Ano de baixas: veja 10 carros que já saíram de linha em 2021

Nos primeiros meses de 2021, hatches, sedãs, picapes e SUVs de diferentes fabricantes deram adeus ao mercado brasileiro

chevrolet montana em producao fabrica gm sao caetano do sul
Montana é o mais recente veículo a sair de produção no Brasil (foto: Chevrolet | Divulgação)
Por Alexandre Carneiro
16 de maio de 2021 08:09

O ano de 2021 nem chegou à metade ainda, mas vários carros nacionais já saíram de linha: o AutoPapo contabilizou nada menos que 10 baixas, de diferentes fabricantes. E olha que, até o mês de dezembro, outros modelos também devem deixar o mercado.

VEJA TAMBÉM:

10 carros que saíram de linha em 2021

Ao que tudo indica, 2021 deve entrar para a história da indústria automobilística nacional como recordista em modelos descontinuados. Confira o listão e saiba quais carros já saíram de linha!

1. Chevrolet Montana

chevrolet montana 2020 frente
Segunda geração da Montana teve menos aceitação que a primeira (foto: Chevrolet | Divulgação)

A Montana é a última entre os caros que saíram de linha em 2021. A Chevrolet não confirma nem desmente essa informação e ainda mantém a picape no site comercial, na versão única LS, com preço a partir de R$ 78.790. Porém, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul antecipou o anúncio do encerramento da produção.

Com essa medida, a GM começa a adequar a fábrica para a produção de uma nova picape, derivada do atual Tracker. Trata-se de uma rival direta para a Fiat Toro e a futura Volkswagen Tarok. É possível que o novo modelo mantenha o nome Montana, mas isso ainda não está confirmado.

A saída da Montana do mercado não chega a surpreender. Derivada do igualmente extinto Agile, a atual geração baseava-se na antiquada plataforma 4.200, oriunda do primeiro Corsa. Ademais, desde que ganhou as ruas, em 2010, a atual gama nunca recebeu atualizações. As vendas também não iam bem: a caminhonete passou os últimos anos da carreira na lanterna do segmento.

2. Volkswagen up!

vw up 2020
Produção do up! durou apenas 7 anos (foto: Volkswagen | Divulgação)

A trajetória do up! no Brasil foi bastante curta: do lançamento, em 2014, até o fim da linha, no último mês de abril, passaram-se apenas 7 anos. O modelo sempre teve boas qualidades técnicas, mas nunca atingiu grandes volumes de vendas. A própria Volkswagen confirmou o encerramento da produção e nem exibe mais o subcompacto no site comercial.

Nos últimos tempos, o up! era vendido em versão única Xtreme, homologada para apenas quatro ocupantes. Curiosamente, a Volkswagen continua fabricando Gol e Fox, que têm projetos mais antigos, mas ainda conseguem manter volumes de vendas razoáveis. O primeiro, porém, deve sair de linha até o fim do ano.

3. Toyota Etios

toyota etios hatch branco de frente
Carros da linha Etios saíram de linha no mundo todo (foto: Toyota | Divulgação)

Outra despedida que já era esperada em 2021 foi a do Etios. O modelo, que há tempos não recebia atualizações, abre espaço na fábrica da Toyota em Sorocaba (SP) para o Corolla Cross.

O Etios nunca foi exatamente um sucesso comercial. Aliás, essa situação ocorreu não apenas no Brasil, como também na Ásia, onde a gama surgiu. Por isso, a Toyota desistiu de desenvolver uma nova geração global. Por aqui, a situação do modelo ficou ainda pior após a chegada da linha Yaris, em 2018.

4. Toyota Etios Sedan

toyota etios sedan prata lateral em movimento
Sedan e hatch chegaram e saíram juntos do mercado (foto: Toyota | Divulgação)

Os dois carros da gama Etios, o Hatch e o Sedan, saíram de linha juntos, no último mês de março. Alias, eles também chegaram simultaneamente ao mercado, em 2012. Ambos estavam na mesma situação: desatualizados e ofuscados pela gama Yaris.

