Por que a gasolina Podium é ideal para o tanquinho de partida a frio?

Em veículos flex, o combustível pode permanecer muito tempo no subtanque de partida a frio, principalmente nos períodos mais quentes do ano

tanquinho de partida a frio
Geralmente, tanquinho de partida a frio fica posicionado no cofre do motor (Foto: AutoPapo)
Por Alexandre Carneiro
21 de abril de 2021 08:38

O seu carro é flex? E ele tem o subtanque de partida a frio, mais conhecido como tanquinho de gasolina? Se a resposta é sim, fica a dica: vale a pena abastecer esse compartimento com gasolina Podium ou qualquer outra similar do tipo Premium. Por que?

Por um motivo muito simples: a gasolina do tipo premium, como a Podium, a V-Power ou a Octapro, tem validade duas vezes maior que as similares comum ou aditivada.

As companhias petrolíferas não costumam estabelecer um prazo formal para consumo, uma vez que diversas variáveis podem acelerar a degradação do combustível. Porém, a BR Distribuidora recomenda que a gasolina Podium deve ser utilizada em um período de até seis meses. Já a comum e a aditivada tornam-se impróprias apenas após três meses, aproximadamente.

Como o combustível alojado no tanquinho às vezes demora muito para ser utilizado – principalmente nos períodos mais quentes do ano, quando o sistema de partida a frio não é necessário -, pode simplesmente deteriorar-se em função do tempo. E quando, finalmente, a temperatura estiver mais baixa e o mecanismo entrar em ação, a gasolina não proporcionará uma queima adequada: em casos extremos, pode até não fazer o motor funcionar.

Sistema de partida a frio

Em alguns modelos de veículos, o sistema de partida a frio sempre injeta uma pequena quantidade de gasolina quando motorista liga o motor. Isso ocorre justamente para gastar o combustível e impedir a deterioração. Mas tal recurso não é regra: em muitos automóveis, o sistema só entra em ação quando a temperatura externa está muito baixa.

Para saber qual tipo de dispositivo equipa o veículo, o proprietário deve consultar o manual. Caso a informação não conste no livreto, a solução é entrar em contato com o fabricante, por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).

bocal do tanquinho de gasolina do sistema de partida a frio do carro flex credito alexandre carneiro autopapo
Sistema de partida a frio injeta a gasolina armazenada no tanquinho no momento da partida no motor (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)

O sistema de partida a frio é necessário porque, em temperaturas muito baixas, em torno de 15°C ou menos, não ocorre a vaporização do etanol. Por isso, em veículos movidos com esse combustível, uma saída é injetar, automaticamente, uma pequena quantidade de gasolina no momento da ignição.

Porém, vale lembrar que o tanquinho de gasolina é um item obsoleto e não equipa modelos mais modernos (mas ainda é muito comum nos carros usados). No lugar dele, há um mecanismo de partida a frio com aquecimento dos bicos injetores. Já nos motores equipados com injeção direta, não é necessário qualquer tipo de auxílio: mesmo em baixas temperaturas, o etanol vaporiza facilmente devido à alta pressão de admissão.

Não confunda gasolina Podium com aditivada

Outra dica importante é não confundir os tipos de gasolina. A aditivada tem a mesma durabilidade que a comum (3 meses): a diferença entre ambas está na adição de detergentes e dispersantes, que proporcionam uma queima mais limpa, com menos resíduos de carbono.

Já a gasolina premium (Podium, V-Power, Octapro, etc) tem, além desses aditivos, uma composição diferente, com maior octanagem. É justamente devido a essa fórmula química distinta que a durabilidade acaba sendo mais longa.

O maior problema é que a Podium é significativamente mais cara que a gasolina aditivada ou a comum: a diferença de preço não costuma ser menor que 30%. Além disso, tal combustível não é encontrado em todos os postos. A boa notícia é que o subtanque de partida a frio é pequeno e geralmente têm capacidade inferior a 1 litro. Desse modo, não há grande impacto no bolso.

Boris Feldman explica em vídeo as diferenças entre os tipos de gasolina: assista ao vídeo!

6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Wellington 28 de abril de 2021

Meu veículo é um Jetta 2.0 aspirado (não é tão) e ao é ativado esse reservatório quando está muito frio mesmo e tipo não é necessário usar podium ou v Power ou octapro você paga caro dependendo da gasolina que vem com adição de éter só colocar a comum e uma pequena porção a depender da quantidade do reservatório você usa 100ml de éter para cada litro de comum

Avatar
Osiel Medeiros Veiga 28 de abril de 2021

Eu coloco sempre aditivada no tanquinho mais a lus fica acesa no painel as vezes apaga mais logo acende de novo.ideia adventure 2012 .

Avatar
José 28 de abril de 2021

Moro no nordeste e uso apenas gasolina comum e ou aditivada no meu carro, por isso nem faço uso desse tanquinho.

Avatar
Samuel Almeida 28 de abril de 2021

mas como o texto mesmo fala, isso varia de carro pra carro. tem alguns modelos da Honda por exemplo, que não importa qual combustível vc use ele sempre injeta um pouco do tanque de partida a frio. e se deixar vazio queima a bomba do reservatório.

Avatar
Heber 27 de abril de 2021

Eu trabalho de frentista em imposto,do concorrente rsrs!
E tem mtas pessoas que cai na burrice de por gasolina comum no tanquinho,e diz que aditivada e caro🤦🏿‍♂️ nem 1LT

Avatar
Jozenildo 22 de abril de 2021

Qual o óleo ideal para o no sandeiro 1.0 o 10. 40 ou 5 .30 é o adetivo apropriado para no radiador eu estou usando os melhores do mercado mais tenho minha dúvida já agradeço abraço

Avatar
Deixe um comentário