No dia da mentira, relembre 5 lorotas que envolvem o automóvel

Listamos algumas lendas que circularam pela internet nos últimos tempos, mas já foram devidamente esclarecidas pelo AutoPapo

Por Alexandre Carneiro 01/04/19 às 09h59

Quando o assunto é automóvel, as informações falsas não circulam apenas no primeiro de abril. O tempo todo circulam por aí dicas furadas, dados sem comprovação e outras lorotas sobre manutenção, direção, segurança… Porém, é perfeitamente possível separar o joio do trigo: neste dia da mentira, relembramos 5 lendas desmascaradas pelo AutoPapo. Confira:

5. A mentira do século: quem é o verdadeiro “pai” do automóvel?

Dia da mentira: Patent Motorwagen foi o primeiro automóvel?
Mercedes-Benz | Divulgação

A criação do automóvel é geralmente atribuída ao alemão Karl Benz, que registou o triciclo Patent Motorwagen em 1886. Porém, antes dele, dois outros inventores já haviam desenvolvido veículos automotores movidos por combustível líquido. O primeiro foi Siegfried Marcus, um engenheiro alemão de origem judaica, que construiu um carrinho para transporte de materiais em 1870. Entre 1875 e 1888, ele concretizou outro projeto, mais sofisticado, com assentos. Depois, foi a vez do francês Édouard Delamare-Deboutteville, que patenteou um modelo de quatro rodas em 1884.

Por que, então, Carl Benz ficou com os créditos? A explicação passa por várias questões. Primeiramente, Siegfried Marcus não patenteou suas criações. Ademais, o regime nazista exigiu que as enciclopédias da Alemanha apagassem seu nome como inventor do automóvel. Os livros do país, então, simplesmente ignoraram o judeu e substituíram-no pelo alemão.

Já Édouard Delamare-Deboutteville construiu uma única unidade: não produziu o veículo em escala industrial, nem o comercializou. Por outro lado, o Patent Motorwagen e parte da história da Mercedes-Benz e à atual Daimler AG. Uma história digna de dia da mentira, certo?

Vire a página para conhecer a próxima mentira!

4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Andrade 14 de abril de 2020

    Vamos lá… a suspensão traseira da Frontier é sim do tipo multlink, modelo five link. Existem diversos tipos de suspensões multilink, e o modelo five link é utilizado onde se exige mais robustez, o que é esperado em uma caminhonete.
    O “encosto de cabeça” pode sim ser utilizado para quebrar os vidros do carro depois de um acidente. Ele não nasceu com esse objetivo, mas ganhou essa possibilidade de uso. Basta retirá-lo do banco, o que é muito simples de ser feito na maioria dos veículos, e utilizar as suas ponteiras metálicas pera romper os vidros. Não existe nenhum outro componente da parte interior do veículo que pode ser utilizado para este fim.

  • Avatar
    Joe Germano Dietze 1 de abril de 2019

    Outra mentira é que Parati turbo é boa.
    Quem teve uma como eu sabe a encrenca pra consertar está bixeira. Agora vem renovada com o TSI Kkkk.

  • Avatar
    Odilon 1 de abril de 2019

    Tudo balela.

  • Avatar
    José Ricardo 1 de abril de 2019

    Conforme já citado fz uma pergunta e não fui correspondido. Era sobre a melhor opção custo benefício entre um tigo5x ou um captur semi novo CVT
    Aguardo CTT

Avatar
Deixe um comentário