5. Citroën C3

citroen c3 versao 100 anos
Citroën já não fabricava mais o C3 desde o ano passado (foto: Citroën | Divulgação)

Na primeira geração, até que o Citroën C3 conseguiu atingir um volume de vendas significativo. Contudo, a segunda safra, apresentada em 2012, sempre teve presença apagada no mercado. Nos últimos anos, em especial, o hatch mantinha um volume pífio de emplacamentos.

Informações extraoficiais indicam que o C3 já estava fora de linha desde o ano passado. O caso é que a Citroën não confirmou o encerramento da produção e manteve o modelo à venda, graças a estoques. Agora, em 2021, o fabricante finalmente o retirou da gama. Uma nova geração está em desenvolvimento, mas só deve chegar ao mercado em 2022.

6. Citroën AirCross

citroen c3 aircross 2016 vermelho de frente
AirCross sempre teve participação apagada no mercado (foto: Citroën | Divulgação)

“Irmão” de plataforma do C3, o AirCross tinha uma presença igualmente discreta no mercado. Com proposta mais aventureira e familiar que o hatch, o utilitário enfrentava, desde 2018, a concorrência interna do Citroën C4 Cactus, que tem projeto bem mais atual.

Desde o lançamento, em 2010, até fim da produção, o AirCross manteve a mesma carroceria, mas ganhou uma reestilização em 2015. O fim da trajetória foi idêntico ao do C3: os dois carros saíram de linha juntos, no ano passado, mas seguiram no site da Citroën até 2021. Enquanto o hatch terá uma nova geração, o utilitário não deixará sucessor direto.

7. Ford EcoSport

ecosportstorm 12
EcoSport inaugurou o segmento de SUVs compactos no Brasil (foto: Ford | Divulgação)

Ao contrário de outros carros do listão, a saída do EcoSport do mercado causou espanto. O fim da produção é consequência direta do fechamento das fábricas da Ford no Brasil, que passou atuar no país apenas como importadora. O SUV tinha um volume de vendas razoável e, em 2017, havia ganhado atualizações em design, acabamento e mecânica.

A história do EcoSport é diretamente associada ao surgimento dos SUVs compactos no Brasil: foi o modelo da Ford que inaugurou esse segmento, em 2003. A segunda e última geração surgiu em 2012 e chegou a ser fabricada em outros países. A gama teve diversas opções, inclusive versões com tração 4×4.

8. Ford Ka

ford ka hatch cinza de frente
Ka era o produto mais vendido da Ford no Brasil (foto: Ford | Divulgação)

Com o fechamento das fábricas, todos os carros nacionais da Ford saíram de linha, o que inclui também o Ka. Era um dos hatches mais tradicionais do mercado brasileiro: desde o lançamento, em 1997, três gerações do modelo estiveram à venda.

O Ka era o produto mais vendido e acessível da Ford no mercado brasileiro ao longo dos últimos anos. O hatch, em especial, mantinha presença constante no ranking dos 10 automóveis mais vendidos do país. Atualmente, o produto mais em conta da marca é a Ranger XL Cabine Simples, que tem preço de R$ 170.190.

9. Ford Ka Sedan

ford ka sedan cinza de frente em movimento
Carros nacionais da Ford saíram de linha devido ao fechamento de fábricas (foto: Ford | Divulgação)

Mais recente que os “irmãos” de plataforma, o Ka Sedan só apareceu em 2014, junto com a terceira e última geração da gama. Entrou para a história como um dos últimos carros nacionais da Ford, junto com o similar Hatch e o EcoSport: os três saíram de linha ao mesmo tempo.

10. Fiat Strada (antiga geração)

fiat strada working branca de frente
Antiga geração da Strada conviveu pouquíssimo tempo com a nova (foto: Fiat | Divulgação)

Quando lançou a nova Strada, no ano passado, a Fiat manteve a produção da antiga geração, unicamente na versão Hard Working Cabine Simples. A ideia era oferecer o produto decano em uma faixa de preço interior e atender, principalmente, à demanda dos frotistas. Isso gerou uma expectativa de que as duas safras conviveriam pelo menos até o fim de 2021.

