[0 km x usado] Chevrolet Onix Advantage x Fiat Argo Precision 2017/18

Comparativo de compactos automáticos entre R$ 56 mil e R$ 60 mil: líder de vendas zero-quilômetro enfrenta rival mais equipado e potente com um ano de uso

Por Fernando Miragaya 27/12/18 às 09h30
comparativo argo e onix

O Onix fecha mais um ano como rei absoluto do mercado. É o carro mais vendido do país com o dobro de emplacamentos em relação ao segundo colocado. Uma das razões para sua baixa desvalorização, aliado ao bom custo-benefício e excelente liquidez. Mas pelo mesmo preço da versão Advantage 1.4 automática, recentemente lançada, dá para comprar um Fiat Argo Precision, maior, com motor 1.8, plataforma moderna e pouco mais de um ano de uso.

Chevrolet Onix Advantage é opção mais em conta da gama a oferecer câmbio automático de seis marchas

Desempenho e prazer ao dirigir

Chevrolet Onix Advantage Fiat Argo Precision
2 ★★☆☆☆ 4 ★★★★☆

O modelo da GM é bem racional nesse sentido. Usa motor 1.4 datado, da Família I, com rodar áspero, mas que se entende bem com o câmbio automático de seis marchas, com mudanças suaves na maior parte do tempo. As respostas em baixo giro é que desagradam e o modelo demora e embalar, com perda de fôlego em subidas. Por isso, as retomadas requerem atenção. Só em altas rotações é que os 106/98 cv rendem melhor.

O motor 1.8 16 v do Argo também é um velho conhecido. O E.torQ de 139/135 cv vibra bastante, mas recebeu um trato para o hatch premium. As arrancadas são boas, enquanto as acelerações e primeiras mudanças da caixa automática de seis velocidades em baixas rotações são morosas. Só mesmo depois dos 60 km/h é que o propulsor embala e atinge velocidades maiores sem dificuldades. Nas retomadas, a transmissão tende a ficar indecisa entre a terceira e a quarta, porém, depois o 1.8 enche com vontade para ultrapassagens e trechos de subida.

Segurança

Fiat Argo Precision tem o mesmo conjunto mecânico, formado por motor 1.0 e câmbio automático, da versão HGT
Chevrolet Onix Advantage Fiat Argo Precision
2 ★★☆☆☆ 3 ★★★☆☆

O Chevrolet Onix Advantage tem comportamento dinâmico razoável. A carroceria torce nas curvas e a direção exige leves correções na estrada em velocidades acima dos 100 km/h permitidos. Nos últimos testes do Latin NCAP (janeiro de 2018) levou três estrelas em um máximo de cinco na avaliação de segurança para adultos e crianças, depois de ter recebido nota zero – a GM aplicou reforços estruturais e aprimorou a absorção de energia nas portas contra impactos laterais. Na parte de equipamentos, a versão só oferece sistema de monitoramento de pressão dos pneus e Isofix além dos obrigatórios airbag duplo e freios ABS. Só na linha 2019 todos as versões passaram a ter o terceiro encosto de cabeça traseiro.

Controles de estabilidade e de tração, assistente à partida em rampas, Isofix e monitoramento dos pneus fazem parte dos itens de série do Fiat Argo Precision. Com paciência, pode-se encontrar um seminovo com airbags laterais e câmera de ré, que eram opcionais. O comportamento dinâmico é interessante a maior parte do tempo. A direção passa precisão em altas velocidades, mas poderia ser um pouco mais pesadinha nessas situações. Nas curvas, o modelo se porta bem e a carroceria oscila dentro do esperado, sem sustos. O carro não foi avaliado pelo Latin NCAP.

Espaço interno e conforto

Chevrolet Onix Advantage é opção mais em conta da gama a oferecer câmbio automático de seis marchas
Chevrolet Onix Advantage Fiat Argo Precision
2 ★★☆☆☆ 3 ★★★☆☆

O Chevrolet Onix Advantage oferece boa posição de dirigir, volante com boa pegada – deve ajuste de profundidade – e o espaço na frente é limitado como em qualquer compacto. Atrás dois adultos têm pouco vão para pernas e joelhos. A suspensão é bem calibrada para a cidade e absorve bem as imperfeições. O acabamento é simples e abusa do plástico rígido e de textura pouco agradável. O isolamento acústico deixa a desejar na maior parte do tempo.

