já é possível realizar o teste) Verifica no site do fabricante, que todos disponibilizam uma tabela com os valores de impedância . Para cada modelo, existe um valor da resistência em ohms que o cabo precisa apresentar no teste.. bem como o percentual de tolerância nos valores obtidos no teste..
Isso não se define por aparência ou tempo de uso. É definido pela resistência ohmíca apresentada no teste.
Pede para o mecânico usar um multímetro, e não o zoiometro,

Avatar
Fernando Batista 11 de fevereiro de 2021

Eu faço a troca de velas e cabos uma vez ao ano e sempre tive bons resultados em consumo e desempenho do meu carro.

Avatar
Armando Luiz de Paula 10 de fevereiro de 2021

outro ponto de duvida, pode ser os cabos de vela? tenho um polo2014 sedan, nunca troquei cabo das velas.

Avatar
Andre Rocha 10 de fevereiro de 2021

Depende. São os cabos originais de fábrica? Se sim, a probabilidade de serem eles o problema é baixa, mas não descartável.

Avatar
Deixe um comentário