Mas não foi o que aconteceu. Em janeiro, apenas seis meses após o lançamento da segunda geração, a Fiat descontinuou a antiga Strada. O motivo, segundo o fabricante, foi o sucesso do novo modelo, inclusive nas versões mais em conta. A picape era o último integrante da família Palio ainda em produção.

Bônus: Audi A3 Sedan

audi a3 sedan
Sem produção nacional, A3 seguirá no mercado via importação (foto: Audi | Divulgação)

O A3 Sedan entrou no listão como bônus porque constitui um caso à parte, já que ele seguirá no mercado como importado: a Audi, inclusive, já confirmou o lançamento da nova geração para setembro próximo. A unidade industrial de São José dos Pinhais (PR) já não fabricava mais o modelo há cerca de um ano. Todavia, o fabricante só confirmou o fim da produção em fevereiro último.

É a segunda vez que o Audi A3 sai de linha no Brasil: a primeira ocorreu em 2004, quando o modelo estava na primeira geração. Na época, só existia a configuração hatch. Sem produção local, o modelo perderá participação no mercado. O Sedan da nova linhagem virá em versão única, com preço bem mais alto, de R$ 284.990.

Audi repete a Ford? Empresa vai fechar fábrica no Brasil? Assista ao vídeo!

43 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Everton Anjos 21 de setembro de 2021

Lamentável, deixei de pegar a tradicional e maravilhosa Fiorino , para comprar uma Berlingo furgão, dando um voto de confiança para marca que prometia vir com tudo no mercado após a saida do Kango da Renault , agora saiu de linha e ficamos na mão , sem peças de reposição nem mão de obra adequada, enfim vamos segurar mais uma bomba dos Franceses.

Avatar
Sandro 20 de maio de 2021

Estão faltando peças básicas para Audi, Land Rover, BMW, Mercedes , além de Equinox, Amarok e Ranger…esses são os principais micos do momento em manutenção e reposição. Poderia falar sobre isso ?

Avatar
Denis William Magro 18 de maio de 2021

Etios é uma ótimo carro, melhor versão é a 1.5xs top top

Avatar
Denis William Magro 18 de maio de 2021

Normal e merecido, os novos vem com valor mais alto e os que saíram de linha o valor de tabela não é o mesmo, já que não encontra okm pra comprar

Avatar
Joao Barros 17 de maio de 2021

Para mim este negócio de tirar de linha o Etios foi uma estratégia para aumentar o valor dos veículos da Toyota. O Etios é um bom veículo!

Avatar
Konkonko 18 de maio de 2021

Concordo Tio

Avatar
João 17 de maio de 2021

Eu já mais troco uma picape saveiro cross por duas da fiat.

Avatar
Dikson Teixeira 17 de maio de 2021

Vc deve estar brincando, não dá nem pra comparar uma estrada e uma Saveiro, a estrada está 10 anos a frente, a Vê em geral, parou no tempo, culpa do corpo de administradores, que o mais novo tem quase 80 anos, não evoluíram.

Avatar
Gustavo fava 17 de maio de 2021

Exato!a Saveiro além de ter estrutura fraca, a suspensão traseira é um lixo…

Avatar
elioricardo 22 de maio de 2021

A saveiro pode ser bom mas a Fiat tem feixe de molas e melhor para levar carga sem exageros e claro

Avatar
Ribamar Fonseca Moura 18 de maio de 2021

É verdade

Avatar
Luciene 17 de maio de 2021

Pra ser justo….o cliente deveria ser indenizado,caso de processo,pela falta de respeito e comprometimento com cliente.

