Kombi mais antiga do mundo completa 70 anos (e está em plena forma)

Modelo integra o acervo Volkswagen desde 2014, mas foi bastante usado quando novo e precisou de restauração completa

Por AutoPapo 06/08/20 às 18h11
kombi 1950 azul dianteira a mais antiga do mundo pertencente a volkswagen
Kombi fabricada em agosto de 1950 é o exemplar mais antigo de que se tem notícia (Volkswagen | Divulgação)

A Kombi mais antiga do mundo acaba de fazer 70 anos: foi produzida no dia 5 de agosto de 1950! Trata-se de uma unidade pintada na cor azul Dove chamada pelo simpático apelido de Sofie. O veículo pertence ao acervo da Volkswagen e frequentemente é exibida nos museus da marca em Wolfsburg, na Alemanha, ou em eventos em diferentes partes do mundo.

VEJA TAMBÉM:

Quem conhece a história da Kombi pode ter estranhado o fato de um exemplar produzido em agosto de 1950 ser o mais antigo, uma vez que, globalmente, o lançamento do modelo aconteceu em março daquele ano. O caso é que não há registro de qualquer outra unidade produzida anteriormente: ao que parece, todas foram sucateadas. Desse modo, Sofie, com o número de chassi 20-1880, é a sobrevivente mais longeva de que se tem notícia.

Vale lembrar que, apesar de ser antiga e cobiçada atualmente, a Kombi é um veículo originalmente concebido para uso comercial. Assim, a maioria dos exemplares rodou por anos a fio até ser sucateada. Sofie também trabalhou bastante nos tempos de juventude: foi vendida zero-quilômetro para um courier na cidade de Hildesheimn, na Alemanha.

O primeiro proprietário utilizou a Kombi por 23 anos, entregando encomendas na região da baixa saxônia, até vendê-la em 1973. Dali até 1992, ela passou por vários donos e escapou por pouco do destino da maioria de suas “irmãs”.

A salvação da Kombi mais antiga do mundo

A salvação veio pelas mãos de um colecionador dinamarquês, que acabou comprando a pobre Sofie, então parada há 19 anos e em más-condições, quando percebeu que estava diante de um raro exemplar do primeiro ano de fabricação. O homem não hesitou em providenciar uma restauração completa, que durou nada menos que três anos.

No início dos anos 2000, Sofie já estava em plena forma novamente. A partir de então, a antiga Kombi participou de vários eventos de veículos vintage na Europa, ainda movimentada pelo motor 1.2 arrefecido a ar original. Em 2014, o utilitário foi, por fim, adquirido pela Volkswagen, que o preserva como artefato histórico.

História da Kombi

A Kombi é a segunda criação mais antiga da Volkswagen, antecedida somente pelo Fusca. Não por acado, o projeto era identificado como Type 2 (Tipo 2, em uma tradução livre). A mecânica e parte da estrutura vieram justamente do “irmão mais velho”.

Em 1967, o modelo passou por uma ampla reformulação, que todavia não alterou a maior parte das características originais. Na Alemanha, a produção foi até 1979, quando a Kombi foi substituída por um projeto completamente novo. A produção em outros países, como Argentina e México, prosseguiu até 1986 e 1994, respectivamente.

No Brasil, a Kombi foi o primeiro veículo a ser nacionalizado pela Volkswagen, em 1957 (dois anos antes do Fusca). O utilitário passou por uma reestilização parcial em 1976. Outra mudança veio em 1997, quando as formas da similar alemã de 1967 finalmente foram adotadas, acrescidas de um teto mais alto. Por fim, o modelo recebeu um motor 1.4 refrigerado a água em 2006.

A produção só foi encerrada em 2013, com direito à série especial Last Edition. Desse modo, o Brasil foi o último país a tirar a Kombi de linha e também o que a fabricou por mais tempo: 56 anos ininterruptos.

Fotos Volkswagen | Divulgação

9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Tancredo Luiz leal Dutra 10 de agosto de 2020

Tenho uma Kombi ano 1966. Há dez anos.E uma jóia rara, sempre sou criticado mas não tenho coragem de deixa.la

Avatar
Wellington dos santos nascimento 9 de agosto de 2020

Tenho uma Kombi as no 1990, sou apaixonado nele gostaria muito de restaura-la

Avatar
Edison Pacheco 8 de agosto de 2020

Eu tenho uma 1967 corujinha a 15 anos sou o segundo dono, minha paixão,minha família dizem por não vende que tu quer com isso kkkk

Avatar
Antonio Aguinaldo 7 de agosto de 2020

A dois anos eu e minha esposa coseguimos comprar uma 2012 sò para lazer é uma jóia nossa reliquia estamos cada vez gostando mais.Nota 10 pela reportagem.

Avatar
luiz henrique 7 de agosto de 2020

Queria muito se vience uma nova Kombi eu tenho uma 2009 e uma buneca coisa mais linda do mundo vendo por dinheiro nenhum

Obrigado por elogia nossa Kombi

Luiz Henrique

……….

Avatar
Robson Cardoso dos Santos 7 de agosto de 2020

Fico exlongeado com essa publicação ao saber que as Kombi são jóias raras eu tenho uma Kombi não sabia tanto assim da história tenho uma 87 único dono 60 km toda original,estava até pretendendo vendela mais tenho uma belíssima raridade nas mãos… parabéns a todos pelas matérias…

Avatar
Fabiano 9 de agosto de 2020

Se interessar vender me manda um email fabianotreze@hotmail.com

Avatar
Patrícia Pita 6 de agosto de 2020

Excelente matéria! Parabéns!!
Meu filho, Mateus, é louco por Kombis e Fuscas, sempre curioso em saber mais da história desses veículos.

Avatar
Pedro Antônio Ferreira Gomes 8 de agosto de 2020

Tenho uma Kombi pickp,que tirei da sucata, simplesmente maravilhosa, excelente veículo sou apaixonado…

Avatar
Deixe um comentário