A posição de dirigir no Argo é agradável, com os comandos principais bem posicionados e espaço relativo para pernas, joelhos e ombros. Só que o volante grande destoa da proposta do hatch e tem pegada estranha. No banco traseiro, dois adultos e uma criança viajam sem apertos, também sem grandes folgas. A suspensão é um pouco mais firme nesta versão Precision e, mesmo assim, absorve bem os buracos. O isolamento acústico é falho em altas velocidades.

Equipamentos

Fiat Argo Precision tem o mesmo conjunto mecânico, formado por motor 1.0 e câmbio automático, da versão HGT
Chevrolet Onix Advantage Fiat Argo Precision
2 ★★☆☆☆ 4 ★★★★☆

Na nova configuração Advantage, o carro mais vendido do país só sai com o básico para sobreviver. Ar-condicionado, direção elétrica, trio com vidros elétricos apenas na frente, computador de bordo, banco do motorista e volante com regulagem de altura, alarme, som com Bluetooth, USB e comandos no volante, encosto traseiro rebatível e faróis de neblina. Nesta versão, a central multimídia MyLink só como acessório de concessionária.

O Fiat Argo Precision recebe os mesmos itens do Chevrolet Onix Advantage, mais ajustes de profundidade do volante, sistema start/stop, borboletas na direção para trocas manuais sequenciais, controle de cruzeiro, vidros traseiros elétricos, rodas de liga leve aro 15” e encosto bipartido atrás. A central multimídia Uconnect espelha smartphone e tem Bluetooth e USB. Os modelos recheados com toda a sorte de kits opcionais ainda vêm com retrovisor eletrocrômico, ar automático, sensores de luminosidade e de chuva, espelhos rebatíveis eletricamente, couro e chave presencial.

Desvalorização

Chevrolet Onix Advantage Fiat Argo Precision
5 ★★★★★ 3 ★★★☆☆

O Onix é o rei da baixa desvalorização e tem ótima liquidez. Pela Fipe, a Advantage 1.4 0 km tem perda de apenas 8,5% após um ano. Além disso, o carro passou por reestilização em 2016, porém, o “drama” é que o compacto ganhará geração novinha em folha no fim de 2019. Pelo menos, o modelo atual deverá ser mantido como versão de entrada da linha.

O Argo foi lançado em 2017 como linha 2018 e tem depreciação moderada, na casa dos 5%. A vantagem é que o face-lift de meia-vida ainda vai demorar, contudo a linha 2019 já dispõe de mais equipamentos para a versão Precision. Além disso, modelos do “primeiro ano de vida” de um projeto tendem a ter liquidez levemente pior.

Manutenção e pós-venda

Chevrolet Onix Advantage é opção mais em conta da gama a oferecer câmbio automático de seis marchas
Chevrolet Onix Advantage Fiat Argo Precision
4 ★★★★☆ 3 ★★★☆☆

Onix Advantage 1.4 AT

Cesta de peças: os 2 amortecedores traseiros custam R$ 591,26, e o jogo com 4 pastilhas dos freios dianteiros, R$ 238,08. A bomba de combustível sai por R$ 1.229,39, e a correia dentada, por R$ 44,22. O farol dianteiro direito (conjunto) tem preço de R$ 1.378,31, a lanterna traseira esquerda (conjunto), de R$ 764,26, e o retrovisor externo esquerdo, de R$ 437,13.

Revisões: a primeira, aos 10.000 km, custa R$ 248, e a segunda, aos 20.000 km, R$ 488. O preço da manutenção de 30.000 km vai para R$ 648. Porém, a de 40.000 km sai por R$ 468, e a de 50.000 km, por R$ 412. A revisão mais cara é a dos 60.000 km: R$ 992.

