Kwid de 7 lugares é apresentado na Índia

Novidade, batizada de Triber, adianta a aparência do compacto quando receber uma reestilização e também tem chances de cegar ao Brasil

renault kwid de 7 lugares dianteira
Por AutoPapo
19 de junho de 2019 19:30

A Renault apresentou, nesta quarta-feira (19), um Kwid de 7 lugares para a Índia. A novidade ganhou o nome de Triber, e também conta com uma reestilização que ainda vai chegar ao Brasil. De acordo com a publicação, o modelo também tem chances de ser fabricado por aqui.

renault kwid de 7 lugares lateral

Segundo o site argentino Autoblog, a Renault vai analisar a resposta do mercado indiano antes de decidir se vai trazê-lo para cá.

A configuração espichada é 31 centímetros mais comprida que o modelo vendido no Brasil, chegando a 3,99 metros. A distância entre eixos ficou 20 centímetros maior, alcançando 2,63 metros.

O Kwid de 7 lugares tem 1,93 m de largura total, e 1,66 m de altura. O motor é um 1.0 de três cilindros e 67 cavalos de potência, com transmissão automatizada de cinco velocidades.

renault kwid de 7 lugares dimensoes
2019 - Nouveau Renault TRIBER

Renault Kwid de 7 lugares levanta discussão sobre segurança

Existe uma preocupação com a segurança quando se fala do Kwid indiano. Enquanto, no Brasil, o SUV compacto alcançou a nota mediana de 3 em 5 estrelas nos testes de colisão, por lá, a nota foi zero no primeiro teste.

Assim, o lançamento desse Kwid de 7 lugares não poderia deixar de levantar a questão. Seria difícil imaginar, não fossem as ilustrações com as medidas, uma versão do “carrinho” que desse conta de carregar sete pessoas.

Segundo o Autoblog da Argentina, os ocupantes da terceira fileira de assentos ficam com a cabeça apoiada no vidro. Também segundo o site, o modelo ficou apenas 1 centímetro menor do que 4 metros para não entrar em uma categoria com maior incidência de impostos.

Em comparação ao Chevrolet Spin, carro de 7 lugares mais acessível vendido no Brasil, são 42,6 centímetro a menos de comprimento. O Kwid de 7 lugares também é 22 centímetros mais baixo que o Spin, e ganha na largura, com 4 milímetros de diferença.

Quanto à distância entre eixos, a do Kwid também é maior, embora apenas em 1,6 centímetro.

Fotos Renault | Divulgação

SOBRE
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Spider 15 de novembro de 2019

Engraçado vendo as opiniões de gente falando que o carro é ruim e nao presta mas nunca dirigiu e nem pelo menos fez um teste drive.
Engraçado também é saber que tem gente que fala mal do carro e paga quase de 60.000 num carro da VW cru, nu e sem graça so por causa da marca. Nem todo mundo é rico e esbanja dinheiro.

Avatar
Rogério 20 de junho de 2019

Na minha opinião esse carro dependendo dos preços tem potencial de estar no top 20 do ranking de vendas. Além do mais o Triber ficou bem bonito.

Avatar
Colossus 20 de junho de 2019

Carro bosta. O Kwid já é uma porcaria, basicamente uma jogada de marketing, pois não é bem SUV, menos Crossover, no máximo um Hatch compacto fantasiado. Seguindo a mesma linha do irmão, esse “triber” é um Hatch maior espichado. Parece um cachorro Basset. Coisa horrorosa. Tenho um Fox bluemotion, carro maravilhoso, mas que é 1.0, com 76 cavalos e baixo torque. Na serra, levando 4 pessoas e bagageiro cheio, o carrinho sofre. Imagina este “Triber” *, que é maior e provavelmente será mais pesado???? Uma bomba

EDITADO

Avatar
jeffther 20 de junho de 2019

melhor comentário cara, ..falta noção (ou seria excesso de canalhice) dessas supostas montadoras, é rir pra não chorar, o pior que terá gente louca pra ter esse lixo em casa, fazer o que?…gosto é igual bunda…

Avatar
Adan 20 de junho de 2019

Mal cabe 4…explodindo 5. Imagina 7 kkkkkkkkkk #piada

Avatar
Deixe um comentário