Avatar
Carlos Henrique Morais da silva 17 de maio de 2021

Acho uma falta de respeito com muitos clientes da Fiat inclusive amim. Te tirado o antigo modelo sem um prazo aviso para os clientes como eu e os demais. Possuía uma Strada Heder work ano 20018 vendi para compra o mesmo modelo a fridom chegando na concessionária recebi a péssima notícia que não estavam fabricando mais. Se a Fiat tivesse tido um aviso prévio que o velho modelo iria deixa de fábrica tinha ficado com aminha pois o novo modelo não gostei aquém goste e claro mais e gosto cada pessoa tem o seu pois é depois da péssima notícia do antigo modelo não continuarei mais na Fiat. Estou indo para uma boa picape também que e a saveiro e que têm ainda uma boa opção de escolha

Avatar
HENRIQUE DOUGLAS SILVA GOMES 18 de maio de 2021

Fica com a Strada mesmo, desvaloriza menos que a Saveiro e é melhor em tudk mesmo da geração antiga!

Avatar
Edimar Vargas 19 de maio de 2021

Basta você acompanhar os canais no You Tube e sites para ter a informação de modelos que serão descontinuados e lançamentos. Montadora comunicar que modelo de carro vai sair de linha, esqueça. Até por que as concessionárias ficam com tais modelos no estoque e isso prejudicaria as mesmas.

Avatar
Wal Dornellas 17 de maio de 2021

Considerando a forte concentração de renda que está ocorrendo no Brasil e que deve se intensificar daqui em diante, é provável que mais montadoras deixem de fabricar no Brasil, optando apenas por importar modelos de luxo e as que ficarem também se concentrem na produção desses modelos caríssimos, porém em pequena escala.

Avatar
Marcelo Malta 17 de maio de 2021

Desses que estão saindo, sinceramente, nenhum vai fazer falta. Pode ser que o Ford Ka faça falta, mas não é um carro que me atraiu em ter. Agora Vectra, Corsa motor 1.4, Astra, esses sim são carros que fazem falta.

Avatar
Isaias alexandre 17 de maio de 2021

Saiu de linha, mais os preços continuam, com valores de veículos de linha ( absurdo)

Avatar
Denis William Magro 18 de maio de 2021

Normal e merecido, os novos vem com valor mais alto e os que saíram de linha o valor de tabela não é o mesmo, já que não encontra okm pra comprar

Avatar
Waslon 17 de maio de 2021

Etios e Montana nem deveriam ter existido de tão feios.

Avatar
Geraldo M. Carmo 17 de maio de 2021

Montana é lindo

Avatar
Geraldo laranjeira 17 de maio de 2021

Comprei uma estrada adventro 20016 com 23 mil km ja deu pau no motor

Avatar
João Batista Alves 17 de maio de 2021

Bom dia a todos, o preço de carro no Brasil independentemente da marca ou modelo são absurdamente caríssimos,sem falarmos de combustível, seguro, revisão, etc …quem muda esse quadro ?… nós consumidores, quando enxergarmos que são grandes indústrias tirando *leite da pedra*…saberemos que à décadas estamos sendo iludidos…esse é o meu desabafo…

Avatar
Milton Cezar 17 de maio de 2021

Comprar carro a peso de ouro não dá…no Brasil tudo o que se relaciona a carros tem o preço inviável para o consumidor ( peças, pneus, combustíveis, manutenção e ainda tem o pedágio nas estradas). A cada reestiização o preço quase dobra…

Avatar
Dikson Teixeira 17 de maio de 2021

Isto é fruto dos altos impostos, acostumaram muito mal o povo brasileiro, é tudo de graça, saúde, educação, internet, água, energia, passagem de ônibus, até ajuda financeira estão dando agora, aí não tem imposto que chegue…

Avatar
João 17 de maio de 2021

Está completamente certo esse raciocínio. Não há sopa grátis. A conta vem depois, bem mais cara.
Uma vez questionaram o Circ du Soleil ser bem mais caro aqui do que em alguns países. Resposta do Circ: temos que incluir as “gratuidades no preço”. E ora que, por educação não mencionaram os “caronas”.

Avatar
DULCE HELENA GOMES DA SILVA 16 de maio de 2021

Comprei um UP a pouco tempo,sofri um acidente e preciso trocar o airbag do motorista..estou sem o carro pois não tem a peça.. E a Volkswagen n tem prazo p entrega..nao sei mais o que fazer. Necessito do carro ..pois sou cardíaca. E se nao fabricar mais como fica..alguem sabe me responder???