Argo Precision 1.8 16V AT6 2017/18

Cesta de peças: o jogo com 2 amortecedores traseiros custa R$ 266,04, e o jogo com 4 pastilhas dos freios dianteiros, R$ 268,86. A bomba de combustível sia por R$ 596,26. O motor tem corrente de comando, que não exige troca periódica. O preço desse componente é de R$ 238,22. O farol dianteiro direito (conjunto) tem valor sugerido de R$ 1.621,49, a lanterna traseira esquerda, de R$ 858,45, e o retrovisor externo esquerdo, de R$ 949,74.

Revisões: a primeira manutenção programada ocorre só aos 20.000 km e custa R$ 548. A segunda, aos 30.000 km, é tabelada em R$ 472, a terceira, aos 40.000 km, R$ 728, e a quarta, aos 50.000 km, R$ 492. Aos 60.000 km ocorre a revisão mais onerosa: R$ 1.096. A parada seguinte, aos 70.000 km, tem preço de R$ 472.

Consumo

Fiat Argo Precision tem o mesmo conjunto mecânico, formado por motor 1.0 e câmbio automático, da versão HGT
Chevrolet Onix Advantage Fiat Argo Precision
3 ★★★☆☆ 2 ★★☆☆☆

As médias de consumo do Chevrolet Onix Advantage, segundo o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro, é de 7,9 km/l na cidade e de 9,7 km/l ,a estrada, com etanol. Quando abastecido com gasolina, os números vão para 11,6 km/l no ciclo urbano e 14,0 km/l no rodoviário. O modelo recebeu nota C em sua categoria e nota B no geral. Não tem selo de eficiência energética.

Já o Fiat Argo Precision 1.8 AT6 obteve, também de acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro, as médias de consumo de 7,1 km/l na cidade e de 9,5 km/l na estrada, com etanol. Os resultados com gasolina são de 10,1 km/l em trajetos rubanos e de 13,2 km/l nos rodoviários. O hatch recebeu nota E em sua categoria e nota geral. C. Assim como o rival, ele não tem selo de eficiência energética.

Porta-malas

Chevrolet Onix Advantage Fiat Argo Precision
2 ★★☆☆☆ 2 ★★☆☆☆

Os 280 litros do Onix acomodam apenas duas malas médias e alguns pequenos volumes. O do Argo, com 300 litros, não é tão maior e leva basicamente o mesmo.

Veredito

Chevrolet Onix Advantage Fiat Argo Precision
22 24

O Argo seminovo leva a melhor pela dirigibilidade, nível de conforto superior e motor com mais disposição. O hatch da Fiat é bem acertado, tem bom custo benefício e pode-se dizer que finalmente a marca italiana acertou com um carro de passeio acima da linha “mais popular”. O Onix é para o público que realmente não abre mão de um carro zero confiável, com a benesse de um câmbio automático eficiente, fácil de revender e com baixa desvalorização.

O Fiat Argo Precision seminovo leva a melhor sobre o Chevrolet Onix Advantage pela dirigibilidade, nível de conforto superior e motor com mais disposição

Fotos: Chevrolet e Fiat | Divulgação

SOBRE
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
LUIZ ANTONIO DANIEL DO NASCIMENTO BROGLIATO 10 de maio de 2019

Poderia comparar com argo 1.3

Avatar
Hélcio 27 de dezembro de 2018

Estranho comparar um carro 1.4 com um 1.8.

AutoPapo
Alexandre Carneiro 27 de dezembro de 2018

Caro Hélcio
Os comparativos 0 km x usado tomam como base unicamente a faixa de preço. Por isso, nesse tipo de matéria, que o AutoPapo já vem publicando há alguns meses, é comum que o veículo seminovo tenha motor mais potente ou até mesmo pertença a um segmento mais sofisticado. A ideia é justamente mostrar as vantagens e desvantagens dos diferentes produtos que o consumidor pode adquirir por aquele valor.
Abraço!

Avatar
Deixe um comentário