Stellantis lança furgões elétricos Citroën ë-Jumpy e Peugeot e-Expert

Os novos Citroën ë-jumpy e Peugeot e-Expert são os primeiros furgões médios elétricos do Brasil e iniciam a linha comercial elétrica da Stellantis

peugeot e expert dianteira em movimento cidade
Os novos furgões elétricos saem por R$ 329.990 (Foto: Peugeot | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
29 de novembro de 2021 12:51

A Citroën revelou mais cedo, em novembro, que traria ao Brasil o furgão elétrico ë-Jumpy. Hoje (29) a Stellantis realizou o lançamento oficial desse furgão e de seu irmão Peugeot e-Expert no Brasil. Essas versões elétricas virão importadas da França.

A Stellantis diz que o uso ideal desses furgões elétricos é o chamado “last mile,” a entrega dos produtos para os consumidores finais. As rotas desse tipo de entrega é majoritariamente urbana e, geralmente, é de um galpão para uma rota de entrega pré-determina. Com um veículo elétrico essa rota pode ser otimizada para sua autonomia e reduzir os custos com combustível da empresa.

citroen e jumpy visao de corte mostrando motor e baterias
O conjunto de baterias fica sob o assoalho sem roubar o espaço da carga (Foto: Citroën | Divulgação)

VEJA TAMBÉM:

Preços e garantia

Tanto o Citroën ë-Jumpy quanto o Peugeot e-Expert contam com o mesmo pacote de equipamentos, serviços, garantia e preço. A escolha fica pelo desenho ou afinidade com a rede de concessionários.

O preço dos furgões parte de R$ 329.990. O valor é mais alto que o das versões diesel feitas no Uruguai, mas a Stellantis promete gastos menores para manter os veículos: o preço das revisões é 60% mais em conta.

Toda a rede de concessionários será capacitada para atender esses veículos a partir de 2022 e a Peugeot possui os seus e-Centers, uma rede especializada em elétricos. A garantia do veículo é de 3 anos ou 100 mil km, as baterias de tração possuem 8 anos ou 160 mil km de garantia.

Uma parceria com a Faarte foi firmada para realizar o descarte das baterias quando chegarem ao final de seu ciclo de vida.

Capacidade de carga e autonomia

Os Citroën Jumpy e Peugeot Expert que conhecemos são movidos por um motor 1.6 turbodiesel e podem levar até 1.500 kg de carga. Suas versões elétricas usam um motor elétrico de 136 cv e 26,5 kgfm. É uma vantagem de 21 cv sobre o diesel, porém o torque é 4 kgfm menor.

A capacidade de carga é homologada para 1 tonelada, ante os 1.500 kg da versão diesel. Em compensação, o volume de carga de 6,1 m² foi mantido. O conjunto de baterias com capacidade para 75 kWh ficam sob o assoalho e não roubam espaço na área de carga.

citroen e jumpy tomada de recarga
Uma carga rápida de 45 minutos garante 80% da capacidade das baterias (Foto: Citroën | Divulgação)

Segundo o Inmetro, o Citroën ë-Jumpy e o Peugeot e-Expert possuem autonomia urbana de 330 km. A autonomia rodoviária não foi revelada, mas a velocidade máxima de 130 km/h reforça o apelo urbano desses furgões.

A carga completa dessas baterias leva 7h30min em rede trifásica de 11 kW. Uma carga rápida de 100 kW complete 80% de carga em apenas 45 minutos.

Comodidade para o motorista

As versões à combustão desses furgões já são conhecidas pelo conforto e por serem fáceis de dirigir como um carro de passeio. Na versão elétrica essas características foram mantidas e ganharam alguns equipamentos que ajudam ainda mais a vida do trabalhador.

O freio de estacionamento é elétrico e os furgões conta com assistente de partida em rampa. Também vêm de série o sensor de fadiga, sensor crepuscular, sensor de chuva, sensor de estacionamento e sistema de monitoramento de pressão dos pneus.

Por serem elétricos, o ë-Jumpy e o e-Expert possuem um câmbio com apenas uma marca à frente. Nesses modelos também é oferecida uma central multimídia, com conectividade Android Auto e Apple Car Play, tela de 7 polegadas, conta com a plataforma CART e exibe imagens de uma câmera de ré com visão 180°. A central já traz pontos de recarga mapeados em seu navegador.

O painel de instrumentos continua analógico, mas com uma tela digital no centro que mostra o funcionamento do powertrain elétrico. O motorista pode escolher entre três modos de condução: eco, normal ou power.

Ainda não andamos nessas versões elétricas, mas já avaliamos a versão diesel da Citroën Jumpy. Confira:

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Osmane Damianse 29 de novembro de 2021

O furgão vai acabar e o cara não vai pagar a diferença em relação ao Furgão a Diesel e já é um preço absurdo!!! Esse mundo verde vai demorar a chegar por aqui!!!

Avatar
Airplane 29 de novembro de 2021

O preço chega a ser mais do que o dobro das versões à diesel dos dois modelos, que custam segundo a tabela Fipe, R$ 140, 7 mil e R$ 140,6 mil, respectivamente.

Avatar
Deixe um comentário