Conheça as principais razões pelas quais as baterias do carro falham

Ter uma boa bateria é importante para o seu carro, mas outros fatores podem atrapalhar no funcionamento e na durabilidade desse componente

bateria heliar em cofre de motor com mecanico avaliando
Baterias de qualidade duram mais, mas problemas no carro podem esgotá-las (Foto: Heliar | Divulgação)
Por AutoPapo
10 de fevereiro de 2022 18:10
CONTEÚDO PATROCINADO

A bateria é um componente essencial para um carro. Sem ela o veículo não pode dar a partida e, assim, te deixará na mão quando mais precisar. Ter sempre uma de qualidade é importante, mas é preciso também ficar atento a outros detalhes que podem fazer esse componente do carro falhar.

Para te ajudar a cuidar melhor de sua bateria, a Heliar – a marca líder das montadoras – passou algumas dicas com o que pode comprometer esse componente. Seguindo essas dicas você poderá descobrir, ou ter uma ideia, do que está causando problemas a sua bateria.

Precisou trocar a bateria? Confira como escolher a ideal:

VEJA TAMBÉM:

Alternador

É importante ter uma correia do alternador reserva, caso precise trocá-la enquanto estiver na estrada
O alternador é responsável por carregar a bateria (Foto: Shutterstock)

O estado dos componentes periféricos como alternador, motor de partida e sistemas elétricos em geral afeta diretamente a vida útil das baterias. A bateria depende do alternador para recarregar. Se o alternador não estiver funcionando adequadamente, ela pode morrer com frequência. Um alternador defeituoso pode ocasionar excesso ou falta de carga na bateria, o que leva à sobrecarga ou à subcarga. A sobrecarga pode ser causada de duas formas:

  • Excesso de tensão – Na maioria das vezes, é ocasionado por problemas no regulador do alternador que entra em colapso e permite que a carga seja maior do que a projetada para o veículo.
  • Excesso de corrente – Ocorre devido ao desbalanceamento elétrico provocado por excesso de componentes instalados (GPS, implementos, validadores, entre outros),que, em sua maioria, não estavam previstos no projeto elétrico inicial. Como consequência, pode ocorrer a descarga em descanso.

Isso é conhecido no campo como “corrente de fuga” e, nessa situação, há consumo de energia da bateria mesmo com o motor à combustão desligado, ou seja, sem recebera carga do alternador. Esse processo de carga e descarga diário faz com que a baterias e já aquecida além do esperado, ocasionando a sobrecarga por corrente elétrica.

A subcarga ocorre quando a bateria deixa de receber energia. Pode ser causada por problemas no alternador como circuito aberto ou, até mesmo, falha mecânica de correia ou no sistema do motor a combustão. Também pode ser ocasionada por baixa utilização do veículo. Nesse caso, o indicado é que a bateria seja retirada do veículo ere carregada em equipamento adequado.

O motor de partida com problemas pode exigir mais do que a bateria foi projetada para atender e isso resultará na diminuição da vida útil do produto. Às vezes, um fusível quebrado pode descarregar a bateria, mesmo quando o carro está desligado. O cabo de vela pode estar desgastado e gasta mais bateria para dar partida.

Cabos

shutterstock bateria branca em cofre de motor
Cabos com problemas não combinam com bateria nova (Foto: Shutterstock)

Cabos e conexões são as vias de acesso à energia elétrica que entra e sai da bateria e qualquer componente do veículo que venha apresentar problemas pode afetar o equipamento. Por isso, a fixação dela e dos cabos de energia também são pontos importantes a serem observados.

Baterias com má fixação ou soltas podem ser danificadas internamente devido à vibração do veículo, tendo, portanto, sua vida útil reduzida ou até mesmo favorecendo a ocorrência de curto-circuito, o que ocasionará a perda imediata do produto.

Conexões soltas ou danificadas geram dificuldade na passagem da corrente elétrica e exigem mais do produto para realizar o mesmo trabalho, gerando aquecimento desnecessário ao componente. Uma bateria fraca coloca pressão adicional no sistema de carga e no motor departida, fazendo com que ambos falhem enquanto tentam compensar a falta de tensão ou corrente.

Sinais como partida “pesada”, oscilações em lâmpadas e aquecimento excessivo na bateria podem indicar que o produto já está chegando no final de vida. Se o motor dava partida mais fácil e agora não mais é sinal de que a vida útil da bateria está chegando ao fim.

Acessórios

novo sandero 4
Instalar uma central em um carro sem pode sobrecarregar o sistema elétrico (Foto: Renault | Divulgação)

A instalação de novos equipamentos no carro exige uma adequação do sistema elétrico do carro. Cada veículo possui uma demanda de energia específica, por isso a bateria segue o padrão de carga energética que foi determinado pela montadora. Ao adicionar novos equipamentos elétricos e eletrônicos que não vieram de série, como módulos de som, alarme, rastreador, ar-condicionado e vidros elétricos, por exemplo, é preciso consultar um técnico eletricista para fazer as mudanças necessárias, para evitar sobrecargas.

Caso contrário, o automóvel sofrerá um desequilíbrio elétrico, causando um superaquecimento da bateria. Esse problema se dá quando há um consumo maior de energia do que a carga produzida pela mesma.

Nesse caso, é recomendado fazer um redimensionamento do sistema, colocando um alternador com potência maior, ou então diminuir o número de equipamentos para poder balancear de novo o sistema.

O desequilíbrio elétrico acontece quando se tem um consumo maior do que a energia produzida. Um exemplo: tenho um alternador no carro de 120 amperes e na hora que eu ligo o aparelho de som mais pesado, o consumo fica acima, então acaba tirando esse excedente de energia da bateria.

Nesse caso, em vez de o alternador recarregar a bateria, enviará a energia para o some o direcionando o excedente para ela. Para prolongar a vida da bateria, o recomendado é fazer uma manutenção adequada. Cuidados simples como fazer a limpeza dos terminais e dos orifícios de respiro e verificar o funcionamento elétrico podem evitar problemas.

Sobre a Heliar

A Heliar, marca líder entre as montadoras, conta com mais de 90 anos de história, oferecendo aos motoristas tecnologias avançadas que atendem exigências internacionais.

As baterias Heliar Super Free duram até 3 vezes mais que as baterias similares. A marca possui uma linha completa de baterias para atender a demanda ideal dos veículos. A Heliar é a única marca que oferece 30 meses de garantia nos principais modelos de baterias SLI do mercado.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Os comentários estão fechados.