Como transportar bicicletas sem cometer infrações

Motoristas podem até mesmo perder a carteira se forem pegos com todas as irregularidades ligadas ao transporte das bikes

Por Laurie Andrade 15/06/18 às 14h20

Transportar bicicletas  no carro é uma missão um tanto quanto complicada. Tanto é que o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) criou, em 2010, uma resolução específica para cuidar do assunto. A Resolução 349 indica como os motoristas devem posicionar os veículos. Deixar de cumprir as determinações descritas no documento fere pelo menos outros dois artigos do Código de Trânsito Brasileiro, 230 e 231.

As regras mais básicas são: as bicicletas não podem atrapalhar a visibilidade das placas ou luzes do carro, nem comprometer a estabilidade ou a condução do automóvel. Para transportar bicicletas na tampa traseira, é preciso utilizar a segunda placa.

A única lâmpada que pode ser tampada pelas bicicletas é a lanterna de freio elevada (terceira luz de freio ou brake-light).

Como transportar bicicleta no carro:

  • As bikes não podem extrapolar o peso máximo especificado para o carro ou sua largura máxima.
  • Não podem ultrapassar a frente do automóvel ou as dimensões autorizadas na Resolução nº 210.
  • As bicicletas devem estar bem acondicionadas, de modo que não se arrastem ou caiam na via.
  • O transporte pode ser feito no teto, desde que fixada em dispositivo apropriado.
  • Todos os acessórios, tais como cabos, correntes, lonas, grades ou redes que sirvam para acondicionar, proteger e fixar a carga deverão estar devidamente ancorados e atender aos requisitos da Resolução 349.

VEJA TAMBÉM:

Segunda placa traseira

A segunda placa traseira de identificação deve ser lacrada na parte estrutural do veículo em que estiver instalada, lado direito do pára-choque ou carroceria.

Transportar bicicletas não é tarefa simples... Para facilitar para os motoristas, o Contran fez uma resolução específica para o assunto.
Foto Shutterstock | Reprodução

Infrações por levar bicicleta no carro do jeito errado

Listamos algumas infrações comuns quando o assunto é transportar bicicletas. A máxima “é melhor prevenir do que remediar” é muito válida para os motoristas que podem até mesmo perder a carteira se forem pegos com todas as irregularidades citadas abaixo:

Art. 230. Conduzir o veículo:

I – com o lacre, a inscrição do chassi, o selo, a placa ou qualquer outro elemento de identificação do veículo violado ou falsificado;

IV – sem qualquer uma das placas de identificação;

VI – com qualquer uma das placas de identificação sem condições de legibilidade e visibilidade.

É infração gravíssima.

Art. 231. Transitar com o veículo:

II – derramando, lançando ou arrastando sobre a via:

a) carga que esteja transportando;

c) qualquer objeto que possa acarretar risco de acidente.

É infração gravíssima.

Art. 231. Transitar com o veículo:

IV – com suas dimensões ou de sua carga superiores aos limites estabelecidos legalmente ou pela sinalização, sem autorização.

É infração grave.

V – com excesso de peso, admitido percentual de tolerância quando aferido por equipamento, na forma a ser estabelecida pelo CONTRAN.

É infração média.

Abaixo um exemplo de como não transportar bicicletas:

Transportar bicicletas não é tarefa simples... Para facilitar para os motoristas, o Contran fez uma resolução específica para o assunto.
Foto Shutterstock | Reprodução

Como as bicicletas não podem ultrapassar a largura do automóvel que as estão carregando, muitos ciclistas retiram a roda dianteira dos veículos para andar com elas no suporte traseiro. O carro acima também não acoplou a segunda placa traseira, como determina a lei.

3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Tiago 21 de setembro de 2020

    Pode carregar ela com um suporte de engate, mas que as bicicletas vão estar no mesmo sentido do carro? Ao invés de estar perpendicular com o sentido do carro.

  • Avatar
    Bonetto 17 de junho de 2018

    Todas essas leis são a cara do Brasil..
    Arapucas de leis e mais leis pra te roubar
    Desde radares escondidos até como vc deve c posicionar dentro do veículo e como transportar uma bike..
    Enquanto isso….
    Lá c vão os bilhões e bilhões…
    E ridículo…..tenho vergonha de ser brasileiro

  • Avatar
    jvc 15 de junho de 2018

    É tanta complicação, burocracia e margem para interpretações diversas pelas forças “policiais” que o melhor é carregar na caçamba da picape mesmo…

Avatar
Deixe um comentário