Avatar
A J Araújo 17 de maio de 2021

Dulce:Lamentável mas é a realidade.
Estou esperando recall pra trocar airbag com defeito(nem previsão)
Eles querem que você compre outro veículo, mais caro e novo

Temos que partir p uber

Avatar
Rafael Arduini 21 de maio de 2021

Procura um advogado e entra na justiça.

Avatar
Priscilla 16 de maio de 2021

Preços

Avatar
Joelson Jose C. Dantas 17 de maio de 2021

Pra mim essa tal de Montana e os carros da Citroen são tudo carroças e não vão deixar saudade

Avatar
Comentarista 16 de maio de 2021

Por mim pode sair todos os carros de linha. Andar de Uber é muito melhor, mais conveniente, econômico e sem estresse.

Avatar
Fernando B 16 de maio de 2021

E o Uber é o que? Uma nave interplanetária?

Avatar
William 16 de maio de 2021

Muito interessante teu comentário, mas vejamos: se todos veículos saírem de linha, logicamente não haverá mais produção e tbm indústria, sendo assim, como vai existir Uber?

Avatar
Paulo Maluche 17 de maio de 2021

Realmente. Pra quem não necessita o carro como uma ferramenta de trabalho, o Uber é muito mais vantajoso. Sem contar que você tem um motorista. Rssssssssss

Avatar
Octávio Nepomuceno 19 de maio de 2021

Vcs q andam de Uber são exploradores de mão de obra análoga a escravi.dao! Hipocrisia !! Gostam de levar vantagem. O motorista trabalha como um condenado sem direitos trabalhistas e no fim do mês não leva um salário mínimo pra casa, tirando os mentirosos q contam histórias.

Avatar
José Carlos da Silva 16 de maio de 2021

Indiscutivelmente o Audi A3 é belíssimo! Mas não há segurança alguma em adquirir um sedã médio, agora que virá importado, a esse preço astronômico. O mercado automotivo brasileiro não privilegia os mais pobres nunca. E viva as carroças a preço de ouro!

Avatar
B. NOVO 16 de maio de 2021

Tem coisas difíceis de entender…
Por 21 mil de diferença, será que é vantagem comprar o Yaris em detrimento do Etios?
Sinceramente, eu acho que não.

Avatar
Lafayette Pereira de Magalhaes 16 de maio de 2021

Para a imprensa especializada tudo tem que ser tecnológico, assim adeus para o ETIOS e seu parceiro sedan, mas para o consumidor é bom ter algumas alternativas econômicas, resta o FOX no mercado com um preço abaixo da concorrência e bom nível de equipamentos, sem contar com a tradicional robustez VW

Avatar
Rogerio Ramos 16 de maio de 2021

Os fabricantes acham que o consumidor só quer SUV. Que saudade de carros baixos igual ao Etios, q pena q vao3 tirar a Montana, que tem a maior caçamba e é confortavel de mecanica simples e barata. Os criticos ficam chamando de obsoleto os veiculos de mecanica simples e barata. O que vale são os complexos e caros. De que adianta o carro ser economico no combustivel se na oficina a gente vende a alma para consertar. Não sei porque caminhamos neste sentido.

Avatar
Robert 17 de maio de 2021

Caro Rogerio em resposta: Porque o Brasil e, um pais de imbecis, na verdade, tudo isso esta ocorrendo por conta da economia em decline…

Avatar
TJ Grubba 17 de maio de 2021

Concordo com vc, comprador de carro no Brasil e imbecil como podem pagar 30k de agio no Corrola Cross que eu uma versão piorada do Sedan ?

Avatar
elioricardo 22 de maio de 2021

E difícil de entender o etios pode não ter um desenho que não agradou mas é um carrinho bem confiável quanto ao yaris a diferença e de fato grande vai do consumidor mais digo uma coisa tá um absurdo o valor dos carros

Avatar
Deixe um comentário